House 8x08: Perils of Paranoia

quarta-feira, novembro 30, 2011



Arceus: Segundo a Wikipedia, um Pokémon extremamente poderoso,  criador do “universo dos Pokémons”.


Nesse episódio, House e sua equipe são responsáveis por diagnosticar um promotor de justiça que chegou ao hospital com sintomas de ataque cardíaco. Durante os tratamentos, Parks e Adams, numa daquelas famosas “visitinhas” à casa dos pacientes, descobrem que ele tem um compartimento secreto repleto de armas e munição, e essa descoberta vai permear todas as discussões que virão.

Adams prefere acreditar que o fato do paciente possuir um arsenal em sua casa é um sintoma, e não apenas um desvio qualquer de conduta ou simplesmente precaução. Adams me irrita profundamente com essa mania de acreditar que todas as pessoas são boas e qualquer defeito seja proveniente de alguma doença. Em certos aspectos ela me lembra muito a Cameron, pois as duas são muito humanas, porém a Adams é uma versão bem mais melosa e cheia de mimimi da antiga doutora.

Me surpreendeu o fato de Chase, de alguma forma, concordar com tudo que Adams dizia sobre o diagnóstico durante todo o episódio e compartilhar da ideia que o paciente fosse paranoico. Depois, pensando melhor, acho que esse comportamento deve ser porque, no fundo no fundo, Chase queira uma bela noite de sexo com ela. Já tivemos provas suficientes em temporadas anteriores de que ele é perfeitamente capaz de fazer isso. Engraçado é que, durante uma conversa, Adams admite que possui armas porque..... é divertido! Ah, e também porque ela tem dinheiro sobrando, claro, e isso em momento algum faz dela paranoica. 

Na verdade, o grande “perigo” nesse episódio foi o julgamento precipitado e a paranoia de toda a equipe em tentar diagnosticar o paciente baseado em sua coleção de armas e na hipótese dele ter sido envenenado pela esposa (afinal, House TAMBÉM é um paranoico que acha que todos mentem) ou por algum réu condenado e vingativo.

Paralelamente, House passa todo o tempo fazendo Parks sentir-se idiota e indesejada na equipe e fazendo-a entrar em atrito com Adams. Na minha opinião, House não acha Parks uma idiota, mas o ponto é que o antagonismo entre as duas o ajuda na resolução dos casos, além de ser divertido, coisa que ele preza e muito (apesar de eu achar que as duas brigando num ringue cheio de gelatina seria bem mais divertido).  Prova disso é que hora ele concorda com Adams, hora ele coloca todas as decisões nas mãos de Parks, e assim vai montando seu quebra cabeça.

Não entendi muito bem qual foi a finalidade do joguinho entre House e Wilson, que tentava de todas as formas provar que House tinha uma arma. Isso só serviu para mostrar como o Wilson é bocó e se deixa manipular facilmente... Ele desistiu super rápido de confrontar House, mesmo com aqueles argumentos ridículos usados por ele para justificar que a arma era de mentira.

De maneira geral, achei esse episodio bem fraquinho. Não ficou bem claro qual era o foco: se a discussão sobre paranoia, se o duelo entre Parks e Adams, se a brincadeirinha sem graça entre House e Wilson. A história não me prendeu e fiquei com a sensação de que o episódio foi um imenso filler (imenso mesmo, pois fiquei entediada assistindo!). Até mesmo aquele final, com Parks convidando Chase para sair (mais alguém teve a impressão de que Adams ficou com ciúme?) não despertou interesse! Eu, sinceramente, não consigo imaginar uma possível relação entre os dois.

Vamos aguardar o próximo... e que venham coisas melhores.

PS: Primeiro Foreman mente, depois aceita envolver-se com uma mulher casada. Será que finalmente ele está deixando os escrúpulos de lado?

PS2: Não estava conseguindo encontrar uma explicação para a espada no final do episódio mas, pensando melhor, ela é uma afirmação da frase onde House diz: "EU não tenho uma arma".... Provavelmente a arma era do pai dele, assim como a espada com o nome "John House" (na caixa não estava escrito Gregory House.... só House).

Talvez Você Curta

6 comentários

  1. nao entendi a parte da espada no final do episodio...

    ResponderExcluir
  2. Então, aquela espada tinha o nome do pai do House gravado (John House), então suponho que teria sido dele, mas também não entendi o que quis dizer. Será que House está com saudades do pai? Acho pouco provável... Vamos esperar e ver se nos próximos episódios essa dúvida será esclarecida.

    ResponderExcluir
  3. Estou fazendo maratona de House e tou na 3 temporada ainda :S

    Mas review muito boa!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que legal! Não vai se arrepender... Essa fase que você está assistindo é a melhor de House!

    ResponderExcluir
  5. A arma assim como a espada pertenciam ao militar padrasto de House.

    ResponderExcluir
  6. O John House, e o "pai", o que acontece e que quando ele morreu o House comentou que não achava que era o pai biologico dele(ate tentou arrancar um teco da orelha do cadaver pra descobrir), mais não lembro de fazer exame e falar com certeza que não era pai dele, o que aconteceu e que eles viram o pastor da familia (House e o Wilson) e ficaram chocados com a semelhança fisica.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe