Grey’s Anatomy 10x15 / 16: Throwing It All Away / We Gotta Get Out Of This Place

terça-feira, março 25, 2014


Mais alguém além de John Locke quer o seu rim de volta.


Já disse isto anteriormente, mas acho que é sempre bom repetir, para mim, os episódios de Grey’s Anatomy nem estão tão ruins assim se analisados individualmente e entregam praticamente tudo que a série sempre entregou. O problema está no contexto e na fadiga tanto dos personagens como no público que já se acumula há anos. O que poderia funcionar anteriormente não tem o mesmo efeito em quem já está calejado e acostumado demais com os truques de um mesmo ilusionista. Assim, como eu já decidi que não abandonarei esta série até o seu fim por já ter investido demais nela, o que resta para mim é tentar olhar as coisas com mais otimismo.

“Throwing It All Away” foi sim um bom episódio, mesmo que focado em Arizona, a personagem mais mala e insuportável do mundo, que teima em não morrer em algum dos diversos desastres propostos por Shondanás. A narração de Meredith sobre evolução conseguiu amarrar todas as tramas e me deixar feliz até mesmo com Arizona tentando voltar a andar de patins. Infelizmente, a personagem continua mala e algumas coisas do roteiro absurdas. Grey’s Anatomy tomou algumas decisões na última temporada que não podem ser revistas e precisa aceitar a nova realidade alcançada com a compra do hospital. Assim, não existe mais possibilidade para o RH do hospital interrogar Callie e Arizona, que são donas dele, e assustá-las como se fosse possível delas serem demitidas ou prejudicadas. A mesma coisa acontece na trama do amor proibido de Jo e Karev, já que ele é muito amigo de Meredith e Cristina, que têm poder para ajudá-lo com a questão. A conclusão é que o sistema do hospital ou ordens de cima não podem ser feitas mais de vilãs da história, já que perante o novo poder dos personagens elas são fichinhas.

Os episódios contribuíram muito para que eu percebesse o que vem prejudicando tanto a qualidade da série. O principal motivo é a falta de humor e divertimento que sempre foi característica do texto de Shonda Rhimes e que apareceu bem com o cara que queria o rim de volta e com toda a trama do homem que absorveu o próprio irmão gêmeo. Entretanto, outro problema ainda não foi consertado e continua irritando, a quantidade absurda de mimimi. Não aguentamos mais estes médicos fazendo mimimis sobre os mais variados temas e está mais do que na hora deles crescerem e seguirem em frente.

A coisa mais absurda da série continua sendo justamente a falta de evolução, que foi tão abordada por Meredith em sua narração, principalmente no caso de Cristina e Owen, que não se cansam de ficar na mesma há pelo menos 4 temporadas. Fica claro para mim que Shona está tendo uma grande dificuldade de encerrar a jornada da personagem nesta temporada e a prometida e anunciada volta de Burke só evidencia este fato ainda mais.


Prometo que nas próximas reviews as coisas voltarão ao normal. Sem mais reviews duplas e textos que abordem mais as tramas dos episódios. O otimismo me faz encerrar uma fase negra de uma série que eu ainda gosto muito e esperar pela sua redenção.

Por favor comentem e deixem suas opiniões. Fica ainda mais chato cobrir uma temporada que não estou gostando quando parece que ninguém mais lê ou se importa com ela.

PS.: É óbvio que amei muito Callie sambando na cara do governo americano e odiei muito Derek sendo chato e egoísta.

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Concordo com a análise sobre Almost Human. Agora é aguardar para saber se vai ou não ser renovada. Mesmo com a falta de mitologia e desenvolvimento dos personagens ao longo dos episódios, torço pela renovação. Espero que volte e que consiga corrigir as falhas desse primeira temporada. Senão vai ficar sempre como aquela série que tinha muito potencial mas desiludiu.

    PS - eu não sei o que se passa com este sistema de comentários, mas eu tenho a certeza absoluta que o meu comentário anterior que ai está foi feito na review da série Castle e não em Almost Human :S

    ResponderExcluir
  2. Eu também não desisto de Greys, mas tenho que admitir que não suporto os internos e espero que todos desaparecam ao final da temporada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelas notícias de bastidores, isto deve acontecer Ross e Leah, já que os atores não quiseram renovar os seus contratos, o que mostra bem a má fase da série, já que dois atores sem expressão nenhuma querem deixar uma série tão consagrada quanto Greys.

      Excluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe