Grey’s Anatomy 10x03: Everybody’s Crying Mercy

segunda-feira, outubro 07, 2013


O remédio é rir para não chorar.


Esta semana, Grey’s Anatomy conseguiu apresentar um episódio bom, nada muito sensacional, mas um bom entretenimento puro e simples. Mesmo sendo carregado com muito drama pesado e cansativo, o grande mérito foi conseguir criar situações de humor, que deixaram tudo bem leve e até agradável. Não estou muito satisfeito com praticamente nenhuma das tramas que vão se desenhando na temporada, mas consegui me divertir com este clima de descontração e com alguns momentos de vergonha alheia.

Se até a Meredith já está dormindo só de ouvir Cristina começando a falar pela milésima vez que a separação de Owen anda complicada significa que esta trama já deu o que tinha que dar e que ambos precisam seguir em frente o mais rápido possível. Por mais que Cristina goste de correr riscos e viver perigosamente, seu casamento já terminou há muito tempo e o público merece um descanso desta história.
Uma história que mal começou e também já cansou é a separação de Callie e Arizona, que cortou o cabelo, colocou um vestido vermelho e ficou parecida com a Amy Poehler. A semelhança com o histórico de Yang e Hunt é tão grande que fica até absurdo ver Cristina escutando Callie falar sobre a traição. Obviamente a terapia de casal não funcionou com eles e também não funcionará com elas e a gente vai ter que aturar as duas fazendo mimimi por muito tempo ainda.

O drama de Webber também me pareceu um pouco desnecessário até o momento em que ele revelou os motivos pelos quais ele escolheu Meredith como responsável pelas decisões difíceis, quando a trama se tornou pesada e até cruel com a personagem, que nem de longe tomou alguma decisão equivocada em relação ao tratamento que o Chief precisava. Se ele queria morrer, deveria ter manifestado logo este desejo e não ter deixado um enigma do Mestre dos Magos para Meredith desvendar. Ninguém merece tanto mimimi numa série só.

April acabou passando no exame em que havia sido reprovada porém continua repetindo de ano em sua história. O chove e não molha entre ela e Avery é tão grande que eu nem sei mais se torço pelo casal, principalmente porque gosto muito da química entre April e Mathew.

O que mais gostei no episódio foram os muitos momentos engraçados ou ao menos divertidos. Adoro ver Meredith toda zoada com vomito de bebê no cabelo, sem dormir e com diferentes pés de sapato enquanto se mete a resolver alguma crise. Acho sempre muito legal como a série consegue fazer a personagem ser uma grande loser sem deixá-la caricata ou forçada demais, como ocorreu com a Dra. Addison em Práticas Privadas. Cristina, como já é de costume, também estava muito afiada, tirando sarro sem parar da falta de sexo na relação de Alex com Jo. Outro momento muito legal foi quando Avery acabou comparando a função de Owen com a de um policial de trânsito, deixando o Chefe que manda menos no mundo com uma cara nada amigável.

Entretanto, por incrível que parece, o que mais me divertiu no episódio tinha na verdade um objetivo dramático. Gostei muito de como a trama da mulher que pediu para Leah contar suas puladas de cerca para seu marido caso ela viesse a falecer conseguiu não se levar a sério e ser bem divertida. O ridículo dilema de Leah rendeu momentos bizarros e muito engraçados. As caras de coitada e de dúvida que Leah fazia durante o episódio foram muito boas e me fizeram me afeiçoar pela personagem. Como Shonda matou Brooks, á natural que algum dos novos internos herde o papel de nos fazer rir. Outro aspecto que deve se intensificar na temporada são as tentativas de fazer os internos crescerem na trama, visto que muitos dos personagens veteranos podem sair da série ao final da temporada. Assim, como Shonda não quer largar o osso, é natural que ela invista nesses personagens mais novos que podem carregar o futuro da série.


A temporada de Grey’s Anatomy segue não muito animadora, porém sem entregar episódios ruins ou maçantes mesmo com a grande onda de repetição que a série vem sendo atingida. Acredito que Greys precise urgentemente reformular suas tramas e propor algo novo para praticamente todos os personagens. Não é todo dia que as piadas e os momentos engraçados conseguirão segurar um episódio inteiro.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe