Person Of Interest 2x08: Til Death

segunda-feira, dezembro 03, 2012



Até que o assassinato nos separe.

Uma característica que sempre elogio em Person Of Interest é a sua capacidade de ser inventiva na estrutura dos casos da semana. Se não fosse por essa constante variação no seu formato, não sei se ainda estaria vendo a série com tanto interesse. Til Death consegue se destacar dos outros casos da semana vistos até aqui por ser bastante diferente do que já foi mostrado.

Usando a interessante idéia de que as vítimas, o casal Daniel e Sabrina Drake, são ao mesmo tempo os criminosos, já que desejam matar um ao outro, o episódio constrói uma dinâmica interessante, que requer soluções criativas de Finch e Reese, que se vêem obrigados a simplesmente colocar os dois para conversar, numa bizarra cena de aconselhamento matrimonial a força.

Se há um ponto fraco nessa idéia, os roteiristas o tornam ainda mais visível. Quando Finch diz que ele e Reese poderiam estar ajudando outra pessoa ao invés do casal, ele levanta um problema interessante, que poderia elevar uma boa idéia a uma discussão moral sobre as ações dos protagonistas, elemento que era muito mais presente na série.

Há também nesse episódio um tema geral que se expande entre todas as tramas: relacionamentos. Mostrando que, de uma forma ou outra, o cotidiano daqueles personagens jamais permite a eles que tenham uma vida pessoal funcional, e isso é o máximo que eles podem esperar. Assim, o encontro de Lionel se torna uma tocaia, Carter reluta em aceitar o pedido de um colega para um jantar, e Finch apenas observa Grace de longe, pois ela pensa que ele esta morto. É o sutil desenvolvimento da idéia que constantemente permeia os episódios de Person Of Interest: aquelas pessoas não podem ter vidas normais. Reese não recebeu essa atenção nesse episódio, e nem era necessário, pois nesse aspecto ele já recebeu muito mais atenção que os outros.

Não há nenhum desenvolvimento dos arcos de história maiores da série nesse episódio, mas não fez falta por hora. Uma estrutura inteligente e sutileza no desenvolvimento dos personagens conseguiram preencher esse espaço com eficiência.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe