Happy Endings 2x01: Blax, Snake, Home

segunda-feira, outubro 03, 2011


Happy Endings está de volta, com a promessa de uma temporada ainda melhor que a primeira. Afinal, este é o ano de Penny!

Happy Endings pode não ser a comédia mais engraçada (Raising Hope) e nem a mais bem feita (Modern Family) da minha watchlist, mas é a que eu mais me identifico e mais gosto de assistir – e grande parte disso pode ser atribuída a Penny e Max, dois dos meus personagens preferidos ever.

E essa segunda temporada já começou bem, com um episódio bastante focado em Penny – desde a cena inicial, quando ela salva (em grande estilo) o aniversário de 1 ano do não-casamento de Dave e Alex, entregando o momento mais insano da série até agora. Também adorei ver Penny surtando por achar que seu novo apartamento está amaldiçoado e que ela vai morrer sozinha, com direito à deliciosa referência a The Good Wife.

Tenho que falar da incrível capacidade de Happy Endings de criar situações engraçadas mesmo com tramas repetidas. É o caso do plot de Dave e Alex decididos a contar apenas a verdade um para o outro, que pareceu mais daquele lengalenga da primeira temporada, mas que foi bem engraçado – principalmente pelas cenas de Jane se intrometendo na história e tendo o “pior dia ever”. Eliza Coupe estava ótima como sempre, e até Alex me fez rir com sua performance ridícula da dança do bambolê.

O plot de Max tentando descobrir porque Brad não queria sair com ele também pareceu mais do mesmo, afinal nós já vimos muitas cenas dos dois falando sobre preconceito na primeira temporada. Ainda assim, essa é uma discussão válida, e que a série consegue fazer de forma engraçada e sem forçar a barra.

Mas, no final, a solidão de Penny no apartamento novo durou pouco, e Alex decide ir morar com a amiga por um tempo depois de incendiar seu apartamento e ser perseguida por uma cobra diabética. Definitivamente, o ano de Penny promete!

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Descobri a série quando estreou como tapa buraco as 19h30 na Sony - digo tapa buracos pq ser exibida todo santo dia, tendo só uma temporada é sacanagem. E tá aí, gostei dela, gostei muito. Não é original - começa com um casamento que não aconteceu (Olá Friends, olá Jack e Jill) - e gira em torno de seis amigos... Se eu tivesse lido sobre ela, implicaria sem nunca ter visto um episódio. Mas calhou de ver o piloto sem saber de nada e me vi fisgada. Achei que é exatamente como uma comédia deve ser: leve, engraçada, não se levando a sério e bancando a pseudointelectual só pra virar cult... Então. Curti tanto que vou acompanhar a nova temporada conforme a exibição americana. Espero que continue descompromissada e divertida.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe