Bob's Burgers 3X10: Mother Daughter Laser Razor

domingo, janeiro 13, 2013

Onde está a arma da mamãe? - Belcher, Linda.

Depois de uma pausa para os feriados, Bob’s B volta com tudo e pelo visto, decidido a reparar uma falha que esteve presente até então nesta temporada, sendo mais preciso, a “invisibilidade” de Linda, que sempre acaba ofuscada pelo restante da família.

Acho que esse é um dos maiores problemas que uma série com grandes personagens pode enfrentar. Sempre alguém acaba sendo um pouco deixado de lado, ficando mais apagado se comparado com os demais.

Logo no começo temos uma discussão entre Linda e Louise, onde a garota a acusa de “mãezar” tudo e ser extremante chata, entediante. Linda fica possessa com o comentário e decide que as duas devem frequentar um seminário de oito horas para mães e filhas que é presidido por um homem chamado Dakota. Ele acredita que o espírito feminino flui através de todos os seres, uma vez que todos somos “estrogênios” (sim, essa é a palavra que ele usa).

Claro que Louise tenta fugir desesperadamente, mas ela logo cede ao ser subornada pela mãe. Lá dentro, as atividades vão do ridículo ao absurdo. Desde fazer com que as crianças saiam de grandes vaginas artificiais até trancar os mais mal comportados numa “sala do útero” onde o filme Sexta-Feira Muito Louca (aquele em que a Lindsay Lohan troca de corpo com a mãe) é exibido ininterruptamente.

Depois de muitas dinâmicas sem muito propósito, as crianças conseguem trancafiar as mães e o cara com nome de mulher e fogem pra jogar em um laser tag. Claro que depois, Linda e o restante das mulheres conseguem fugir e vão atrás das filhas. Lá, elas percebem que não precisavam de seminário nenhum e que embora não fossem melhores amigas, se gostavam muito e afinal, era isso que importava mesmo.

Enquanto isso, num plot separado, Tina percebe que suas pernas estão peludas e acredita que as garotas populares não gostarão dela se descobrirem esse detalhe “cabeludo” de sua vida (reparem na piada com nível de A Praça é Nossa que eu fiz). Assim, decide que era hora de se depilar, mas só até o joelho, porque segundo Linda, só strippers ultrapassam essa parte.

Como sua mãe estava muito ocupada resolvendo a coisa do seminário com Louise, Tina decide que Bob deveria largar tudo o que ele estivesse fazendo para raspar as suas pernas (a coitada até tentou sozinha, mas digamos que ela tenha feito com muita “vontade” e acabou com um belo machucado).

Bob não entende nada disso, então a leva para uma profissional. No salão, eles são atendidos por uma mulher bem simpática que fica muito contente em saber que quem iria ser depilada era a menina e não Bob, porque afinal ela não gostaria nem um pouco de fazer uma depilação escrotal nele (embora Gene acredite piamente que o pai precise disso mais do que ninguém).

Como nada é simples pra Tina, ela fica com medo e Bob, se revelando a cada episódio um pai melhor, encara essa com a filha e também se depila, na verdade, até Gene que ainda não tem pelos, ganha uma depilação.

Depois de uma alucinação um tanto quanto perturbadora, Tina percebe que cometeu um erro ao depilar as pernas só para ser aceita pela sociedade, porque peluda ou não, ela sempre será ela mesma.

Isso é divertido! Mais alto, Tina! Mais alto!


Então, com uma conversa em família, todas as arestas são aparadas e novamente eles são uma família unida e feliz, só que agora, lisinha, lisinha.

O que aprendemos com esse episódio:
Conflitos familiares podem ser facilmente resolvidos em uma arena de batalha com armas a laser. Ah! E boas strippers se depilam acima do joelho

Então é isso! Ficamos por aqui. Até semana que vem, quando teremos um episódio sobre uma praia de nudismo. Sim, estou muito ansioso. Não me julguem.




Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe