The Voice UK 1X07/1X08: Live Shows/Results Week 1

quarta-feira, maio 02, 2012


"Quer dizer então que ganhei essa competição?!" ou "A Cara da Vitória!" #TEAMARROM

É meus caros, semana após semana se passa e a qualidade desse show só faz aumentar. Will I Am lá orgulhoso de participar do programa e eu aqui de escrever sobre ele. Que incrível, que memorável, e todos os outros bons adjetivos que couberem aqui. Primeiro tenho que desabafar sobre a minha dificuldade em começar a escrever essa review, simplesmente porque não conseguia parar de ver a apresentação de Ruth Brown! Sério cara! Ainda tem alguma dúvida de que ela merece ganhar esse programa? Mas enfim... Vamos do começo!


Tivemos de volta nossos simpatiquíssimos apresentadores, Reggie Yates e  Holly Willoughby mais carismática do que nunca, apresentando logo de início a apresentação dos coaches. Assim... não foi tão desastrosa como a primeira... Mas foi bem ruim vai?! Amo "Beautiful Day" de coração, mas não deu né? Ainda bem que Bonno Vox não assiste televisão... Alguém ainda tem alguma dúvida da total falta de potencial vocal de Will I Am? Um coisa fica clara... Acho que os participantes são infinitamente superiores aos jurados, vocalmente falando.


Abrindo as performances tivemos a incrível Joelle Moses (ou seria Jolene, Jolene, Jolene... Né Tom?). A cantora executou a já batida "I'm Going Down" e sinceramente colocou sua parceira de programa americano no chinelo! Sera Hill queria ter todo o potencial vocal que essa menina tem. A música está sendo tão executada que daqui a pouco Mary J. Blige reaparece do nada nos top 100 do iTunes. No mais é isso, curti muito a apresentação e como Will disse... "She set the bar high!"


Na sequência tivemos Sam Buttery. Tenho que dizer que, apesar de fã confesso, o cantor empolgou muito mais do que cantou. Apesar de achar Erasure o encaixe perfeito para ele (boa parte por ser tão Gay quanto ele), alguma coisa não funcionou... Acho que no momento mais crucial Sam Buttery não trouxe o seu "A Team" para o palco e deixou a desejar bastante na minha opinião. Mas como eu disse, foi uma boa apresentação, uma ótima performance, entreteu bastante, mas ficou devendo vocalmente.


As vezes acho que é bom você tirar as coisas por baixo, e não esperar muito delas... Você acaba se surpreendendo uma hora ou outra. Acredito que foi isso que aconteceu com Frances Wood. Não é segredo para ninguém que nunca fui fã da cantora desde o início da competição, mas tenho visto a mesma crescer tanto, que já acho a mesma merecedora de um terceiro lugar no #TEAMWILL. Nossa, "Ain't Nobody" foi uma escolha tão NÃO óbvia que me deixou de queixo caido. Claramente a cantora não entregou nem 20% de seu potencial nas "Blind Auditions". Parabéns para Frances Wood! Começo a ver tudo que Will I Am viu nas "Blid Auditions".


Aí temos Adam Isaac, e tudo que me resta dizer é que foi muito Green Day para uma música do Foo Fighters. Não foi de todo ruim, gostei muito do cantor ter tomado um pouco mais de postura, assumiu uma identidade comercial e ganhou um segmento de público (tanto é que passou para a próxima fase). Mas quando se trata de VOZ ele ainda é o mais fraco do #TEAMJONES. Não digo que curti a apresentação, mas não foi de tudo ruim. Assim como os outros candidatos fracos da competição o Adam cresceu bastante nessa fase da competição... Desejo sorte! 


Parem tudo! "Is Jaz Time!" As minha expectativas já estavam lá no alto aí ele vem e me canta "At Last". P***a! Sem comentários! Que escolha incrível! Que voz magnífica! Que performance memorável! Jaz Ellington se desculpa aqui pela fraca apresentação das "Battles" e trás de volta o seu melhor para apreciarmos... Não tem mais nada a comentar, só que foi excelente!


Aí pronto! Você vê Jaz e pensa assim... Foi o segundo melhor da noite (*Ruth Brown)! Quando de repente me chega Leanne Mitchell e wonna novamente elevando mais ainda o nível da competição! Sinceramente, apesar de não gostar de Pink e de toda a vergonha alheia que vem junto com ela, acho sim, que ela tem ótimas letras e suas músicas tem um ótimo potencial vocal... E nos permitem momentos épicos como esse. Sério, na hora do "I know Beeeeetter" C*****o! Fiquei abismado! O que foram todos os Runs que essa menina nos entregou?! Incrível! #TEAMARROM tem uma grande concorrente! Só digo isso!


Agora chegamos nessa que foi a apresentação mais fraca da noite. É sério que ela eliminou J Marie para chegar aqui e fazer isso? Decepcionante! Acho que das performances da noite é a única que foi ruim. "Titanium" é uma música incrível, com um grande potencial vocal, Sia é uma cantora e compositora talentosíssima... Cara, "Titanium" é hino! Não merecia ser desrespeitado desse jeito! Morra Sophie Griffin!


No início, como disse, ainda não sabia como me sentia em relação a Matt & Sueelen, mas devo confessar que o meu amor pelos dois só tem crescido. Acho que tudo isso devido a toda essa atitude rock n' roll quarentão de Matt e pelas incríveis escolhas musicais da dupla. Fleetwood Mac?! Sério?! Querem me ganhar de qualquer jeito! Claro que não sou cego, enxergo sim algumas falhas em Sueelen quando ela "Goes Solo", não consegue sustentar muito a música, mas tudo passa desapercebido quando Matt assume os vocais ou a harmonia das duas vozes invade os amplificadores. Estou virando fã confesso dos dois, acho que eles tem uma grande apelo comercial e vamos ver no que vai dar.


Agora vamos lá... A árdua tarefa de dar o braço a torcer... Não queria falar isso... Mas a apresentação de Tyler James foi boa! Não entendi a escolha de "Higher Love", mas quando comecei a ouvir ele cantando e o rumo que as coisas estavam tomando não pude ficar mais satisfeito. Foi sim uma incrível versão, muito melhor que Steve Winwood, diga-se de passagem. Gostei muito dos falsetes, mas acho que quando volta para os vocais normais o cantor ainda não me convence e é muito limitado. Tenho visto que tem rolado um frisson em volta do cantor... Temo por isso, porque ele nem de longe é um dos melhores da competição... Afinal não é um programa de moda e sim de música.



E eis que o momento é chegado! Sagrado e deixado para o fim do programa só para segurar a audiência. A futura vencedora da competição sobe ao palco e "blow Us away" novamente! É sério! Ruth Brown é incrível! A capacidade que ela tem de a cada vez que sobe ao palco ser ainda melhor é fascinante. Sair da zona pop de conforto e ir para um "Divas thing" foi uma ótima sacada, mas a escolha não poderia ter sido menos óbvia! O que me deixou muito feliz mesmo! Oleta Adams?! Agente já te amava Ruth... Não precisava disso! Como? Como que a cantora conseguiu pegar toda aquela emoção que tínhamos visto nela nas "Battles" e adicionar uma puta técnica a isso? Fiquei simplesmente embabacado (e pelo visto a Hannah também que estava com uma cara de "WTF? como vou compatir com isso?" quando a camera passou por ela), não conseguia parar de ver. Ainda bem que ficou por último, não sei se conseguiria prosseguir com o programa. #TEAMARROM



Chegamos então no segundo dia do programa, ou seria "horas depois...". A BBC está de brincadeira comigo que os "Live Results" foram gravados?! Que absurdo! Perdeu toda a minha credibilidade! Indignação define! Baixo orçamento... Não sou obrigado! Mas não vamos nos ater muito a isso e foco na incrível performance do incrível #TEAMDANNY! Mas uma vez Danny acerta em cheio em suas escolhas, e pegou uma música que é a cara do time dele. Apesar de New Radicals ser americana, nunca deixo de pensar que esse "one hit wonder" deles é a cara do Brit Pop, que é a cara do #TEAMDANNY!... #TEAMJESSIE who? Péssima escolha de música, péssimas performances... Prefiro nem comentar.


Aí tivemos a tão aguardada (nem tanto) performance de Lana Del Rey! Piadas a parte, apesar de muita gente considerar a cantora digamos... sonolenta, realmente gosto dela. Depois de todo o frisson que tive por ela ano passado pude colocar na balança e ver que ela fez um grande álbum, com ótimas composições, belíssimas letras, e apesar de não ter nenhuma presença de palco ela canta super bem! Achei que foi uma ótima convidada especial, muito melhor que The Wanted, convenhamos!


 Chega então o trágico momento... Eliminar alguém do #TEAMJONES, gosto tanto deles que não queria que ninguém saísse. Não gosto do Adam, mas por ele ter sido o único da noite que preenchia uma lacuna de público alvo já sabia que ele seria um dos escolhidos pelo público. Ainda bem que justiça foi feita e as duas que acompanharam ele foram Marrom e Leanne. O que deixou para Sr. Tom Jones a dura tarefa de eliminar Sam Buttery ou os igualmente simpáticos Matt & Sueelen, e no que diz respeito as performances dos "Live Shows" não poderia concordar mais com Tom Jones e a dupla foi realmente superior, além de, na minha opinião, ter muito mais apelo comercial... Sentiremos saudades da alegria do Sam! menos um no #TEAMJONES... Triste!

Já no #TEAMWILL as coisas não foram como eu esperava, nem como WIll I Am esperava, pela cara de assustado dele. Tenho certeza que ele achava que as meninas ficariam no "Bottle Two". Também não entendi nada do público não ter votado na Joelle Moses. Mas é aquilo que falei, está rolando um frisson quanto à Tyler James, e Frances Wood preencheu uma lacuna na noite que só Sophie Griffin poderia concorrer com ela. Efim... a escolha de Will I Am foi óbvia e quem foi pra casa foi Sophie Griffin.

Mimimi... Fui a pior da noite... A cara do Vexame!

Dito isto! Que venha semana quem vem! Não espero apresentações tão poderosas quanto as desta noite, mas espero performances muito melhores, mais pop e muitas surpresas! Até!

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Não gostei tanto quanto queria, tirando a Marrom que foi épica o resto foi bom mas falto o x-factor, espero que semana que vem me empolgue mais

    ResponderExcluir
  2. perdi a conta de quantas vezes já assisti a apresentação da Ruth Brown. #TEAMARROM

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe