Glee 3x11: Michael

sexta-feira, fevereiro 03, 2012


O que Michael Jackson faria?

Infelizmente, nada, porque né.... Glee finalmente chegou com um dos episódios mais esperados da série e da temporada, e não fez feio. Foi um episódio normal, na verdade. Longe daquela coisa perfeita que outros episódios temáticos já fizeram.

Verdade seja dita, só quis ver mesmo o episódio para descobrir se Rachel iria aceitar o pedido de Finnalizado. Demorou o episódio inteiro, e além de ter aceitado só por perceber que talvez não tinha um futuro (Sério, Rachel? Já se olhou no espelho?) porque uma carta estava demorando pra chegar, aceitou o casório, no calor do momento.

Além do mais, Finnalizado falou que Rachel ouve melhor quando ele está cantando. Não, Finn, você não sabe cantar. Vou ter que listar novamente o que você não consegue fazer? Linda a cena final, onde Kurt pergunta se ela já falou para Finnalizado e ela OOPPS, até me esqueci dele.

Antes, era uma vadia, mas agora, Quinn está como a senhora da razão de Glee, sendo constantemente relembrada do tanto de namorados que já teve, como denuncia o próprio armário.  Ainda falou a verdade mais verdadeira do mundo. Rachel está destinada a fazer coisas grandiosas, e se ficar com Finn, provavelmente não vai conseguir algumas coisas.

Aparentemente, Sebastiano sempre está no café, como denunciou Kurt. Adoro que Santana está na terceira temporada mandando geral no elenco, já deixando bem claro quem vai pra cadeira primeiro. Aliás, melhor forma de acabar com seu concorrente, considerando que ele quase fez seu amigo ficar cego: cantar “Smooth Criminal”.

Fiquei um pouco chocado com a sinceridade de Blaine no telefone ao contar tudo para Sebastiano. Sinceramente, quem faz uma merda dessas? Primeiro que ele sabe que Sebastiano quer dar uns pegas no próprio, sabe que Kurt tem ciúmes dele e ainda sabe que ele é de um glee CONCORRENTE. Ou pelo menos, devia saber.

Pelo jeito Blaine não percebe as coisas com um olho tapado. Fez o momento ficar mais embaraçoso ainda, brindando a carta de Kurt na frente de Rachel. Uma das melhores partes do episódio, foi o pai de Kurt, mostrando que é um desocupado, levando a carta da NYDA para o filho e ainda ter a enorme paciência de esperar Kurt decidir em qual sala a luz fica melhor para abrir a carta.

Foi um momento bonitinho, ele quase tendo um ataque do coração ao descobrir que o filho é um finalista. Teve também aquela conversa super clichê, mas que sempre serve na série: todos podem jogar slushee na cara do povo do coral, mas não podem, de forma alguma, tirar aquele momento de Kurt.

Além de não terem feito um episódio tão bom quanto Yes/No, deixaram Tina fora do episódio inteiro. Sei que Sugar Motta também não estava, mas quem se importa? Tina é membro do Glee e devia muito bem aparecer no episódio. Nem no final, com a parte do vídeo de “Black and White” ela não apareceu. Assim não dá, titia Murphy.

Agora, sobre os números musicais. Primeiro, não gostei de usarem “ Wanna Be Startin' Something” no começo do episódio. “Scream” foi ótimo porque teve Artie e Mike dançando.... Os dois melhores dançarinos de Glee. Pena que sempre temos que ver Artie na cadeira de rodas, completamente escondendo seu dom. Se bem que Mike estava fazendo a parte de Janet Jackson e foi, sei lá, outro motivo para usar a Tina, talvez?

“Bad”, foi superpopuloso, e como sempre, mesmo não cantando, Blaine foi o que mais apareceu em tela. “Black and White” foi muito bom, é uma das melhores músicas do Jackson. A música que a Quinn cantou foi bonitinha, mas nada espetacular. “Human Nature” ficou legal só com um violão e nem me fez querer vomitar por ver Mercedes e Sam juntos novamente.

A melhor apresentação, porém, ficou por conta de Santana e Sebastian, as duas bitches, atrapalhando todas as minhas chances de odiar o menino para sempre, no número de “Smooth Criminal” só com violoncelos. Adorei a simplicidade da performance, sem contar a roupa de Diva que Santana estava usando.

Músicas do episódio:

"Wanna Be Startin’ Somethin’" - Michael Jackson: Blaine (Darren Criss) e New Directions

"I Want You Back" - The Jackson 5: Sebastian (Grant Gustin) e The Warblers

"BAD” - Michael Jackson: Artie (Kevin McHale), Santana (Naya Rivera), Blaine (Darren Criss), Sebastian (Grant Gustin), New Directions e The Warblers

"Scream" - Michael Jackson: Artie (Kevin McHale) e Mike (Harry Shum Jr.)

"Never Can Say Goodbye" - The Jackson 5: Quinn (Dianna Agron)

"Human Nature" - Michael Jackson: Sam (Chord Overstreet) e Mercedes (Amber Riley)

"Ben" - Michael Jackson: Kurt (Chris Colfer), Finn (Cory Monteith) e Rachel (Lea Michele)

"Smooth Criminal” - Michael Jackson: Santana (Naya Rivera) e Sebastian (Grant Gustin)

"I Just Can't Stop Loving You" - Michael Jackson: Rachel (Lea Michele) e Finn (Cory Monteith)

"Black or White" - Michael Jackson: Artie (Kevin McHale), Rachel (Lea Michele), Kurt (Chris Colfer), Mercedes (Amber Riley), Santana (Naya Rivera) e New Directions
@marcoacpontes

Talvez Você Curta

13 comentários

  1. Ri da review, bem legal, mas a Quinn não ta em posição nenhuma de dar conselho pra ninguém, super entendo o fato dela querer se livrar dos ex-namorados, uma vez que a propria flopou todos os seus relacionamentos a ponto de Puck(!) não querer transar com ela, mas o relacionamento da Rachel com o Finn é completamente diferente e de verdade não acredito que alguem ainda acha que a Rachel vai ter que escolher entre Finn e Broadway, é claro que ela vai ter os dois só que não vai ser fácil até lá. Voltando a Quinn, o fato dela ter um "happy middle" como esse só me dá a certeza que ela vai (re)encontrar um bofe pra si e eu "realmente acho que ela não vai estragar tudo dessa vez".

    E não tem como mesmo odiar o Sebá, ele é foda demais pra ficar correndo atras do boboca do Blaine. Finalmente os Warblers vão ser vistos como uma competição pro ND pra essas regionais, pq ô grupinho insosso, cara...

    ResponderExcluir
  2. Ops, não eram violinos e sim violoncelos em Smooth Criminal. Diga-se de passagem, titia Murphy resolveu usar e abusar de "personalidades da internet" again. Aqui está o vídeo original do 2 Cellos, que participou do episódio: www.youtube.com/watch?v=jjOQac1vOEc. Também concordo com você em relação ao Kevin. É uma pena que ele tenha que ficar na cadeira de rodas. Ele é supertalentoso, dança e canta bem. Ah, bem que poderiam colocar Finn na cadeira de rodas e, milagrosamente, fazer o Artie andar. Para terminar: cadê Sugar Motta, minha gente? O background sem ela não é o mesmo...

    ResponderExcluir
  3. Rapidinho duas coisinhas, uma a Pryh já falou sobre os violoncelos a outra, eu entendi você dizer que a Lea Michele é feia?!

    ResponderExcluir
  4. Esqueci de comentar, ri muito com a review. Tanto que tive que ler com uma toalhinha abafando o riso, pois estou no trabalho. kkkk 'Sebastiano' kkkk adorei!

    ResponderExcluir
  5. Não :O Não falei que ela era feia. Comentei o fato que ela ficou achando que não tinha futuro, e tipo, sério? É só olhar no espelho e perceber que tem muita coisa que ela vai conseguir!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que sem graça. Eu aqui pensando que titia Murphy tinha sido ORIGINAL, mas não, foi cópia na cara dura. Achei tão genial a perfomance, e agora diminui minha admiração aaaai, mas mesmo assim, ainda achei bem legal.

    ResponderExcluir
  7. A questão é que para pessoas como a Rachel, sucesso e dinheiro e reconhecimento vem antes de qualquer outra coisa, por isso acho válido que não será uma questão de escolha, já é algo que está decidido faz muito tempo.

    ResponderExcluir
  8. Desde aquele momento em que Kurt e Sebby ficaram a sós no café (que é praticamente a casa dele) e começaram a trocar farpas e tentar sambar melhor na cara do outro, eu já sabia que a bicha má que queria pegar o Blaine seria uma ótima adição, mas depois desse episódio não tem como não amá-lo. SEBASTIAN REGULAR NA QUARTA TEMPORADA NOW!

    É como uma segunda Santana, numa versão sassy, esnobe e com cabelo da CW, como disse o Kurt. Acho que ficou tão mais bem fácil de engolir os Warblers agora que tem Sebastian no meio. Claro que o Darren Criss é um cantor fantástico, mas exageraram tanto que até quem gostava do personagem passou a odiá-lo.

    Santana tomou o controle da série. Não sei se ela chegou pra tia Murphy e ameaçou matá-lo, sequestrá-lo ou tirar a roupa na frente dele, mas o que quer que tenha dado na cabeça perturbada dele pra dar destaque a Santana foi a melhor coisa que aconteceu na série há tempos. Reparem quando eles cantam Wanna Be Startin’ Somethin’ e Bad, sempre que Naya solta a voz ela consegue engolir os outros e a gente consegue reconhecê-la. Se o New Directions fosse uma prisão, todos eles seriam as putinhas de Santanão. Espero que ela tenha cada vez mais e mais destaque, pois é merecido. S2

    Não sei se é por gostar MUITO de Smooth Criminal, da Naya e do Grant, mas pra mim esse foi um dos melhores duetos da série. Gosto muito da Lea, mas já podem mandar ela e o Finn pra escanteio e deixar que agora a dupla SEBASTIANA tome conta.

    Espero ver mais de Sebastian no restante da temporada, com aqueles comentários ácidos. E quero ver Santana indo all Lima Heights pra cima dele. E achei tão bom o dueto que se ele não fosse gay e ela lésbica, queria que eles fizessem COSAS MALAS ali mesmo #ProntoFalei

    Ótima review! :D

    ResponderExcluir
  9. Eu achei que ia rolar um beijo no final de Smooth Criminal, HAHAHA... quando me dei conta que Tio Murphy não ia desgayzar ninguém. rs

    ResponderExcluir
  10. A performance de Artie e Mike em SCREAM só não foi melhor do que o Mash-up das meninas em 'Rumor Has It/Someone Like You espero que titia murphy use os talentos que tem para os episodios que estão por vir, concordo que tina deve ser mais usada assim como Kurts em musicas mais atuais e não apenas classicos ....


    Já estou cansando do Blaine e suas roubadas de musica e cena.... amais é isso aí

    no mais só estou sentindo um pouco de falta da trollagem de Sue ... mais é isso flw

    ResponderExcluir
  11. 2cellos é um duo incrível. Quando adicionaram as vozes de Naya Rivera e Grant Gustin ficou perfeito! Smooth Criminal ficou muito melhor que a versão original!

    ResponderExcluir
  12. Eu acho que a Rachel já mudou tanto, no inicio da série ela era obcecada pelo sucesso e só isso importava porque ela não tinha mais nada, não tinha amigos e nem namorado. É mais ou menos o que tá acontecendo com o Finn só q ao contrario, ele tem amigos e namorada e acha que não precisa ter nenhum projeto de vida. A proposta de casamento dele foi um reflexo disso, tenho ctz que quando ele perceber o quanto ele vai tá abrindo mão casando agora, ele vai fazer a mesma cara de OPPS que a Rachel fez quando descobriu que é finalista de NYADA.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe