True Blood 5x04/5x05: We’ll Meet Again/Let’s Boot And Rally

domingo, julho 15, 2012



5x04: We’ll Meet Again

O mundo das fadas em True Blood sempre foi entediante. Quando não estava sendo usado como uma justificativa inteligente para inserir uma elipse temporal sem escapar do padrão onde uma temporada começa exatamente após a outra, a trama não possuía uma vida própria. Após a resolução da dúvida sobre a real natureza de Sookie, o mundo das fadas foi praticamente relegado ao esquecimento.

Embora a participação das fadas nesse episódio tenha sido pequena, foi um dos momentos mais inspirados de True Blood em sua historia recente. Ao invés de mostrar esses seres sobrenaturais vivendo uma vida monótona , vemos um cabaré de faes onde, diferente da figura etérea e quase inocente que havia sido mostrada até aqui, eles demonstram uma sensualidade exibida apenas pelos vampiros da série. Vimos praticamente um fae Fangtasia, e essa idéia é muito promissora.

As outras tramas do episódio foram burocráticas. Bill e Eric seguiram sua busca por pistas do paradeiro de Russell enquanto o clima de amizade inabalável dos dois encontra suas primeiras turbulências(finalmente!).  Alias, a atitude desse ultimo com Pam é compreensível depois do desentendimento deles na reta final da quarta temporada mas felizmente não dura muito tempo, já que, diante de tanta cumplicidade mostrada entre eles em temporadas passadas, seria difícil aceitar a falta de confiança entre eles.

A busca de Terry pelo companheiro de exército que pode resolver o mistério dos incêndios é desinteressante mas ao menos vemos pouco tempo sendo desperdiçado nisso. Igualmente inútil nesse episódio é Sam e o assassinato dos outros shapeshifters, mas após ver o quinto episódio, considero que ela possa ter um futuro interessante.

5x05: Let’s Boot And Rally

Esse foi um episódio muito mais interessante que o anterior, principalmente graças as cenas envolvendo o quarteto Sookie, Bill, Eric e Alcide. Momentos engraçados, como o que mostra Sookie vendo os três discutindo como cachorros, e outros mais tensos como a busca por Russell naquela casa abandonada, que se assemelha muito com um filme de terror. A desconfiança entre os dois vampiros, que havia apenas sido sugerida, nesse episódio quase chega a um confronto físico.

Outros momentos, como o discurso de Roman, mencionando o poder dos simbolismos religiosos e a sua visão tão extre, lembrando épocas de textos mais inspirados de True Blood. Os assassinos caçadores de seres sobrenaturais têm bastante potencial, já que confrontos desse tipo já foram sugeridos algumas vezes ao longo da série mas jamais aprofundados como algo sem foco em um grupo especifico já que antes, havíamos visto apenas humanos contra vampiros enquanto os outros supers apenas se escondiam por medo.

Claro, não podíamos nos livrar das tramas inúteis, que nessa temporada tem tomado forma principalmente naquela envolvendo Terry e a nova criatura sobrenatural, Ifrit. Não importa quantas almas malignas flamejantes sejam vistas na série se estas estão ligadas com personagens que possuem tramas que não se sustentam. Por que os traumas de Terry precisam de uma explicação? Pior, por que essa explicação deve ser sobrenatural? Ele não poderia apenas ser um ex-soldado traumatizado como tantos outros? Essa quase patológica necessidade de se conectar todos os pontos e tudo sempre ligado a um evento sobrenatural é a raiz da maioria dos problemas da série.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. O quinto episódio foi o primeiro que gostei nessa temporada. Todos os outros eu dormi. Acho que o Sam ter sido baleado e a Luna morrido (espero) traga uma tensão que explodirá na próxima temporada com uma guerra entre caçadores intolerantes e todos os seres. MAS CHEGA DE SERES, GENTE!

    Até me interessei pela trama do Terry nesse episódio. Espero que o Ifrit mate todos, inclusive a Arlene </3 Acho realmente que os personagens tem que diminuir e as tramas se entrelaçarem. A aleatoriedade tá pior que em Game of Thrones. Muitos personagens, muitas histórias e em 5 episódios nada andou de verdade.

    Aquela menina-loba filha da Luna que não venha se tornar a nova Tara-minha-vida-é-uma-droga-que-dramática-eu-sou, porque já deu, né? E Tara FINALMENTE mostrou potencial, essa linda. Quero JÁ ver a briga dela e da Jessicalinda.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe