Glee 3x19: Prom-asaurus

quinta-feira, maio 10, 2012

Os novos integrantes da família real andam na frente da antiga Rainha.

Como se fuder seu teste para a NYADA não fosse o bastante, Rachel teve que lidar com a super barra de ter que assistir Finnalizado ganhando atenção novamente com Quinn. Convenhamos que foi a maior barra da vida de Rachel, mas sejamos realistas. Em um país onde o vestibular não decreta se você será aceito ou não em uma universidade, porque Rachel não teve a brilhante ideia de se inscrever em outras? Cautela nunca é demais. Mas tudo deu certo no final, já que Rachel ganhou o que tanto sonhou, além de ser Barbra: uma tiara.

Não vomitei confetes de alegria com esse episódio, até porque a única história que foi pra frente foi a de Rachel, mas com certeza esse baile foi melhor do que o do ano passado. Terem feito aquilo com Kurt foi ridículo. Aliás, geralmente, quando alguém decide dar uma alternativa para os haters do baile, essa costuma ser BEEEM melhor do que o baile verdadeiro, mas como é Glee, a única coisa boa desse evento foi ver Puck só de cueca, deitado na cama.

Não tem como não amar Santana. Além de deixar bem claro que não seria a rainha do baile sem Brittany como seu rei (o que eu achava que era o contrário, mas enfim), mostrou a verdade para Rachel também. Ela precisava passar por cima das decepções para se concentrar em construir um novo futuro.

Fiquei um pouco decepcionado com Quinn, na verdade. Pensei que depois de tudo que ela passou nesses ultimos meses, seria um wake up call para a personagem, mas mesmo assim, continua na mesma frescura de sempre. Ela até fez uma coisa bonitinha para Rachel, mas percebam que ela não perdoa mesmo e nem deixou o negócio ser só da Rachel. Achou que estava na hora, no meio da dança do casal, de se levantar e chocar a comunidade gleenda.

P.S: Blaine mostrou que ser o irmão de Neil Coffrey não é lá essas coisas, principalmente porque tem que domar todo aquele BOMBRIL todo dia.

P.S: Puck e Becky: Rei e Rainha do Papelão.

P.S: Por que Sue estava com óculos infra-vermelhos em um baile está além da minha compreensão.

P.S: Onde está Beiste?


Sobre o episódio 17:

Olha, Ryan Murphy estaria mentindo se não confirmasse logo um especial para Whitney Houston, por razões óbvias. O episódio foi até legalzinho. As performances foram boas, só não gostei da música do Kurt, “I Have Nothing” e a música “I Wanna Dance With Somebody” que devia ter se mantida fiel ao original. O grande destaque foi a GRANDE traição que aconteceu no episódio, só porque o menino gostava da roupa do Kurt.

Na verdade eu acho que tava demorando pra acontecer uma crise no relacionamento do Kurt e do Blaine. Nunca vejo os dois conversando, nem cantar juntos eles cantam. Porcelana também deixou bem claro sua insastisfação com o namorado, que obviamente é o gay alfa. Até Kurt confirmou o que todo mundo já sente desde sempre: CHEGA de solos para Blaine. Obviamente, Kurt também queria saber porque os dois não estavam mais fazendo chuva de arco-íris juntos.

Will deu um ataque de psicótico, mas só para deixar claro que se importa muito com os alunos para até adiantar seu casamento. Acho bem válido essa questão e o episódio inteiro tocou nesse ponto, de que as próximas semanas serão as últimas para grande parte do elenco. O momento entre Burt e Kurt foi bonito também.

Sobre o 18:


A prova que Deus existe foi a inexplicável performance de Tina, mesmo que tenha sido com as outras, conseguiu falar mais do que uma linha de diálogo e ainda chorou. Problemas de violência doméstica realmente não é brincadeira e eu na verdade já achava que Beiste voltaria para o lutador de boxe, afinal, ela acha que nenhum outro homem vai amar ela tanto daquele jeito. Nesse contexto, foi bom ver Sue em seu lado mais dócil, enquanto Black Sue ficava soltando comentários dignos de Modern Family.

As performances, tirando a super bulesque, foram bem contextualizadas, mas o episódio passou por mim sem nenhum choque, tirando, claro, as duas chances super mal aproveitadas por Rachel para deixar Whoopi aplaudindo de pé. A melhor performance foi, obviamente, “Shake It Outf” e trouxe bastante sentido, mesmo que no final, Beiste tenha voltado para seu homem.

O momento mais nonsense do episódio foi a aparição do pai de Puck, DO NADA, e ainda faz o filho entregr 500 dólares só pra comprar mais cervejas. Na verdade, o plot inteiro foi bem desnecessário, afinal, todo mundo já sabia que Puck não conseguiria passar de ano. Entre deixar ser massageado nas calças por meninas e seu negócio próspero de limpador de piscina, Puck não tem muito tempo pra estudar mesmo.

Músicas nos episódios:

“Big Girls Don’t Cry” - Fergie: Kurt Hummel, Rachel Berry and Blaine Anderson
“Dinossaur” - Ke$ha: Brittany Pierce with the McKinley High Cheerios
“Love You Like a Love Song” - Selena Gomez & The Scene: Santana Lopez with Tina Cohen-Chang and
Brittany Pierce
“What Makes You Beautiful” - One Direction: Joe Hart, Rory Flanagan,Artie Abrams, Sam Evans and Mike Chang
“Take My Breath Away” - Berlin: Quinn Fabray and Santana Lopez

"How Will I Know" - Whitney Houston: Mercedes Jones, Santana Lopez, Kurt Hummel and: Rachel Berry
"I Wanna Dance with Somebody (Who Loves Me)" - Whitney Houston: Brittany Pierce and Santana Lopez with the McKinley High Cheerios
"Saving All My Love for You" - Whitney Houston: Joe Hart and Quinn Fabray
"So Emotional" - Whitney Houston: Santana Lopez and Rachel Berry
"It's Not Right but It's Okay" - Whitney Houston: Blaine Anderson with New Directions
"I Have Nothing" - Whitney Houston: Kurt Hummel
"My Love Is Your Love" - Whitney Houston: Artie Abrams, Mercedes Jones, Blaine Anderson and Kurt Hummel with New Directions

"The Music of the Night" - The Phantom of the Opera: Kurt Hummel with Tina Cohen-Chang
"School's Out" - Alice Cooper: Noah Puckerman
"Cell Block Tango" - Chicago: Mercedes Jones, Tina Cohen-Chang, Santana Lopez, Sugar Motta and Brittany Pierce with Mike Chang
"Not the Boy Next Door" - The Boy from Oz: Kurt Hummel with Tina Cohen-Chang, Mercedes Jones and Brittany Pierce
"Don't Rain on My Parade" - Funny Girl: Rachel Berry
"The Rain in Spain" - My Fair Lady: New Directions males except Kurt Hummel
"Shake It Out" - Florence + the Machine: Santana Lopez, Tina Cohen-Chang and Mercedes Jones
"Cry" - Kelly Clarkson: Rachel Berry

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Olha marco tenho q dizer q partilho de suas dúvidas sobre os casais gays de glee. Também sempre pensei q santana fosse o "rei" e brittany a "rainha" mas... e kurt e blaine ainda to me decidindo pq apesar de kurt ser muito mais bichinha q blaine eu fico muito na dúvida.
    P.S. Participação de whoopi morninha... achei q ela ia pelo menos cantar ou dar uns tapa na cara em alguém sei lá mas......

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe