Pan Am 1x05: One Coin in a Fountain

sexta-feira, outubro 28, 2011


Depois de um episódio que cria novas possibilidades para o futuro, a notícia de uma possível temporada completa para Pan Am vem em excelente hora.

Pan Am continua sendo meu drama preferido dessa fall season, mas é inegável que a série precisa de um arco central pra manter o interesse do público. Mas parece que neste quinto episódio a série finalmente deu um jeito de mudar essa situação, adicionando alguns elementos que podem mudar a dinâmica da trama e torná-la mais interessante. Elementos estes que atendem pelos nomes de Niko e Ginny.

O primeiro é um iugoslavo que viaja com a Pan Am e acaba se envolvendo numa missão de Kate. Foi a segunda vez que eu gostei de uma missão da moça (a primeira foi no terceiro episódio), principalmente pela relevância da história, que teve mais a ver com a Guerra Fria do que a da câmera no episódio passado, por exemplo. Entendo que Kate é apenas uma mensageira e por isso recebe missões tão simples, mas é necessário que estas missões tenham no mínimo alguma ligação com o contexto político da época, e esta semana isso felizmente aconteceu.

Também é notável a evolução de Kate da garota insegura do começo da série para a agente confiante de agora, chegando a fazer piadas com seus contatos. E a relação dela com Niko promete deixar sua história ainda melhor, uma vez que deve causar uma tensão entre ela e a CIA – algo que ficou bem claro na cena final.

Já Ginny surgiu para criar mais uma dificuldade na relação entre Dean e Colette, por mais que esse triângulo amoroso tenha ficado apenas subentendido, uma vez que Colette só apareceu pra mostrar que ainda está na série. O fato de a moça ser amante do vice-presidente da Pan Am promete criar ainda uma tensão entre Dean e a companhia (e, como o piloto disse, uma oportunidade para Ted sentar do lado esquerdo da cabine).

E o romance de Laura e Ted continua, mas eu realmente não comprei toda essa história do anel de noivado. Achei que o lance de Laura com seu quase-marido Gregg já tinha sido resolvido na viagem para Paris, e a busca pelo anel acabou criando uma certa confusão no uso dos flashbacks. Pelo menos serviu para mostrar uma Laura mais decidida e confiante no final.

Assim como Colette, Maggie também apareceu muito pouco – mais uma vez. Achei que a mudança de Laura para a casa de Maggie fosse criar uma tensão maior entre ela e Kate, ainda mais com a disputa das duas por Niko, mas tudo foi muito superficial. A série precisa investir mais em todas as possibilidades que Maggie tem a oferecer, transformando a personagem na feminista que ela promete ser desde o episódio piloto. Pela sinopse, ela deverá ter um espaço maior no próximo episódio, quando Pan Am finalmente aterrissar aqui no Brasil. Não dá pra perder!

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. O que eu não entendo é a Laura mudar de cor de cabelo do piloto para outros episódios... fizeram uma merda ! Não dá para entender um erro tão horrível !

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe