Glee 6x11: We Built This Glee Club

segunda-feira, março 16, 2015



O feijão com arroz que cai bem.

Às vezes, um descanso da megalomania é tudo o que Glee precisa. Sim, a série já foi ousada e subversiva em muitas ocasiões, várias dela com sucesso, mas também já teve muitos problemas nessa tentativa incessante de superar a cota de insanidade a cada nova tentativa. É por isso que um episódio simples, "típico" até, às vezes é muito bem-vindo e, embora não seja um grande marco na trajetória de competições, essa disputa das Sectionals deixou uma sensação bacana para quem acompanhou, por pouco tempo, a formação desse New Directions 3.0.

A falta de habilidades de dança de Roderick e Spencer, a torção do segundo, a epidemia de vômito (que, curiosamente, só atingiu gente que não estava na competição) e o ataque de glitter foram todos plots de dificuldades "pré-competição" muito parecidos com o que já vimos antes, mas passaram bem o tempo até a consagração dos novatos do McKinley como campeões. Se merecidamente ou não, fica a dúvida de sempre, já que mais uma vez o Vocal Adrenaline foi impecável tecnicamente, embora a performance "over the top" tenha sido milimetricamente calculada por Sue para repercutir mal com os jurados por conta de traumas psicológicos passados. Pelo menos o New Directions teve a seu favor a apresentação de "Chandelier", com direito muito slow-mo, Spencer pendurado no lustre e Myron bulinando a plateia.


No esquema "acabou e esqueceram de avisar", Rachel já trata Sam por "um grande amigo", ele não age como se fosse estranho e ela segue a vida, flertando com Jesse, fazendo duetos e beijando-o depois de combinar umas rapidinhas em New York. Pelo menos tomou a decisão de voltar para NYADA e concluir os estudos antes de se jogar de novo na Broadway, o que já é louvável. Melhor ainda foi seu discurso antes da apresentação, aconselhando os alunos a aproveitarem o momento, falando sobre suas razões egoístas para ter se tornado mentora deles e afirmando (embora, creio eu, não seja inteiramente verdade) que, naquele momento, não se importava com suas realizações, só com as deles.


A setlist do episódio foi uma das melhores na temporada e, receio dizer, a última bacana de verdade na série, já que os dois episódios finais prometem muita música água de chuchu. "Listen To Your Heart" é maravilhosa, como quase tudo que envolva Roxette,e a versão de Rachel e Jesse trouxe uma intensidade vocal muito bem-vinda; "We Built This City" é uma das maravilhas rodeadas de controvérsia dos anos 80 e "Mickey" a melhor música de líderes de torcida de todos os tempos (não que a competição seja grande) e ambas ficaram impressionantes na coreografia cheia de detalhes do Vocal Adrenaline; "Take Me To Church" ficou excelente com Roderick e "Chandelier" dispensa mais comentários, foi provavelmente uma das mais divertidas e comoventes da temporada, só podia ter tido mais Kitty. "Come Sail Away" leva o prêmio da mais fraca, já que é bonitinha, mas não passa disso, e a música da escola de pássaros nem entra na minha lista porque não sou obrigado.

Agora é preparar o coração e as críticas para a series finale dupla, que será exibida na sexta-feira, com direito a olhada no passado e no futuro e potencial para muita insatisfação. Torço, honestamente, para estar enganado e terminar Glee com uma sensação boa, mesmo que seja de feijão com arroz bem feito.



Músicas:
Listen to Your Heart - Roxette: Jesse St. James and Rachel Berry
We Built This City - Starship: Vocal Adrenaline
Mickey - Toni Basil: Vocal Adrenaline
Take Me to Church - Hozier: New Directions
Chandelier - Sia: New Directions
Come Sail Away - Styx: New Directions

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Madison <3 Achei muito mal feito o término de Samchel... Se era pra ser assim, melhor nem se dar ao trabalhl. Pior é empurrarem Jesse, que nunca vi ter química com Rachel, além da amizade... Já vou pra finale triste por ver Jechell?! E provavelmente Samerda como endgame ç.ç Mas quando começar I Lived vou esquecer todos os problemas da série e apenas dizer adeus...

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe