Parks and Recreation 4x19: Live Ammo

domingo, abril 22, 2012


A volta de Parks and Recreation pode não ter sido sensacional, mas mostrou como a série é regular e consegue aliar o humor com uma boa história com  muita facilidade.

Fico com a impressão que a primeira metade da temporada de Parks foi muito mais legal do que esta segunda metade, mas em nenhum momento a série escorrega ao ponto de fazer um episódio chato ou com pouca graça, muito pelo contrário a média alcançada é sempre satisfatória. O trunfo para isto continua sendo o mesmo, a força do elenco e dos personagens “secundários”, só chamar eles de secundários já acabada sendo um crime dado destaque que todos conseguem ter ao longo dos episódios. Outra qualidade muito grande da série é o domínio que os roteiristas têm em relação aos personagens, tudo sempre é muito coerente e dá vida a estas pessoas que tanto amamos acompanhar, como por exemplo a introdução do apartamento do Tom, que abriu o episódio de forma brilhante. É impressionante como estas sacadas fluem naturalmente deixando a impressão de que aquelas pessoas realmente existem. No quesito coerência e desenvolvimento de personagens Parks and Recreation continua nota 10. Logo no comecinho do episódio já rachei com a Ann confessando todo seu amor pelo apartamento do cara e com ela e Leslie apreciando a maciez de seus cobertores.

A paixão de Leslie pelo seu trabalho e pelo Departamento de Parques continua sendo uma pedra no meio do caminho da sua campanha eleitoral. Leslie tem que aprender a abrir mão de algumas coisas em prol do seu sucesso nas urnas. Foi muito legal ver ela percebendo que o trabalho que tanto vem buscando não é tarefa fácil e requer muito jogo de cintura. Como Ben explicou de forma muito eficaz, o orçamento da cidade não é um banco imaginário com dinheiro infinito e cada decisão de alocação de verba acaba significando um novo corte.  As loucuras de Leslie para fazer aquilo que acha certo são sempre muito divertidas, ela é capaz de adotar sei lá quantos cachorros e gatos e ainda um porco, que agradou muito Andy por comer um fone de ouvido, para não deixar uma decisão sua ter consequências negativas.
A participação de Kathryn Hahn continua excelente e rendeu ótimos momentos para o episódio. Parks and Recreation tem o dom de fazer as mais hilárias entrevistas do mundo, mesmo quando não ancoradas pela crocante Joan Callamezzo. Fala sério, eu adoro a cara de pau da assessora de Bobby Newport questionando se a Leslie é uma assassina de cachorros. A conclusão da história foi muito boa com Leslie tendo uma ótima ideia que diminuiriam os problemas da cidade, mas que fariam o seu oponente brilhar por algum tempo. Muita expectativa para o debate que acontecerá no próximo episódio, não consigo imaginar este momento sendo menos do que épico.

A trama da April odiando o trabalho e se esforçando em alguma coisa foi sensacional, além ter sido muito engraçada e divertida ainda deixou o episódio bem redondinho e completo. Eu sou muito fã da personagem e amo vê-la falando que o cachorro deveria ser recompensado só por não ser uma pessoa ou querendo matar a mulher que queria abandonar o gatos. É visível o esforço dos roteirista para manter April super engraçada ao mesmo tempo que desenvolve as habilidades e competências da personagem, que começou como quase figurante e vem roubando a cena a cada episódio.

O pior do episódio foi mesmo a trama do Ron e do Chris que ficou deslocada e avulsa em relação a todo o resto. Mesmo assim Ron continua hilário e Nick Offerman continua sendo muito engraçado em todas as falas de seu personagem. Ron é um apaixonado por cortes de gastos e esforços desnecessários, sendo assim o melhor candidato à vaga em questão. O legal é que este plot acabou ligando o futuro de Leslie com o de Chris, já que caso ela não ganhe Chris perderá o seu emprego.

Nossa, quase esqueci de comentar mais um dos grandes momentos de Donna, inventando currículos estrelados para os animais que precisavam ser adotados. Os depoimentos dela são sempre ótimos com o chachorro que ajudou o Ray Chales e com Andy surpreso ao ver que um dos gatos teria participado de Boogie Nights. Outros grandes destaques ficaram por conta de Tom e seus drinks super bem batizados e o cara aficionado por colocar barcos dentro de garrafas.

Mais um ótimo episódio de Parks and Recreation e mais expectativa para o que ainda está por vir. Que saudade que eu tava desta série.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe