Person Of Interest 2x18: All In

domingo, março 17, 2013




“Com tantos elementos e tantos episódios soltos como vemos agora, a série corre o risco de se tornar arrastada já que eventualmente o interesse pelos episódios isolados ira desaparecer dando lugar a uma decepção por não estar acompanhando tramas tão mais interessantes.”  Com esse texto eu encerrei meus comentários sobre Relevance, décimo sexto episódio da temporada. Uma previsão muito mais precisa seria dizer que logo até mesmo certas tramas recorrentes poderiam se tornar pouco interessantes.

É isso que aconteceu como combalido HR. Diante das conspirações e dos diferentes interesses ligados a Máquina, acompanhar as atividades do decadente grupo de policiais corruptos de NY é algo menor, sem muita importância. Existe ali uma ameaça clara a vida de Carter, o que pode tornar tudo mais interessante, e o desenvolvimento das atitudes dos poucos membros atuais do grupo é coerente, com o outrora incógnito líder do HR tendo que eliminar pessoalmente seus inimigos, mas isso não é o bastante para colocar a trama no mesmo patamar daquela que envolve a criação de Finch.

Toda a idéia de uma trama mais localizada em New York, lidando com policiais corruptos e a máfia funcionava bem na primeira temporada, como um inimigo ideal para demonstrar a dinâmica da série através de uma trama continua. O momento em que Elias foi preso poderia ter marcado o fim dessa história. Prolongar sua existência sem uma maneira inteligente de conectá-la com outras tramas ou evoluir a faz parecer uma enorme perda de tempo.

O caso da semana foi pouco inspirado, sem muita coisa digna de ser notada. Há a aparição de Leon, um personagem recorrente interessante da série que poderia ser mais aproveitado. A tentativa de criar uma conexão entre Finch e Lou, o protagonista da semana, é muito forçada, uma tentativa desnecessária de atribuir algum significado maior a história assistida.

A seqüência final, onde Finch e Reese executam seu plano para provar as atividades criminosas do dono do cassino lembra uma a execução de um roubo em um heist movie, onde cada membro do elenco tem uma função especifica em um plano. Talvez se tivessem estendido a inspiração e construído o episódio inteiro como um filme do gênero, este teria sido muito melhor.

Foi um episódio pouco inspirado, mais um nessa inconstante temporada.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe