Shameless 2X02/03: Summer Loving / I'll Light a Candle for You Every Day

quarta-feira, janeiro 25, 2012



Shameless voltou para sua segunda temporada cheia de energia e agito, mas, sejamos francos, sem nenhum plot realmente relevante. “Summertime” apesar de ser gostosinho, no fundo no fundo foi bem fraco. E o seu sucessor veio para provar isso. Sem o mesmo vigor que o Season Premier, “Summer Loving” , que não era criativo nem no título, foi maçante. Com novas histórias absurdas, plots que não se sustentaram, e muito pouco engraçado.

Tivemos o plot da “Butterface”, que até então ninguém sabia da existência dessa versão feminina de Frank Gallagher. Toda a história foi conduzida, pelo menos nesse episódio de uma forma muito banal e no mínimo estranha, como se Frank fosse o esperto e o resto das pessoas à sua volta completamente estúpidas. Isso vale também para Sheila, que no mínimo se faz de “Ciega, Surdomuda” para as peripécias de Frank. Não é possível que nenhum vizinho tenha falado nada com ela! E acabo achando que por aceitar toda essa situação, e aguardar o dia em que Sheila chegará ao bar (como o grande ápice da temporada), o público acaba sendo otário também.


Vemos Fiona cada vez mais perdida consigo mesma. Um dia investindo em romances substitutos, no outro pagando pau pro DJ, ou reativando uma antiga paixão escolar; um episódio investindo na carreira de atleta, no outro esquecendo completamente sobre isso. Tenho a leve impressão de que a situação da menina só vai piorar, o que de uma forma ou de outra vai ser bom para poder ver a família Gallagher sair um pouco dos eixos, já que estou achando eles muito estáveis.

Os plots de Veronica e Kevin como sempre mais chatos do que nunca. Kev e Lip é a única parte que ainda funciona, com o menino pedindo conselhos para o mentor como se fosse o Pai com quem nunca pode contar... Foi bem bacana. A historinha dos velhos só serviu mesmo para dar corda para o plot da Debbie sobre morte, adolescência, puberdade e transformações. Acho que os roteiristas tem conduzido muito bem as histórias dos Gallaghers mais novos, como a história de privacidade de Carl, aquela singela conversa de Frank com ele... A vingança de Carl não tardará.

No mais é isso... Episódio fraco, com Lip e Ian pegando uns plots românticos fracos, mas com oportunidade de crescimento eventualmente, seja com Karen realizando que Lip é o amor da vida dela ou Ian enfrentando o dilema de se alistar e se separar de Mickey, coisas que serão muito clichê, diga-se de passagem. Está faltando Shameless engatar! E em doze episódios isso não pode demorar muito! Se não o verão passará e não acrescentará nada à série.


Já “I'll Light a Candle for You Every Day”, apesar de ser efetivamente um placebo, dá a entender que as coisas estão caminhando um pouquinho... Mesmo que não seja para frente. O Episódio desta semana deu fim a alguns plots absurdos, continuidade aos interessantes e trouxe de volta antigas histórias. E foi tão maroto, que fez Shameless atingir novos níveis de cretinice, com direito a esconder o bipe de moribundo para ficar com a herança, roubo de mala e anel de noivado... E claro, deu um sentido literal a expressão “Fuck till death”.

É muita canastrice para um episódio só. A começar por Fiona safada que marca encontros pelo facebook, que rouba o dinheiro alheio para levar a família no “coma tudo o que puder”, fode com o pai de família alheio e tem fetiche por esfregar comida no corpo enquanto transa. A cena da transa é muito nojenta, mas se pararmos pra pensar é muito “real life”, nem sempre as expectativas correspondem a realidade... “Shame on You Taylor Kinney” (aliás, ele nem foi creditado. Absurdo, mas todo fã de Vampire Diaries vai reconhecer o lobinho que não dá no coro). A cena que Fiona tenta devolver o dinheiro para a vizinha do homem aranha também é muito engraçada.


Tivemos também os novamente chatos plots de Kevin e Veronica, os quais estão tendo a única finalidade de servirem como pais das crianças. A cena de V com Debbie foi muito linda. Alias Debbie que continua tendo sua história de chegada da puberdade muito bem conduzida, daqui a pouco já veremos a menina Gallagher com seu primeiro namoradinho emo, que se pinta, curte “My Chemical Romance, Death and Stuffs”. Já Carl ficou meio apagadinho não teve muito espaço como em “Summer Loving” e assim como Ian quase não apareceu no episódio. Aliás, essa história do Ian está sendo conduzida mais lenta do que lesma. De igual modo os plots do Lip também estão muito fracos se comparados à temporada passada, mas confesso que dá pena do menino quando a Karen fala que vai noivar lá com o jack keruack free drugs.

Agora a diversão do episódio sem dúvidas ficou por conta de Frank e toda sua cretinice. Acho que esse é o primeiro episódio da temporada que consigo enxergar William H. Macy fazendo tudo aquilo que é capaz. O roteiro do personagem estava brilhante, e, além de ser muito engraçado, deu fim em um plot avulso que não interessava ninguém. Sério, quando eu ví ele desligando o bipe, juro que rolei no chão de tanto que rir, o que ainda foi acompanhado por ele falando ao telefone, e depois a notícia do menino B+ que morreu, com o grande desfecho da “Foda da Morte”. Frank que é malandro que vai de A à Z em picaretagem, rouba tanto ofertinha de igreja quanto desliga bipers para ficar com a herança dos não transplantados, que claro, deveriam se contentar com o que Deus deu-lhes e morrer em paz!

Shameless está engraçado, está crocante, mas é preciso acelerar aí essas histórias. Acho que com a volta de Steve tudo vai se movimentar mais um pouco... vamos acompanhar.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Olha, não assisti o terceiro episódio, mas devo vir aqui defender o segundo episódio, que elevou a canalhice a um ponto jamais visto. Frank foi demais naquele episódio, cada episódio que passa eu fico cada vez mais perplexo com o que o frank é capaz de fazer... provocar a morte de uma amiga, que aparentemente não conhece os níveis do cara, para ficar com a herança é algo que eu não imaginaria ele fazendo, dá para ver que a canalhice mais branda dele é só referente a família, de resto...

    Gostei do plot do Carl, finalmente o menino foi aproveitado de alguma maneira, depois de uma temporada inteira, acho que ele tem grandes chances de roubar a cena, o atorzin é bom até, vamos ver se ele vai ficar até a nona temporada e ser o foco como é na versão UK.

    Sheila para mim é praticamente café com leite de tão ingenua que ela é, ver o frank com medo da beringela foi epic, ele falando que nem com toda a vaselina do mundo aquilo entraria, rashey.

    Sobre o plot do ativinho Ian, acho que pode melhorar, e vai, mas temos que ter em mente que é muita história para pouco tempo, esse episódio 2 foi insano e de tirar o fôlego, e acho que foi bom sim, quando ver o terceiro venho aqui para comentar =)

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe