Blue Bloods 2x21/22: Collateral Damage / Mother’s Day (Season Finale)

sábado, maio 12, 2012


A primeira regra do clube da luta é: "vocês falarão sobre o clube da luta agora." Wait what?

Com dois episódios muito bons Blue Bloods encerrou a temporada no melhor estilo Blue Bloods, com muitos dramas familiares e com vários finais felizes. 

Em “Collateral Damage” a atitude de Jamie ficou na fronteira entre a raiva compreensível e a de um adolescente incompreendido. 

Percebi que está ser retirado do trabalho, do jeito que foi, e trancafiado na casa do pai não seria sua primeira escolha, mas a sua descrença obstinada sobre a preocupação de seu pai o fez parecer mais infantil do que descontente. 

Jamie ficou horrorizado que Frank estava disposto a deixar que o sucesso da missão tivesse prioridade sobre a vida de Noble. 

Tendo sido uma parte da operação secreta que colocou Noble na mira, poderia até entender que Jamie sentia-se responsável, mas o cara ainda era um gangster.

Interessante foi ver a discussão no jantar de domingo sobre danos colaterais, é claro, a reação de Danny não surpreendeu. 

Enquanto isso, Danny e Jackie estavam atrás de um clube da luta que acabou com a morte de rapaz, mas se fosse tão fácil assim... 

Havia muito por trás da cortina, sendo que a mesquinharia de não perder uma simples aposta acabou matando um rapaz que, aparentemente, todos gostavam. 

E se não bastasse o ótimo episódio ainda tivemos aquela cena hilária, na qual Danny tenta dar um carteirasso para conseguir que Curatola fosse atendida mais rapidamente. 

Simplesmente impagável.


Já “Mother’s Day” foi emoção a flor da pele durante todo episódio, seja com Frank e a ameaça à NY ou com o resto da família. 

Quando Erin ligou para Frank para lhe dizer que ela, Linda e Nicky estavam prestes a pegar o metrô fiquei impressionado que ele não a disse para pegar um táxi em vez do metrô. 

Não sei conseguiria não falar se fosse minha família. 

Na verdade Frank estava certo, já que assustar a todos seria muito pior, vemos já por vários filmes que avisar o público apenas serve para fazer com que todos queiram fugir desenfreadamente e sempre acaba causando mais problemas. 

E como se não fosse o suficientemente ruim uma ameaça terrorista ainda havia o caso que Danny não conseguira resolver já fazia dois anos, que não era nada mais do que um sequestro de um menino. 

Felizmente, e graças ao ladrão de velhinhas, Danny conseguiu encontrar o menino são e salvo, e mais do que isso, devolve-lo para sua mãe que a muito já havia desistido de encontrá-lo. 

Acho apenas que a cena de reencontro foi muito fraca, ou talvez seja o ator mirim que era muito ruim. 

Também não dá para deixar de comentar que foi interessante ver aquele embate entre Danny e Jamie, mas no final os dois conseguiram se resolver, mas claro, sem a ajuda de Linda ficaria ainda mais difícil de haver qualquer tipo de resolução tão cedo. 

No restante foram mais alusões ao dia das mães que acontece neste domingo, e nada mais importante no domingo do que um almoço na casa dos Reagan’s. 

P.S: Love You Mom!

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Amo a série e já sinto saudades =(

    O plot do terrorismo foi tenso mesmo e achei que ia rolar o pedido de demissão. Ainda bem que não aconteceu. Só acho que faltou a cena da policia prendendo os terroristas....

    Agora esse caso do Danny..... pelo amorrrrrrrrrrrrrrrrr né?
    Se vc sequestra uma criança de 04 anos, qual é a primeira coisa que vc faz? Vai para o outro lado do país! Eles não.... vão ali para o Brooklyn..... ah faça-me o favor né?

    Fora isso aguardando a próxima temporada...

    ResponderExcluir
  2. Também acho Zanza as vezes comentem um pecados desses e colocam a qualidade da série em questionamento, e que na verdade foi mais uma encheção de linguiça do que realmente um plot inteligente, que é realmente a especialidade de Blue Bloods.


    Em setembro estaremos de volta firmes e fortes !

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe