Person Of Interest 3x04: Reasonable Doubt

terça-feira, outubro 22, 2013


Plot twists são elementos muito presentes na estrutura dos episódios de Person Of Interest. Vários deles tem mais de um, algumas vezes essas surpresas funcionam e em muitos outros casos soam artificiais e desnecessárias. Reasonable Doubt é um exemplo do bom uso que a série pode fazer do recurso.

Construindo um mistério eficiente em volta da motivação da vítima da vez, a trama consegue verdadeiramente fazer com que as intenções de Vanessa permaneçam ocultas sem artificialidade. Durante todo o episódio seus atos a tornam cada vez mais aparente que ela matou o marido, mas as provas contradizem as aparencias.

A cena em que Finch, Reese e Carter fazem um julgamento improvisado, dando a Vanessa uma chance para se explicar é o retrato da confusão vivenciada pelo trio durante sua tentativa de descobrir se ela é uma vítima ou criminosa. Toda a história contada por Vanessa faz sentido, ela age na cena como alguém que sente a perda do marido - a mudança de atitude é notável para a cena onde ela confronta o marido -, que realmente o amava.

Por toda essa construção, a surpresa final, quando tudo já parecia resolvido funciona muito melhor do que a grande maioria das tentativas da série em surpreender o espectador. Finch foi um pouco emburrecido para que o plot twist funcionasse, é verdade, pois duvido que a história dos passaportes falsos do casal lhe passasse desapercebida tão facilmente, mas isso é uma pequena concessão aceitável para uma trama que em todos os outros momentos é verossímil.

A confusão entre vitima e criminoso criada pela trama cria um dos raros finais onde Reese tem que tomar uma decisão fora dos planos habituais, que sempre se limitam a capturar o criminoso ou salvar a vítima. Deixar os dois se matarem ressalta a idéia de que ele várias vezes simplesmente não se importa, julgando os envolvidos e decidindo que eles não valem qualquer esforço da sua parte para ajudá-los ou prendê-los.

Alias, a frieza e cinismo de Reese, que normalmente são encarados como um aspecto dramático da série, encontram em Shaw uma abordagem completamente diferente. Ela é igual a ele em essência, mas expressa isso se comportando como sociopata que se diverte em meio ao perigo e a violência. Suas ações as vezes não são muito realistas - quase matar o gerente do banco - mas não deixam de ser, de uma forma um tanto bizarra, engraçadas.

Embora tenha sentido falta das consequências da cena final do episódio anterior, foi um bom episódio.

PS: O parceiro de Carter realmente faz parte do HR. Que surpresa!

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe