Switched at Birth 1x11: Starry Night

segunda-feira, janeiro 09, 2012


Finalmente! A única série que presta no TOTAL na ABC Family finalmente está de volta para muitos outros episódios, mostrando sempre que há muitas opções de tentativas de roubar o namorado de sua 'irmã'.


Gostei que a volta foi logo no mesmo dia, mostrando que cinco meses é pouco tempo e que todo mundo que assistiu a série se lembraria daquele momento. Além do mais, não foi lindo ver as duas brigando por Emmet, minha gente? Era um vale tudo. Rolou stalker dentro da barraca, passando por línguas afiadas, chegando à uma camisa para deixar bem claro, mas bem claro, para todos, quem realmente está com o baterista.

Entendo Daphne por estar com raiva de todos. Porém, ela precisa entender que as coisas são diferentes, principalmente por Bay não conhecer o pai. Bom, ela acabou não o conhecendo mesmo, considerando que Angelo e Regina só ficavam se alfinetando e Angelo nem falou direito com a filha para conhecê-la, que, diga-se de passagem, era todo o motivo daquele encontro.

O episódio foi bom já que deixou todo mundo brilhar. Até a vovó malvada de Santana resolveu participar e ganhar um cachê melhor. Não sabemos exatamente como era quando Gina estava com Angelo, mas com certeza, é muita babaquisse pressumir que ela iria ficar bêbada novamente após ouvir o adorável sotaque do amante.

Como sempre, tanto Wilkie e Toby estavam no episódio para fazer NADA. Pelo menos o primeiro é loiro de verdade e ainda gosta de tirar a roupa. Mesmo assim, fica bastante fácil ficar com raiva de Toby por reclamar sobre a posição da banda deles... É claro que eles não iria tocar em um bom palco, o que ele acha que eles são, o U2? Não são e nunca serão.

Gostei do destaque maior que Kathyrn está ganhando na série. No começo, ela não fazia quase nada, nem ficar brava com o hospital ela ficava, só ficava se importando em 'conhecer' a nova filha. Aqui, ela até participou de uma conversa profunda com uma enfermeira muito perseguidora também.

Fiquei chocado quando ela disse que os pais e ela própria consideravam John o máximo, mas as vezes eu me esqueço que ele realmente foi uma estrela. Com certeza, então, ela teria mais motivos para aceitar qualquer acordo feito com Angelo, já que ele era famoso na época e com certeza achava que conseguiria ganhar um bom dinheiro desse acordo. Tenho certeza que ela não via o futuro chegando, já que agora John mal consegue ficar em pé direito, por causa da falta de condicionamento físico.

Os melhores momentos do episódio ficaram naquela guerrinha de 'Quem vai dormir com Emmet' e no final Daphne ganhou, mesmo que precisou do ruivinho desacordado para fazer acontecer a festa do pijama. Não quero, porém, que isolem Daph. Ela pode fingir que é ingênua e pura, mas já mostrou que até deixaria acontecer algo na surdida se isso a fizesse ganhar Emmet. Ainda não sei o que ambas enxergam no rapaz.

Switched at Birth continua mostrando que não brinca em serviço, nos entregando episódio mais delicioso do que o último. Já aconteceram tantas coisas que fiquei chocado ao perceber que esse foi o 11º episódio. E pensar que ainda faltam 21 episódios para essa temporada acabar é uma delícia, considerando que a série continua sendo a melhorzinha do gênero desde o início da fall season de 2009.

@marcoacpontes

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. O que elas vem em Emmet? ele parece uma sapata! tá mais pra mulher que pra homem!

    continua ótima a série!!

    eu bebia se o gatão com sotaque mandasse,kkk

    Daphne tá surtada, mega evil!!

    ResponderExcluir
  2. Daph de santa só tem os aparelhos auditivos!! Ae eBay essa safs entrou de fininho na barraca armada do teu namorado!! Demorou pra rolar umas unhada e puxão de cabelo das sisters ne? rs

    ResponderExcluir
  3. Unica? Exagero. E para mim, prefiro mil vezes PLL. #TeamPLL
    - A

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe