Revolution 2x04: Patriot Games

sábado, outubro 19, 2013




Os Estados Unidos como salvadores da pátria.



No mínimo, o que tivemos essa semana foi um capítulo bem interessante de Revolution e bem acima do que a série apresentava até agora. Conseguiram manter um bom ritmo ao longo do episódio, e tivemos até algumas reviravoltas e muitas surpresas. Só temos que torcer para que essas reviravoltas e surpresas não se percam pelo caminho e se tornem inúteis.

O que dizer de Charlie? Mais uma vez em um bar, sempre quer bancar a durona e acaba que se ferra novamente. Claro que Monroe apareceu para salvar o dia. E agora os dois vão juntos em busca da mãe... pode ser que a dupla dê certo e este plot emplaque de vez, mas é difícil ter alguma simpatia pela personagem de Charlie.

E os inimigos da temporada serão mesmo os Patriotas. Que ao melhor estilo Governador de The Walking Dead, mantém as pessoas felizes dentro da cidade, entretanto não deixam que elas saiam de lá. Foi uma semelhança enorme mesmo nessa parte, e apenas conseguia pensar em TWD enquanto via as pessoas assassinadas pelo próprio governo.

Rachel, que já estava desconfiada, agora teve a certeza de que os Patriotas querem um algo a mais e não estão lá pra proteger as pessoas. Ela teve grande destaque durante esse quarto capítulo, e não foi tão maçante quanto vinha sendo nos outros. E agora ela tentará descobrir o que representa aquele símbolo que estava na carta enviada a secretária de governo e, também, junto ao seu companheiro traidor.

E como sempre, temos um Miles que resolve as coisas na base da pancada. Em Patriots Games ele não esteve tão bem assim, o rumo que toma seu personagem serve muito como base para outros; como, por exemplo, Rachel e, também, Aaron. Este salvou a pele de Miles através do poder, isso mesmo, poder que 'adquiriu' após ter tomado aquele tiro episódios passados e colocou fogo através dos vagalumes nos Patriotas. Realmente, isso ficou muito fora dos padrões de Revolution, essa inserção de elemento sobrenatural não é do perfil do seriado.

No geral, foi um bom episódio. Os Estados Unidos definidos como os malvados da vez. E, fica claro que novos mistérios irão ser adicionados ao longo da temporada. Alguns serão bem estranhos, como no caso de Aaron; mas esperamos que a maioria deles tenham alguma explicação convincente. Porque de enrolação já tivemos o suficiente por uma temporada.




- Neville (de longe o melhor personagem) como sempre consegue o que quer, só falta agora descobrir o paradeiro do filho

- Essa história de visão nos vagalumes e pegar fogo ficou uma coisa bem fantasiosa mesmo

- Atriz que faz Charlie: mais irritante impossível

Talvez Você Curta

5 comentários

  1. Gostei do episódio. A série ainda consegue me deixar curiosa.

    ResponderExcluir
  2. Sim, sim. Curiosidade ela consegue despertar, o problema são essas viagens que começam a fazer na história...e se não explicarem? Ai vai ser tenso e não quero um novo Lost ahahusa

    ResponderExcluir
  3. Concordo. As vezes, me pego pensando, no meio do episódio: será que isso vai dar em algo? rsrs


    Não vi Lost, mas realmente é muito ruim quando ficamos cheios de perguntas sem respostas. Espero que essa não seja mais uma.

    ResponderExcluir
  4. Bem assim também, fico super desconfiado.
    Assista, ótima série o/

    ResponderExcluir
  5. Obrigada, colocarei na minha lista.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe