Survivor 23x15 / 16: Loyalties Will Be Broken / The Reunion Show (Season Finale)

segunda-feira, dezembro 19, 2011


 “Because I’m The New Dragon Slayer”.

Depois de uma temporada inteira chata, sem surpresas, poucos blindsides, enganações ou gente safada, até que tivemos uma finale boa. Minhas previsões se confirmaram, Ozzy voltou ao jogo, ganhou a imunidade e foi último eliminado da temporada, Coach, Albert e Sophie fizeram o F3 e a nerdizinha faturou o milhão.

O que mais me desagradou nesta finale foi o excesso de Ozzy. Para começar, tivemos mais challenges que Ozzy já havia ganho em Cook Islands, o que é uma grande manipulação por parte da CBS com o objetivo de fazê-lo o campeão da temporada. Que sanagem, safadeza oculta. O pior mesmo é ver todo mundo puxando o saco deste cara arrogante, metido, burro e sem um pingo de capacidade de se relacionar em grupo. Ozzy é aquele cara mala que se acha e que nunca fez um jogo descente em Survivor. Cook Islands é a maior prova disto, uma vez que ele fez o impossível, ganhando muitas imunidades, e mesmo assim perdeu por ser extremamente arrogante e nem um pouco gostável. Em Micronesia, o cara tentou jogar estrategicamente mas encontrou uma Cirie e uma Parvati em seu caminho e acabou tomando no cu. Em South Pacific, ele não fez nada elogiável que não seja no aspecto físico. Se pararmos para pensar até fisicamente ele foi pior, de 4 challenges disputados no jogo (fora da Flopation Island) ele ganhou apenas um, enquanto em Cook Islands de 5 imunidades individuais ele ganhou 4. Graças a Deus Sophie conseguiu vencê-lo, já que o júri seria o pior da história e daria o prêmio mais injusto de 23 temporadas. Aplaudir este cara, sério? Nunca tivemos aplausos nem para os grande jogadores como Boston Rob, Parvati, Jenna Morasca, Richard Hatch e Sandrão. Survivor é um jogo social e estratégico e ele não consegue ser nem ao menos razoável em ambos os elementos.

O F3 foi o esperado e o merecido. Albert tentou ser estratégico em alguns momentos, mas acabou sem nenhum voto no final por ser uma pessoa incoerente e que  atirou para todos os lados e não acertou alvo nenhum. Ele quis ser manipulador (com pouco êxito), legal e cristão ao mesmo tempo e nada deu muito certo. Ele só chegou na final porque eles precisavam vencer o Ozzy e o Rick seria o último capaz de fazê-lo. Já Coach me surpreendeu e muito, ele sim era o grande Under Dog da temporada e conseguiu se transformar em um grande líder, capaz de unir uma tribo e mantê-la fiel assim como foi feito em Redeption Island. Mas Coach não é nenhum Boston Rob e sua principal ferramenta para a manipulação (a honra e a religião) acabaram o traindo. Coach acabou mentindo desnecessariamente, fazendo alianças que ele teria que quebrar e que não o ajudariam em nada a chegar ao prêmio. O segundo lugar já está de bom tamanho.

Sophie com certeza foi a jogadora da temporada e sua vitória foi a mais justa possível. Desde o começo mostrou ser uma pessoa inteligente, equilibrada e forte. Acredito que o seu choro no Tribal Council e o fato de ter vencido o desafio final contra Ozzy foram essenciais para que ela conseguisse os votos dessa gente pedante e mal comida do júri. Pelo jeito, seu jeito tímido e nerd fizeram dela uma concorrente não tão popular, mas mesmo assim ela foi capaz de cativar as pessoas sendo uma grande lutadora.

A performance do júri foi sofrível, Ozzy apareceu de chiquinhas querendo dar sermão na galera e falando que nenhum deles era digno do prêmio, faltou ele falar “O júri queria dar o prêmio para mim”. Assim, mais uma vez ele acabou fazendo papel de ridículo e só os americanos são capazes de gostar de um cara tão desprezível, que foi sim o vilão da temporada como foi dito por Coach. Única pessoa que acabou brilhando, na minha opinião, foi Edna que tomou seu posto como a Japa da temporada, dizendo para as pessoas pararem com o mimimi, que todos eles haviam assinado um acordo para serem enganados em rede nacional e que os 3 finalistas foram grandes merecedores de seu feito.

Na reunion, tivemos muito Ozzy e quase nenhum airtime para as maravilhosas Stacy e Chistine, que apesar de não terem feito um grande jogo acabaram sendo as melhores personagens da temporada. Além disso, é claro que tivemos Russel, que conseguiu completar o feito de chorar em 4 Reunions de Survivor. Eu já sabia que ele era criança de não aceitar suas derrotas e de chorar por isso, mas me surpreendi com sua feição ao criticar a atuação pífia de seu sobrinho. Jeff ainda foi capaz de sugerir a infeliz temporada que colocaria Russel Vs. Brandon. Fala sério, Jeff.

A boa notícia é a confirmação da twits de Survivor One World, próxima temporada do programa que estréia em fevereiro. Para acabar com esta fidelidade exacerbada e a chatice que foi Survivor durante todo o ano de 2011, a CBS decidiu colocar as duas tribos vivendo na mesma praia desde o início com o objetivo de mexer um pouco na dinâmica do jogo e dar a possibilidade de algumas reviravoltas após a merge. Além disso, boatos dão conta que a Redmption island finalmente será abolida e que não teremos nenhum participante retornante. Considero a medida emergencial, estou re-assistindo Pearl islands e fico revoltado com a decadência, mas para melhorar as coisas a edição do programa precisa melhorar e muito, parando de focar em poucos personagens e equilibrando o tempo de tela entre os participantes. Outra sugestão é selecionar pessoas safadas, que querem ver sangue e que são capazes de qualquer coisa para ganhar. Outra coisa um fanático religioso por temporada já é o suficiente. Sem dizer que os challenges andam caídos demais desde Nicaragua, está hora de mudar isto.

Para fechar, apesar de ter um cast melhor do que o anterior, acredito que South pacific conseguiu ser ainda pior do que Redemption Island, já que na temporada anterior pelo menos tivemos Rob sambando na cara de todo mundo e conflito divertido entre Phlip e Ashley. Desta vez, tivemos Coachran (Kenny muito piorado), Dawn (Holly muito piorada) e Mikayla (Steph violentamente muito piorada), que prometiam muito e pouco fizeram, Stacy e Christine, que acabaram saindo cedo demais e muita gente chata enchendo o saco com rezas e comentários pedantes. Pelo menos, a temporada teve uma grande vencedora e merecedora do título, o que nem sempre acontece. Se você gostou, aguarde a reprise na Rede Vida. 

Feliz natal e um ótimo 2012, se o mundo não acabar é claro.

Talvez Você Curta

5 comentários

  1. gostei da finale, e esperando pela prox season de survivor
    enquanto isso, já assisti a season finale de the australian outback e agora é partir pra survivor africa <3

    ResponderExcluir
  2. Tenho mta inveja de vc Michell que tem mtas temporadas pela frente e está tendo a oporunidade de assistir na ordem certa. Se vc realmente gostou de South Pacific se prepare para temporadas muito melhores.

    Abraço. Continue comentando o ano que vem (Survivor One World promete).

    ResponderExcluir
  3. ah sim, com certeza one world promete mudar muitos conceitos sobre survivor
    pelo que eu li são 2 tribos no mesmo lugar?
    acho que é de se esperar que pós-merge não se tenha lealdade sobre sua antiga tribo, é aguardar pra ver
    já tem data de estreia?

    ResponderExcluir
  4. Fevereiro mas sem data definida.

    ResponderExcluir
  5. Diogo, acho suas reviews muito engraçadas e muito boas mesmo. É legal ler a review de quem já assistiu todas as temporadas e relaciona a temporada atual com boa parte das anteriores.
    Concordo em gênero, número e grau com o que você disse sobre o Ozzy. Pra mim o cara é um grande bosta e não consigo ver no que as pessoas gostam tanto nele. Acho que nunca vou entender o que o público americano vê nele e no James, que pra mim é um grande bosta também.
    Sophie ganhou muito merecidamente mesmo.
    Abraço e até Survivor One World

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe