Game of Thrones 2x02: The Night Lands

segunda-feira, abril 09, 2012


Sem medo de alterar a obra original.

O episódio exibido ontem na HBO Brasil, já havia vazado desde o começo da semana passada. Eu até já tinha assistido a "The Night Lands", mas acabei não tendo tempo, principalmente por conta do trabalho, de antecipar a review. De modo geral o episódio foi bom, com algumas mudanças em relação ao livro e muita putaria. A grande dificuldade da série continua sendo nas apresentações, uma vez que em todo o episódio o público passa a conhecer mais personagens e locais. Na minha opinião, neste sentido a série está bastante aquém do livro, uma vez que nela a noção de contexto e do background dos personagens fica bastante comprometida. Assim, se você gosta bastante da série, vale muito a pena ler os livros. 

Tyrion, mais uma vez, foi o grande destaque do episódio e sua conturbada relação com a Rainha com certeza será um pontos fortes da temporada. Assim como no livro, a disputa pelo poder já começa a ser travada, enquanto o anão tenta fazer a coisa certa para garantir o sucesso de sua casa, Cersei e Joffrey tomam muitas atitudes precipitadas na tentativa intimidar seus governados. O mais legal é ver Tyrion tantando aprender com os erros de seu antecessor, Ned Stark, e entrando no jogo contra todos, já que, como diz Mindinho, ninguém é confiável. Gosto muito do fato de Tyrion ser um personagem bastate ambíguo, um devasso Lannister em alguns momentos e uma que procura justiça em outros, é justamente a falta de maniqueísmo e personagens tão complexos que fazem a obra de Martin ser tão especial.

Como todo mundo já sabe, o caminho de Arya até a Muralha (ou Winterfell) não será nada fácil. Pelo menos podemos perceber que a menina aos poucos vai se aproximando de Gendry e Torta Quente e temendo os prisioneiros que Yoren está levando para a muralha, fiquem de olho neles, que serão imporante nos acontecimentos futuros. Como já faz bastante tempo que li Fúria dos Reis, não tenho certeza mas acredito que Arya demorou bem mais para contar a Gendry quem realmente é. Não sei se eu sou fã do ator, mas gostei bastante da química entre o bastardo do Rei Robert e Arya. Ele se desculpando com "nobre" menina por ter mijado na sua frente e falado "cock" foi bem engraçado.

Outro destque do episódio foi a chegada de Theon à Pyke e o reencontro com a sua família. Eu adoro a ousadia desta série que tem a coragemn de colocar na TV americana (mesmo que seja a cabo) uma cena de um cara apalpando o sei e dando umas dedadas na sua própria irmã, Yara (Asha nos livros). Eu gosto bastante da personagem, que assim como Arya e Brienne (uma personagem que irá aparecer em breve) são mulheres fortes, a frente de seu tempo e que rejeitam a pacata vida de esposa em Westereos, afinal nem novela elas têm para ver. Yara chega chegando, mostrando ao irmão que é muito rata e uma concorrente como herdeira do pai. A relação de Theon, o menino que foi feito "protegido", na verdade um refém de luxo, logo cedo e cresceu numa terra distante com educação e cultura completamente diferente. Para quem não entendeu direito, Ballon Greyjoy se rebelou contra o Rei Robert e foi derrotado em batalha por Ned Stark, que ficou com Theon como uma garantia do fim da revolta. Mesmo que esta trama tenha introduzida de forma tão apressada, já fica claro para todos que Theon terá que escolher um lado, lutar com sua família biológica contra queles com quem cresceu ou virar as costas para seu pai e desistir da sucessão das Ilhas de Ferro.

No núcleo de Pedra do Dragão, pudemos ver um pouco mais de Davos, mas não gostei da história do personagem não ter sido devidamente introduzida. É de extrema importância saber que o cara era um contrabandista que se tornou cavaleiro (das Cebolas) ao ajudar Stannis numa importante batalha. Davos é completamente fiél ao seu Rei, que lhe concedeu o perdão pelos seus crimes, cortando parte de seus dedos das mãos como castigo. Se não ficou claro, Stannis é um homem muito rígido e severo, mas que busca com grande frieza por justiça. Por tudo isso, a cena de sexo com Melisandre (que nao está no livro) me deixou um pouco chocado. Não gostei muito de ver o cara mais honrado de Westereos (agora que Ned está morto) tomando uma atitude tão contraditória. A cena quis mostrar que Melisandre controla Stannis como um fantoche, mas não gosto da promessa de grandes conquistas sendo trocada por sexo barato, o que aproxima a história dos clichês. 

Assim como no livro, a trama do outro lado da muralha está demorando para engatar, apesar de Goiva (que está sendo chamada por outro nome no áudio original) ter sua importância, eu meio que caguei para ela por enquanto. Todas as cenas para lá da muralha só serviram para mostrar o conflito entre o desejo carnal e os votos dos membros da Patrulha da Noite. A cena final com Jonh flagrando Craster abandonando um bebê é inédita e traz alguma coisa de interessante para o próximo episódio.

Por falar no próximo episódio, espero ver mais cenas em Porto Real com Tyrion, Cersei, Joffrey e Sansa  e finalmente conhecer Jardim de Cima, um pouco mais a respeito de Renly Baratheon  e a leitura menos discreta que a série traz personagem. Na minha opinião, este episódio não foi tão bom como o da estreia, mas os elementos que em breve estarão na série devem chacoalhar um pouco tudo. Por enquanto comentem aqui no blog.

@diopacheco

Talvez Você Curta

5 comentários

  1. Esse comentário pode conter spoiler... na verdade não... mas melhor não arriscar.

    Carammmmba, achei esse episódio bem melhor que o primeiro. A cena de Mel e Stannis não tem no livro simplismente por que nenhum deles tem POV, agente não tem como saber TU-DO o que acontece com um personagem que só aparece nos capítulos de outra pessoa, o Jaime em Tormenta de Espadas é o melhor exemplo disso, além disso o "filhinho" que ela dá a ele precisa ser feito de alguma forma não acha? Se você tiver como reler esse capítulo ( pag 401) vai ver que é "filho" dele mesmo dele mesmo. Sobre o Davos não tenho nenhuma queixa, eles ainda tem oito episódios pra contar a história dele.

    Serio que você gostou da Yara ( que nunca vai ser Asha)? Na boa, essa foi a unica coisa que eu odiei nesse episódio.Será que eles não tinham uma atriz mais feia e sem carisma pra esse papel? Não. No livro ele é seduzido por ela n série bastou alhar pra aquela cara feia que já ficou todo animadinho, odiei isso.

    PS: O nome da menina é Gilly mesmo, Goiva é só na tradução maluca do Candeias.

    PS2: Meu Deus, como eu queria ter visto Fantasma comer um coelho (vivo), como eu queria...

    ResponderExcluir
  2. Não consegui nem terminar de ler o review. Suas comparações com o livro tiraram toda a graça. Não li os livros e nem pretendo fazer agora, ao contrário do que alguns acham pra mim isso estraga o prazer de ver a série, pois é um tal de não gostar da cena pq no livro é melhor explicado, não gostar de ator pq não é tão bonito como o livro descreve, ou reclamar de cena cortada. A série é a série, e deve ser analisada dentro dos minutos que passa, e nada fora disso.

    ResponderExcluir
  3. Leonardo da Fonsecaterça-feira, 10 abril, 2012

    Bem, você se enganou ao dizer que a relação entre Stannis e Mel não está nos livros. Está sim, se ler nas entrelinhas. E é típico do Martin mostrar a hipocrisia por trás dos personagens. Num ponto futuro o próprio Davos critica a hipocrisia de Stannis quanto a outro assunto. Se leu o livro 3 também deve lembrar de um personagem que no final se revela bem hipócrita quanto a algo que criticava num dos filhos.

    ResponderExcluir
  4. A hipocrisia realmente está presente nos livros, sei do que vc está falando em relação ao livro 3. Até percebo que Martin deixa mtas coisas nas entrelinhas e a série escancara (como por exemplo a relação de Renly e Loras), mas achei que a série fez isso de forma precipitada, deixando a audiência com uma visão diferente sobre o personagem. Uma coisa é apresentar as caracteristicas e depois mostrar as contradições, no caso, como a contradição já foi apresentada logo na introdução do personagem, a audiência pode nem perceber a hipocrisia.

    Valeu Leonardo. Este episódio me deixou um pouco confuso, pq faz mto tempo que eu li ese livro e nem lembro de tudo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Me chame de fanboy, mas ver Vento Cinzento e Fantasma (mesmo sem um detalhe a mais) me deixou muito feliz.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe