Cougar Town 4x13: The Criminal Mind

segunda-feira, abril 08, 2013


Uma pré-season finale que já deixou saudades de todo mundo. Até do Tom. E do Andy. (mas não deixem eles saberem)
 

Gracinha (tipo Hebe, que Deus a tenha) define The Criminal Mind (o episódio, não a mente criminosa). Além disso, foi um capítulo em que capricharam na linguagem/formato/etc. Começamos podendo ouvir os pensamentos de Jules e de repente, voilà! Podíamos ouvir os pensamentos de todo mundo (todos os personagens, é claro). Em 4 anos de Cougar Town, não havíamos conhecido tão bem a panela quanto no 4x13. Agora, até mesmo sabemos que Tom tem esperanças de um relacionamento mais íntimo com Ellie. É, a esperança é a última que morre, né?

E falando em morrer, matar, ser criminoso e essas coisas do tipo, a problemática da vez era o passado criminal de todos – exceto Jules. Dos problemas com policiais que Laurie enfrentou (por exemplo, ser presa por transar com um) ao assassinato cometido por Bobby, a galera toda tinha histórico de bandidagem. Jules não tinha roubado nem doce de criança e entrou em crise por isso. Pra variar.

Mas crise de verdade só a do pequeno Cobb. O sadismo dos roteiristas com o jovem Travis chegou ao topo e o rapaz enfrentou a maior crise de todos os tempos. O negócio foi tão sério que ele até dispensou a oportunidade de sexo casual com a japa bonitinha. Ah! O amor... (por Laurie, duh).

Uma nuvem negra pairava sobre a família de Jules. Grayson também não estava numa melhor, depois de começar a conferir as resenhas sobre seu bar que estavam sendo postadas na internet. O bar foi muito elogiado, mas o bartender nem tanto. E como G-man é a personificação de “I’m sexy and I know it”, as críticas feriram o ego monstruoso do tio. Ellie ingressou numa de ensinar Grayson a se livrar das expressões de desdém que fazem as pessoas perceberem que ele não é tão legal quanto tenta parecer e... ótimas risadas com a dupla usando o Tom de cobaia nos exercícios!

Paralelamente, a trupe também estava investindo em iniciar Jules na vida loka, e Andy foi excluído da missão (nenhuma novidade). Enquanto o excluído nº 1 (Tom) servia de experimento, o nº 2 (Andy) serviu de conselheiro para Travis – por falta de opção, obviamente. E Travis jogou a bomba: estava sofrendo de impotência. Que precoce! O problema se tornou ainda maior quando contaminou Andy, que sofreu de “empatomas” (empatia + sintomas). Já que um impotente é ruim e dois é demais, Tom teve que dar jeito em Travis (no bom sentido) e curar Andy por tabela. No lugar do Travis, muita gente preferiria ficar com o bichinho caído.

Para chorar de rir mais que com o exame do jovem Cobb, só a cena de Grayson pensando em algo que o faz feliz. Era fácil saber que o cara é egocêntrico e narcisista, mas só com a liberação dos pensamentos da galera para conhecermos a extensão do amor próprio do Sr. Ellis. Não dá para dizer o que fez rir mais: ele acariciando a própria bunda ou Ellie definindo o ato como “é como assistir pornô gay com um cara só no filme”.

Enquanto isso, no mercadinho em que Jules se aventurava com a diva do crime, Laurie, saía de tudo, menos o furto. De tudo inclui Bobby roubando comida do lugar e consumindo ali mesmo, pra todo mundo ver. J-bird não conseguiu surrupiar nada, mas Laurie não resistiu à tentação e logo o trio estava na prisão da loja. Comédia também ver a protagonista surtando, o que já é de praxe.

Já na missão de Ellie, a coisa ficava mais intensa. Ela revelou que era a resenhista que estava esculachando Grayson (nada surpreendente) e rolaram umas sinceridades perigosas, do tipo Ellie confessando que pegaria Grayson se Andy e Jules morressem num acidente de carro. Ou se só Jules morresse (mas isso fica entre nós).

Com Grayson de volta às origens, mostrando o desprezo sem tentar dissimular, a dupla acabou indo parar na prisão da loja também. Momento lindinho aquele em que os pensamentos de todos foram revelados – e só Ellie estava pensando algo meigo. (Aqui comprovamos de vez que Grayson é a reencarnação de Narciso).

O desfecho da prisão foi a vitória de Jules, que conseguiu furtar a caneta do segurança do mercado. Um feito histórico! E incrível, pois desencadeou as cenas mais emocionantes do episódio. Primeiro, a eterna Sra. Cobb fez todo um discurso sobre o que é ser mãe na adolescência e deixar de viver muitas coisas por conta disso. Cougar Town sempre traz reflexões profundas no meio da comédia, e nessa, a morena arrematou com a ideia de que é melhor arrepender-se de algo que fez do que de não ter feito. Tudo isso foi dito pra Laurie, pessoa ideal para pensar no assunto e resolver o problemão de Travis.

"E agora!?"
Assim... ~pausa dramática~ a loira se declarou!!!! Da forma mais gracinha possível e para fazer a alegria de quem shippa o casal. Os dois tem tudo para trazer cenas épicas para a 5ª temporada. Mas, oremos para que o relacionamento não desgaste logo como o de Jules e Grayson, que era muito mais legal de ver na temporada passada.

Pontos a considerar na season finale à parte, a véspera do fim da temporada encerrou bem, com um clipe sem noção da turma presa na loja. Deixou já o gostinho de final e de saudades. E não dá para esperar menos da finale. Valeu o voto de confiança da TBS!

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe