The Fades: Season 1

domingo, outubro 30, 2011

Uma agradável surpresa na Fail Season.
Tem como não amar series britânicas? The Fades é amável, uma ótima estreia nessa “FailSeason”, adoro series nessa vibe Supernatural e ainda mais com temas apocalípticos. The fades juntou esses elementos de uma forma que a muito não via em series do gênero.

The Fades tem como protagonista Paul (Iain De Caestecker) um mega loser que faz xixi na cama e sofre bullying de crianças de 12 anos, o cara é tão nerd e loser que se soubesse cantar estaria em Glee fácil, agora o que Paul nem desconfiava é que ele tem poderes sobrenaturais e que está destinado a salvar o mundo do apocalipse.Certo, essa premissa é clichê e usada tanto em series quanto em filmes, porem o interessante é como os roteiristas vão trabalhando como isso na sua vida, temos Mac (Daniel Kaluuya) que é o melhor amigo de Paul tão nerd quanto e um ótimo personagem, com ele é trabalhado o lado cômico da serie, com o mesmo geralmente fazendo referencias a filmes ou piadas pornográficas que causa um pouco de vergonha alheia.

Mas então, contra o que Paul tem que lutar? Os Fades, criaturas que já foram humanas, morreram e não conseguiram fazer a passagem para o céu, alem, limbo e ficaram presas na terra e acabaram pirando por não poder ver, tocar, conversar com parentes e amigos, a partir daí eles vão ficando loucos e até violentos. O fato é eles que nunca poderiam tocar nada, o que fazia deles inofensivos aos humanos, mas no piloto isso muda e ai vemos a historia deslanchar, já no começo conhecemos Neil (Johnny Harris) que pertence a um grupo chamado “Angelics” um tipo de grupo secreto com poderes que vigiavam os Fades, Neil acaba se aproximando de Paul que conta a ele sobre os sonhos apocalípticos que tem, o que desperta certo interesse do Angélico no garoto .

Já no começo da serie temos duas mortes: a de Sarah (Natalie Dormer) e Helen (DanielaNardini) ambas angélicas o que já te deixa naquele pensamento, ninguém está a salvo e qualquer um pode morrer. Para completar os personagens tem a irmã de Paul, a malvadinha aprendiz de piranha Anna (Lily Loveless), o interesse amoroso de Paul Jay (Sophie Wu) que é bem sem sal e carisma, além de ser pau mandado da Anna. Mark (Tom Ellis) que é marido da falecida Sarah e esta sendo acusado de  mata-la pelo pai de Mac que é investigador #Barra.
   
No terceiro episodio temos Paul “se fazendo feliz sozinho” quando ele acorda e logo aparecem asas em suas costas, no desenvolver da serie os roteiristas encontram uma ótima saída para a questão de como um os Fades começaram a tocar e matar humanos. Simples o segredo era que o Fade tivesse contato com sangue, quem descobriu isso foi o Fade líder que viu sua amada morrer e decidiu ficar ao lado dela, vendo-a agonizar quando o sangue dela escorria nele, assim ele percebe que ela teria dado a ele sua ultima prova de amor. A partir dai ele se torna um assassino se juntando a outros fades dispostos a matar para tocar novamente, no decorrer da serie esse Fade original passa por uma mutação e retorna como um ser humano porem ele ainda necessita de carne humana para sobreviver.

A partir dai o mesmo forma um grupo de super Fades aparentemente imortais tacando o terror na cidade matando vaaarias pessoas inclusive o namorado avulso de Anna que só entro na serie para morrer causando o maior burburinho, já que Paul mata um Fade na frente de todos com um raio de luz.

Apesar da temporada curta The Fades mostrou a que veio com episódios que vieram em uma crescente qualidade, atingindo o ápice na Season finale quando você acha que  não poderia mais ser surpreendido, lá vem eles e #BOOM na sua cara. A serie abusou de finais dramáticos e cliffhangers de deixar qualquer um de cabelo em pé um recurso que deu muito certo em series como TVD e True Blood.

Mas nem tudo é um mar de rosas The Fades fez algo que me incomodou muito , o fato de Paul ter usado seus poderes duas vezes na frente de vaaarias pessoas e o pessoal agir praticamente como se fosse algo normal, na segunda vez devido aos acontecimentos gerais o povo nem liga afinal e gente morrendo pra todo lado .Apesar disso algo me agradou muito em The Fades a forma como os sentimentos de cada pessoas foi real e intenso cada um da sua forma todos foram ganhando seus‘’dramas redondinhos’’.

Outra coisa que gosto na serie e que todos os personagens foram muito bem trabalhados, sem personagens inúteis, cada um teve sua utilidade e seu propósito evitando assim muita enrolação com plots que não levariam a lugar nenhum e você sempre sabendo que cada acontecimento estaria levando a batalha final.

O balanço final de The Fades pelo menos para mim foi super positivo, meu rendeu muito entretenimento e curiosidade coisa que varias series americanas novatas não conseguiram. Bom que venha a segunda temporada (espero que venha mesmo).


PS: Agradecendo ao Leo Gravena pelos emotes.