The Following 1x01: Pilot

quarta-feira, janeiro 23, 2013


Conspiração e Edgar Allan Poe.

Ryan Hardy (Kevin Bacon) é um ex-agente do FBI que se aposentou após um grave ferimento no peito causado por um serial killer carismático e obcecado pela obra de Edgar Allan Poe, Joe Carroll (James Purefoy). Depois de anos em cárcere, Carroll foge da prisão e Hardy, a contragosto, é reconvocado para fechar o seu último caso. A notícia da fuga de Carroll é amplamente divulgada, afetando drasticamente as vidas de Claire Matthews (Natalie Zea) e Sarah Fuller (Maggie Grace), ex-esposa e a última e única vítima viva do assassino, respectivamente.

Entretanto, elas não foram as únicas afetadas. Durante sua estadia na prisão, Carroll usou a internet (com a ajuda de um dos guardas) para criar a sua própria versão da Família Manson. Muitos desses seguidores o visitavam regularmente, outros dedicaram anos de suas vidas em disfarces estratégicos para os planos do assassino. Com a ajuda desses asseclas, Carroll consegue sequestrar seu filho e terminar seu único trabalho inacabado, Sarah.

O método de Carroll consiste em tortura e extração dos olhos de suas vítimas femininas, tudo em prol da construção de uma “obra de arte”, nas palavras de Hardy, dotada de uma beleza que só pode ser encontrada na morte. Após concluir seu trabalho com Sarah, Carroll se rende propositalmente. Agora seus seguidores agirão conforme instruídos para compor a nova obra literária de Carroll: um romance de detetive macabro centrado na figura de seu rival, Ryan Hardy.

Como toda criação de Kevin Williamson (Dawson’s Creek, The Vampire Diaries e a série de filmes Pânico) voltada para o horror/suspense, The Following é carregada de elementos e clichês do gênero, mas com características do universo pessoal do roteirista – a paixão do vilão pela obra de Poe é uma referência à própria vida de Williamson. Antes mesmo da estreia, a série já causava discussões a respeito da violência na TV aberta americana e como polêmica gera audiência, ela conseguiu marcar bons números na premiere.

Tudo isso, no entanto, não pareceu animar boa parte dos críticos que consideraram a intrínseca rede de comando do serial killer uma premissa dura de acreditar. Mas se a vida me ensinou alguma coisa é que a opinião da crítica americana muitas vezes independe dos atributos do produto em exibição.

A série terá temporadas mais curtas do que geralmente são as séries de TV aberta (apenas 15 episódios), uma estratégia semelhante à adotada por Smash, e promete ter uma trama policial mais trabalhada do que os demais programas do gênero com 22 episódios por temporada. 

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Titio Kevin por favor volte para TVD!!!!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do piloto. Não é genial, muito menos original, mas já me apaguei aos protagonistas. Vamos acompanhar o desencadear da rede de comando de Joe Caroll.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe