The Crazy Ones 1x10/11: Models Love Magic/The Intern

sexta-feira, janeiro 03, 2014


The Crazy Ones mandando beijinho no ombro pras invejosas de plantão...

Primeiramente gostaria de pedir desculpas aos leitores das reviews de The Crazy Ones. Por conta disso o texto de hoje é duplo sem bacon, e em breve postarei a review do episódio que foi ao ar ontem. Desde já agradeço a compreensão.

 1x10: Models Love Magic

O décimo episódio de The Crazy Ones é interessante por trazer determinada segurança para o roteiro. É como se a série tivesse encontrado sua zona de conforto, um lugar que não oferece perigo para ela e nem para a sua audiência. O episódio em si é bobinho, capaz de fazer rir algumas vezes, tem uma temática manjada, mas se sai bem ao utilizá-la.

A ideia trabalhada aqui envolve os “preconceitos” criados na mente de todos os seres humanos. São aquelas ideias que estão ali naturalmente, sejam verdades ou não. E esse preconceito muitas vezes é utilizado como uma válvula de escape, para equilibrar a posição de cada criatura perante a outra: Gente bonita é burra, gente rica é infeliz, e por aí vai.

Para Sydney e Andrew modelos não passam de cabides humanos, e tudo isso cria a grande piada do episódio. Já com Simon o desenvolvimento ocorre de outra forma: para conquistar um cliente ele e seu parceiro de serviço precisam se comportar de uma maneira recatada. E vamos combinar que Simon possui níveis baixíssimos de bom senso, o que gera a graça da situação.

O desfecho do plot em si é bem previsível, tanto que antes de ocorrer eu já esperava que o resultado seria exatamente aquele. Apesar disso posso dizer que o episódio é bem equilibrado, e diante do que a série já mostrou até aqui é possível adequá-lo como “regular”.

Para finalizar temos a piadinha que intitula o episódio: Modelos amam mágica. Realmente isso é um charme de The Crazy Ones: ela até critica a generalização, mas ama utilizá-la para criar seu humor. Cretina do jeito que eu gosto.

 1x11 - The Intern

The Intern é até o momento meu episódio favorito de The Crazy Ones, e isso não é devido a participação da Ashley Tisdale (apesar de gostar da moça, sua participação não seria suficiente para produzir meu episódio favorito da série). A melhor coisa disso tudo é notarmos que The Crazy Ones encontra-se num momento de estabilidade, onde é preciso apenas que tudo funcione normalmente para o resultado ser positivo.

E é justamente o que ocorre aqui. A participação da ex-disney acrescenta um gostinho de novidade bacana ao episódio, e junto com isso temos o desenvolvimento das relações dos personagens principais, e um roteiro preciso, que soube aproveitar as ótimas oportunidades de criar boas piadas.

O grande momento fica por conta da dinâmica “Zandrew”. Finalmente Lauren ganhou um plot decente, resultando num dos momentos mais agradáveis de toda a série. Toda essa “disputa” que existe entre Andrew e Zach é bem útil para desenvolver as relações dos personagens, criando um clima bacana para o telespectador que aprecia não apenas “rir” com TCO, mas acompanhar os relacionamentos dessa trupe.

A série sempre arruma uma forma de fazer um paralelo entre a “situação da semana” e a vida dos personagens (na maioria das vezes Sydney). E isso funciona bem. Tivemos Sydney compreendendo que merece estar onde está, finalizando o episódio daquele jeito que a série tanto ama.

Com 11 episódios é possível dizer que TCO é uma série agradável, e como todas as comédias, comete alguns erros, caindo diversas vezes no clichê. Consigo sentir certa confiança no roteiro, que se mostra cada vez mais estável. E torço para que em 2014 isso só melhore. E pras invejosas só resta o medo de uma renovação que se torna cada vez mais certa.

• Observações:

• O que dizer de Sarah mandando Ashley voltar pra Disney nos erros de gravação? Sensacional.

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe