Political Animals Parts 3 & 4 : The Woman Problem / Lost Boys

segunda-feira, agosto 06, 2012



A palavra de ordem em Washington é MANIPULAÇÃO!

Não importa qual seja sua posição na escala política em Washington, desde os jornalistas até os juristas, tudo em sua vida vai se resumir em manipulação. 

Se Garcetti tinha alguma da posição de Elaine em relação a reeleição agora, já não é mais uma dúvida. 

E, mesmo quando esta havia confirmação ele já estava tratando de tentar eliminar a competência, calma, ele só queria colocá-la na de volta na carreira jurista como Juíza na Suprema Corte Americana. 

Mas, claro que para isso ela teria e aceitar e ainda por cima deveria ter o consenso da atual detentora do cargo Diane Nash, coisa que não fora na difícil, uma vez que esta fora mentora de Elaine durante sua formação, e não por menos Garcetti quisera usar esta prerrogativa pra persuadi-la a deixar o cargo. 

Não posso deixar de comentar a excelente participação de Vanessa Redgrave, como a juíza Diane Nash, e para mim eterna Dr. Erica Noughton, a amarga mãe de Julia MacNamara, em Nip/Tuck. 

O que ele não contava era com a ideia já fixa na cabeça de Elaine em concorrer à presidência, mesmo que sua mãe demostrara grande insatisfação com a decisão da filha, mas nada que uma boa conversa e lavagem de roupa suja não hajam resolvido. 

Com certeza, a ideia saiu pela culatra de Garcetti, mas pelo menos ajudou a intrépida jornalista Susan Berg, que usou a história da Suprema Corte para ganhar a confiança de Elaine, ao invés de publicar uma história que estava prestes a desandar. 

Não acho que Elaine esteja 100% confiando em Susan, ainda, até porque ela é uma repórter e, consequentemente, vivem de furos e erros dos políticos e famosos, não que Susan á não esteja com esse lado coberto até por que Douglas foi ingênuo suficiente em confiá-la com a história da tentativa de eleição de Elaine. 

Agora ele pagará todos seus pecados, não que tenha muitos, já que vive mais para reparar os erros dos outros, principalmente de seu irmão. 

Este que ficou com seu plot mais em segundo plano, até por que o episódio que se seguiu foi praticamente seu, mas daqui a pouco falo mais sobre esse episódio. 

Ainda em “The Woman Problem” foi interessante ver como relacionamento de Douglas e Bud se desenvolveu, apesar de termos visto até agora o lado ruim de Bud, me parece realmente que ela ama Elaine, acho que o problema dele é manter seu wee wee dentro da calça. 

Além de tudo isso, tivemos aquela Susan sendo solidária com a bitch jornalista que não consigo lembra o nome no momento, e ainda acabou voltando com o namorado traidor, vai entender esse pessoal da política!


“Lost Boys” foi para mim o melhor episódio desde o piloto isso por que conseguiu fazer um alinhamento perfeito entre os acontecimentos do passado e presente, e ainda sim desenrolar mais a história dos personagens que me parecia parada, quase estacionada ao longo dos episódios até aqui. 

O nome do episódio também se alinhou aos plots que foram sendo mostrados, sendo que literalmente havia garotos perdidos no mar. 

Se o plot de TJ era talvez a parte mais fraca de Political Animals, a partir deste momento parece ter se tornado a coisa mais sólida em termos de background, pois ainda me fica pasmo o quanto falta a conhecermos dos personagens e que talvez fiquemos sem saber por que só faltam dois capítulos para essa bagaça terminar. 

Engraçado de ver como reconstruíram inteiramente o personagem de TJ nesse episódio, de um simples vagabundo alienado e drogado, ele se tornou um rapaz apaixonado que se perdeu e agora está sem rumo, é claro, que ao meio disso conseguiu levar junto seu “padrinho” do AA de volta as drogas.

E ao meio de tudo isso estava Elaine tentando salvar a vida de vários jovens que estavam presos em um submarino chinês e literalmente fritando a base de urânio, era óbvio que o governo chinês nunca assumiria que seus soldados estavam espionando o EUA, mas deixá-los a deriva esperando a morte foi demais até para o governo chinês. 

Se não fosse por Elaine e sua última cartada, ou seja, declarar a Garcetti sua candidatura, os rapazes não sobreviveriam, mas também não duvido que ele tenha usado a situação para forçá-la a fazê-lo, quando se fala em política não duvido de nada.

Quem mais estava perdido era Douglas que continua nas mãos de Susan, mas que pelo menos, desta vez, esta “amizade” veio a calhar já que a bitch jornalista usou a noiva insonsa dele para arrancar a história da candidatura de Elaine, felizmente para ela o seu noivo veio ao resgate da donzela em perigo, e as duas acabaram unidas na reportagem.

É, se não pode vencê-los una-se a eles.

A única coisa que ainda me incomoda é essa finalização em mais dois episódios, espero que deem um jeito para que termine dignamente por que a série realmente merece.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe