Men at Work 2x01/2x02: Missed Connections/Will Work for Milo

terça-feira, maio 14, 2013


Quem aí sentiu falta de Men at Work?

Antes de começar a review vou fazer uma rápida apresentação. Meu nome é Philipe, e a partir de hoje estarei cobrindo as reviews de Men at Work aqui no Seriadores Anônimos. Por este motivo, estarei postando as reviews de todos os episódios dessa 2ª temporada o mais rápido possível.

2x01 - Missed Connections

Em meio a tantas comédias ruins, a 1ª temporada de Men at Work pode ser vista como uma grata surpresa, apesar de curta, ela soube apresentar e utilizar bem seus personagens, criando histórias em contextos absurdos, sobre um grupo de amigos que só quer saber de festejar.

Cabe agora, em sua segunda temporada, conseguir elevar o nível das piadas, sem que elas percam a essência da série. Sejamos realistas, Men at Work é um sitcom comum, tão comum que eu mesmo torci o nariz antes de assistir. As aventuras de Milo, Tyler, Gibbs e Neal devem continuar, a divisão do grupo (que foi um grande problema da temporada passada) também, mas feita com mais cuidado para não deixar certos plots desinteressantes. Mas o grande desafio da série é elevar o humor e a construção de suas piadas.

Neste começo de temporada a divisão de “plots” foi ruim, pra não dizer péssima. Tyler e Gibbs, assim como comentei em quase todas as reviews da temporada passada, são os melhores personagens da série. Eles unidos já geraram piadas hilárias, e a falta de diálogo entre os dois resultou num episódio morno.

Está aí uma palavra que define esse retorno de Men at Work. Morno. Sem sal. Mas de forma alguma ruim. Está tudo ali. Os personagens, as situações. É só ajeitar uma coisa aqui e outra ali, que a série se encontra.

A missão de encontrar um novo amor para o Gibbs continua, e dessa vez quem se encarregou de ajudar foi o Tyler, através do Missed Connections, que pra ser sincero, eu não entendi muito bem como funciona. Mas parece ser um site onde você descreve uma pessoa, pra que ela possa saber onde e quando te encontrar.

Tyler pode ser tido como o destaque positivo desse retorno. Milo é um bom personagem quando a situação está a seu favor. Já Tyler é um bom personagem, mesmo quando a situação está contra ele. Falo isso, porque todo esse negócio de encontrar a mulher perfeita pro Milo soa como um déjà vu da 1ª temporada, e mesmo assim o cara conseguiu segurar o episódio.

Neal resolveu superar toda a opressão causada pelo seu pai, roubando, com a ajuda de Gibbs, o carro dele. O resultado foi uma situação que não chama a menor atenção de quem está assistindo. É por isso que friso que a série deve tomar cuidado com a divisão dos amigos, até porque é isso que muitas vezes define a qualidade do episódio. É fato que mesmo séries de humor consagradas podem acabar se “perdendo” com uma divisão de personagens errada.

2x02 - Will Work for Milo

Will Work for Milo é um episódio que mostra o potencial da simplicidade de Men at Work. Existem séries que precisam de muito e séries que precisam de pouco. Men at Work se encaixa na categoria daquelas que precisam de pouco e que através dele conseguem criar bons episódios, que dependem unicamente das situações em que seus personagens são colocados.

Há dois personagens que eu considero os pilares da série. O primeiro é o Tyler. A prova disso é o tempo de tela que ele tem ganhado nessa nova temporada, e mais ainda, o destaque que tem sido dado a sua “metrossexualidade”. Em segundo lugar é o Gibbs, que carrega com ele um estilo canalha/brincalhão, e que neste episódio rendeu momentos hilários, que se devem mais ao “timing” do personagem do que a qualquer outra coisa.

O resultado dos episódios onde a trama de ambos os personagens está interligada é sempre excelente. E isso não é coincidência. Tyler e Gibbs geram as melhores piadas pra série quando são colocados juntos pela mesma.

Outro fator importante, que eu já havia comentado na review passada, era o tal dilema: como dividir os personagens, sem deixar que determinados plots fiquem desinteressantes? E a solução está aqui neste episódio. Neal contracenando com sua namorada e Milo com um mendigo. Fato que um plot envolvendo os dois ficaria em desvantagem, aproveitar das participações especiais pra preencher essa lacuna é uma ótima maneira de resolver o problema. 

A participação de Seth Green no episódio foi sensacional. O mendigo aproveitador, que se torna inimigo de Milo, a ponto de chama-lo de Fozzie Bear, quando ele se nega a pagar suas despesas pode parecer algo atípico, mas nada mais é do que a retratação daqueles malandrões que vivem “mamando” nas tetas alheias. O desenvolvimento foi ágil, até mesmo por a trama não estar dividida em apenas duas histórias paralelas.

Neal continua sendo o menos engraçado dos quatro amigos, mas suas cenas com Amy criam uma situação parecida com a de Leonard e Penny em The Big Bang Theory, o que de uma forma ou outra acaba sendo um aspecto positivo pra série.

Simplicidade. Neste episódio Men at Work deixa claro que aquele sentimento deixado pelo episódio passado é rapidamente jogado de lado quando a série conserta suas falhas. Com isso o que acaba se sobressaindo é a boa química do elenco e as piadas ágeis do roteiro.

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe