Parks and Recreation 4x07: Treaty

terça-feira, novembro 15, 2011


Quando a Dinamarca e o Peru entram em guerra.

Esta semana tivemos um episódio bem surreal, com uma trama meio retardada que ficaria ridícula em qualquer outra séria, mas não em Parks and Recreation. Mesmo que eu ache que este foi o episódio menos bom da temporada, a sitcom da NBC continua acertando em praticamente tudo. Os personagens foram completamente sem noção em todas as tramas, mas tudo acaba sendo coerente e muito divertido. Vamos pensar bem, Ben e Leslie guerreando, Andy trocando exército por leões, April governando a Lua, Ron fazendo umas entrevistas completamente bizarras e Chris investigando o seu relacionamento com o sogro e sua e ex-namorada. Fala sério, que série faz tudo isso parecer natural e consegue fazer um episódio bom com estes elementos? Por isso Parks é tão bom, tudo é super imprevisível e sempre termina de um jeito bonitinho e redondinho.

O começo do episódio foi um pouco devagar, mas ao decorrer do aprofundamento da conturbada relação entre Dinamarca e Peru, as coisas ficaram super divertidas. Talvez eu continue dizendo que foi o episódio menos bom da temporada por conta de Community já ter feito uma trama (sem noção) com o modelo da ONU. Mas além de dar risada, eu me importo com a infelicidade de Bem e Leslie por não poderem ficar juntos. Assim, toda semana eu estou disposto a acompanhar a relação entre os dois, mesmo que seja apenas alguns minutinhos por dia. Parece que eles chegaram num ponto em que tudo é válido, mesmo algo meio repetido acaba ganhando novos contornos. Em qualquer ambiente ou trama esta história parece funcionar.

O mais legal do episódio na minha opinião foram os coadjuvantes que com muito pouco acabam tendo muito destaque. April e Andy continuaram sendo fantástico (eu também iria querer governar a Lua), mas foi Donna e Jerry que acabaram roubando a cena. Ri muito com a dica de como segurar a cenoura e com o constrangimento de Jerry. O melhor é perceber que os roteirista têm consciência que estes dois personagens não podem ficar aparecendo tanto para não banalizar suas maravilhosas aparições. O cuidado que Community não vem tendo com o Señor Chang, Parks vem tendo com eles. Ann, a personagem mais fraca, também conseguiu ir bem com ótimas tiradas sarcásticas. É bom saber que na verdade fazer jogging é muito chato e que eu não preciso mais fingir que gosto.

As entrevistas de Ron foram meio idiotas demais e fiquei com a impressão de já ter visto algo muito parecido quando a procura era por uma assistente. Porém fomos recompensados com a ótima corridinha de Ron atrás de Tom e com a volta dele ao departamento. Apesar de Ron se destacar sempre é bom ver que a série não investe todas suas fichas no personagem e consegue nos apresentar excelentes episódios mesmo com uma participação limitada por parte dele.

 Não quero hiato desta delícia não. Na verdade queria um episódio de Parks por dia.

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe