S.A. Cast 6x09: Buffet Gótico Sensitivo

sexta-feira, junho 19, 2015


Continuando sua trajetória de série britânica, curta, mas com qualidade, o podcast retorna com grandes ousadias de storytelling, falando sobre orgia sensitiva, apedrejamento público de Camila Lannister, salvação de mocinha com coração transplatado da vilã e final de série para se ver cheirando.

Descubra como clássicos japoneses como Pokémon e Cavaleiros do Zodíaco influenciaram Game of Thrones, que homenageou Shiryu e recriou em Drogon a trágica evolução apressada de Charmander para Charmeleon e, finalmente, Charizard.  Para todos eles e para o público que estiver ouvindo, a mensagem é clara e uma só: não pode queimar a própria filha.

Tem ainda gente Snow White e Prince Charming colocando a maldade do mundo em ovo de dragão, sujeira nos bastidores de um reality show estilo The Bachelor, feminismo no universo dos super-heróis, receitas que levam requeijão de açúcar e muitas, mas muitas conexões sentimentais, físicas e sensuais com a família senseite. É pra ouvir e compartilhar com o cluster via pensamento!


Assine o feed o feed do S.A. na iTunes Store e receba os novos programas diretamente no seu iThing.

 
Nosso e-mail: seriadores@gmail.com
Assine o podcast: Feed / iTunes

Nesse Podcast: Game of Thrones, Once Upon a Time, The Vampire Diaries, Proof, Humans, Mr. Robot, Aquarius, Grace & Frankie, UnREAL, Dark Matter, Mad Men, Revenge, Community, Hannibal, Masterchef Brasil, Supergirl, Sense8.

Participantes:

Trilha sonora:
Train feat. Marsha Ambrosius - Wonder What You're Doing For The Rest Of Your Life
Coldplay - Gamer of Thrones Theme
Lara Fabian - Love By Grace
Little Mix - Black Magic
Ed Sheeran - Nina
Charli XCX - Famous
Blake Lewis - Back To Life
David Guetta - Hey Mama ft. Nicki Minaj & Bebe Rexha
Kevin Hammond - What's Up
Twinbed - Trouble I'm In
The Antlers -  Kettering
Lykke Li - Get Some
French Horn Rebellion - Girls (Feat. JD Samson & Fat Tony)
Taylor John Williams - Mad World
Fatboy Slim ft. Macy Gray - Demons
4 Non Blondies - What's Up (Remix)
Mika - All She Wants
Nate Ruess - AhHa
Hilary Duff - My Kind
Adam Lambert - Evil In The Night
Hilary Duff - Arms Around a Memory
Nate Ruess - You Light My Fire
Adam Lambert - Rumors (Feat. Tove Lo)

Talvez Você Curta

18 comentários

  1. Vejo duas séries das que vocês vão falar... provavelmente mal. Sou masoquista pra caralho hein...

    ResponderExcluir
  2. Camis reclamando de quem faz campanha pra salvar série que ninguém mais assiste mas participou de aproximadamente 4000 campanhas pra salvar Fringe. Exata mesma situação.

    Todos falando que Community começou mal mas ficou boa nos últimos episódios mas isso não justifica e a série continua ruim. Falaram a exata mesma coisa de Game of Thrones minutos antes, série que a temporada começa ruim e fica boa mas nesse caso pagaram pau. Porque né, não pode falar mal da série com mais hype. Exata mesma situação.

    Tanta incoerência que já pode começar a medir na base da tonelada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. já tou acostumado com a multipolaridade que só o S.A. Cast proporciona. já falaram bem de série que nada acontece feijoada (Looking) como já falaram mal (The Leftovers). claro que as vezes irrita mas nem ligo. ouço pela diversão, assim como vejo as séries. como dizem, tá liberado as opiniões incoerentes! -q .... desde que não ofendam o coleguinha. XP

      Excluir
    2. Eduardo, como implicante confesso com Game of Thrones, eu entendo a sua frustração, inclusive porque acho que essa estratégia de carregar na narrativa lenta pra compensar com um monte de acontecimentos no final existe desde o começo da série, mas duvido muito que existe "não poder falar mal de série com mais hype" nas falas do Diogo e da Camis, inclusive porque eles sempre ressaltam os defeitos, coisa que pouca gente faz.

      Comparar Cougar Town, The Mindy Project e outros exemplos que estamos vendo de tentativas de salvamento com Fringe, que começou super bombada, perdeu público quando abandonou o procedural e, mesmo assim, era um sucesso internacional, é bem complicado. E digo isso sem ter visto ou gostado.

      Bacana o seu feedback, a gente gosta de saber o que estão pensando do que é dito no podcast mesmo que não seja só positivo. Obrigado pelos peixes!

      Excluir
  3. Entendo.

    Mas mantenho o que digo. Não concordo totalmente com a tua segunda afirmação, tho. Community chegou a ser considerada a melhor comédia da TV, Cougar Town teve uma ex-friends, mais de 100 episódios, é syndicalizada, vendida pro mundo todo. Pra todos os efeitos práticos Cougar Town foi um sucesso, compreensível que quem gosta tenha tentado salvar.

    Fui mais mal educado e condescendente do que pretendia no comentário, perdão. O podcast é um dos poucos podcasts de seriados ainda bons no Brasil. Valorizo muito e espero que continuem. E é por isso que ouvir coisas que são faladas obviamente tão sem pensar me deixam procurado.

    É só que as vezes tem tanto ódio sendo proferido pelos participantes que meio que contamina quem tá escutando, sei lá. Ódio esse nem de longe justificável, a situação da TV atual não é tão ruim quanto falam. Todo gênero tem coisa boa no ar. Comédia tem Veep, drama tem tantas, ação tem Banshee, Strike Back. Tem muita, MUITA coisa boa passando. Nunca existiu época melhor pra se gostar de seriados.

    Me diga qualquer gênero de série e eu te digo pelo menos 5 coisas MUITO boas desse gênero atualmente no ar. Até coisas ultra-especificas como, sei lá, "drama tecnológico de época" tem Halt and Catch Fire passando e que é muito boa.

    É claro que eu não tenho o direito se regular o que vocês falam ou não, o que vocês odeiam ou não ou o que vocês podem ou não gostar. Opiniões diferentes são ok.

    Mas eu só peço calma, gente. Peço um pouco menos de ódio. Eu gosto muito do site e do podcast e não quero ter que largar porque não aguento mais ouvir tanto ódio injustificado. Se vocês quiserem ver coisa boa, é só procurar que tem. E muita.

    Peço perdão de novo pelo tom arrogante do outro comentário e abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só uma coisa meu caro, sobre Cougar Town: à época em que ela foi salva ainda não tinha sido "syndicalizada".

      "É só que as vezes tem tanto ódio sendo proferido pelos participantes que meio que contamina quem tá escutando, sei lá. Ódio esse nem de longe justificável, a situação da TV atual não é tão ruim quanto falam. Todo gênero tem coisa boa no ar. Comédia tem Veep, drama tem tantas, ação tem Banshee, Strike Back. Tem muita, MUITA coisa boa passando. Nunca existiu época melhor pra se gostar de seriados."

      Isso é verdade. Já pensei em largar o SA por causa do - que eu considero - mimimi dos participantes. Mas gosto tanto desse povo que não consegui xD

      Excluir
  4. SERIADORES NEWS:
    Gente para tudooo, descobri que o Alemão gato de Sense8 já fez um fílme gay alá Brokeback Mountain e o filme é simplesmente uma delícia de assistir. O filme se chama Free Fall (Freier Fall) e é de 2013. Ele é um policial em treinamento que se apaixona por um colega lá (muito gostoso por sinal) que até então era hétero, casado e com a mulher esperando filho... ai já viu, o babado é certo. Recomendo! tem torrente no kickass.to e legenda no legendas.tv

    ResponderExcluir
  5. Eu jurava que Camis iria adorar, abraçar "Grace & Frankie" como se não houvesse amanhã. ahuahuahau

    ResponderExcluir
  6. E quanto aos comentários falando mal das séries...gente, as coisas tão muito ruins mesmo. É tipo Pll, que sempre foi ruim, mas eles falavam na zuera e se divertiam por isso. Eu, que nunca acompanhei a série, ria fodamente só dos comentários da galera daqui sobre a série.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  8. Voces precisam fazer um podcast de Pitch Perfect depois que sair o proximo filme! Naqule riff off do primeiro filme tem categorias chamadas "songs ruined by glee" "white michael jackson" "black michael jackson", algo desse nivel merece um podcast!



    ResponderExcluir
  9. Sense 8 foi uma experiência muito especial, me encontrei na série. E os 8 protagonistas me conquistaram, até mesmo Kala, que pode parecer ter a história mais boba, mas no meio que ela vive não é tão simples fugir desse casamento, ela é muito fofa e eu amei a interação dela com Wolfgang....e lá em casa hein Wolfie?! As melhores cenas de ação foram com ele. Will foi uma surpresa, muitas vezes o mocinho cansa, mas o ator é muito bom, e como ele lembra o Cory Monteith, só que lindo e talentoso neh? Capheus foi o meu preferido, toda vez que aparecia ele eu já ficava toda tensa, o personagem é muito querido, e mesmo com todas as dificuldades ele nunca se fez de vítima, a mãe dele é maravilhosa e a alegria dele em ajudar os outros sensates era contagiante...tocia que nem louca por ele. Sun maravilhinda, Nomi hacker fuderosa e Lito né gente, o que falar desse homem maravilhoso, eu adorei todo o arco mexicano, como disse o Léo aproveitei cada minuto kkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Depois dos comentários, já estou preparando o coração para Sense8, verei para acompanhar o podcast exclusivo que ela ganhará, espero gostar!
    Mas vamos ao que importa: vocês não responderam a pergunta da Sol! Quando será o próximo Karaocast?
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  11. Não entendir a piada do storytelling, até fui no google, mas ainda to boiando. Também não entendo game of thrones, existem 6 livros dessa bagaça e consulta com o autor das crônicas de geladinho e chamusca, dá pra perceber o que é bom e o que não é, o que serve pra TV e o que não serve, e mesmo assim os caras trazem enredos bosta, desenvolvimento fajuto e cenas dignas de filme da Xuxa anos 2000. Quando o jão das neves morreu eu tava assim: “AHHHHHHHH NÃO, não ficaram cinco temporadas com este cara de cu andando na neve, não “knowing nothing”, com plots ‘cadê mamãe? Ei coisinha, ninguém sai, meu irmão está desmaiado/morto, sou virgem’ pra morrer aqui!”. É melhor que esse desgramento desse bastardo ressuscite, e com ele, a função pra história da série. Isso também vale pra rainha da sucata lá, pro bran e pra arya, que gosto, mas não dá pra ficar tirando o rosto alheio com CGI de novela da record.

    Sobre o estupro, concordo com vocês que, pelo caminho, foi algo coerente. Mas no final só serviu pra acordar pra vida o irmão da lilly allen. Já sabíamos que o ramsay é um fdp, a sansa já sofreu pra caramba, e a série indicava uma retoma dela pelo controle de sua vida, só que acabou indo de novo pro papel de vítima. Ela foi usada pra desenvolver a história do theon, personagem masculino. E usar o estupro pra isso, além de ser clichezento, e um atestado de escrita ruim, é misógino. Sei que game of thrones é baseado na idade média, mas antes de tudo, é uma dramaturgia. Repetição na história é cansativo, e no caso de repetições desse artifício tão usado em várias mídias, é desrespeitoso. Daenerys, Meereen, Cersei, filhas do craster, Sansa foram estupradas, e tiveram várias outros quase estupros. Eu não quero ficar apreensivo por isso cada vez que uma personagem feminina entra em cena. A caminhada da cersei serviu, acredito eu, pra aumentar a empatia do público pela personagem, fragilizá-la, trazer consequências significativas pra mesma e pra trama, e abrir novas possibilidades de enredo (e olha só, ela não precisou ser estuprada!). No final, casar a sansa com o ramsay foi ruim e ponto. Foda-se que no livro o ramsay casou e estuprou outra personagem. O livro não é parâmetro de coisa boa. Não to querendo que a série se torne puritana, só to pedindo bom senso pra quem a escreve e a assiste. A quantidade de pessoas que não sabem o que é um estupro me assustou.

    Por fim, a sequência dos white walkers foi bem legal, meu nível de foda-se tão alto que to até torcendo pra eles, seres de luz, são quase ursinhos carinhosos. Gostei também do foco na cersei. As pessoas esquecem que a vida dela também foi cagada. A mãe, provavelmente o único ser valoroso e “de bem” com quem a cersei teve contato, morreu cedo, o pai era um fdp, teve que se casar com um fdp, que a estuprou nas noites de núpcias, e conviver com ele por um bom tempo. A menina queimada também foi bom no aspecto da trama. Souberam trazer impacto sem ter mostrar a carbonização da garota, fiquei emocionado. Ponto positivo. Agora, sério que mataram o oberyn por aquele plot das pessoas da areia? Mais valia trazer Ruth, Raquel e tonho da lua, pqp. Acho engraçando pessoas reclamarem da atuação de coadjuvantes/figurantes na série, já que desde o começo temos as atuações primorosas, tipo a do you know nothing jon snow e da rainha “fodaaaaaa, agora que ela toma o trono de ferro”.

    ResponderExcluir
  12. Sense 8 é isso que o leo falou, é sobre empatia, compreender o outro. É Sobre como pessoas tão diferentes podem compartilhar sentimentos, barras de vida, experiências e se ajudar. A série trabalha bastante com clichês, e faz isso bem, não me incomodou na maioria do tempo. Você se apega com os personagens (só não gostei muito da islandesa, mesmo com a história triste dela), e quer ver mais interação entre eles. Não achei os três primeiros episódios maçantes, foram ok. E tem uma guinada no final do terceiro episódio. O estado em que você assiste/lê alguma coisa afeta sua experiência, talvez isso influenciou nas primeiras impressões da série.
    Tragam a Alê e a Sol de volta, sinto falta da narração de POI com voz de tico e teco.

    ResponderExcluir
  13. Olá gentuxa!!!

    Eu me sinto pare desse mundinho que vocês fazem por que primeiro, não tenho tempo pra assistir tudo nessa vida, pode ter 465132984651329874651328946513287946513298746513298746513298746513289465132 séries boas, mas não tenho tempo...e outra, não sou obrigado a falar bem de uma coisa que eu não gosto, do mesmo jeito que as pessoas não são obrigadas a falar bem das coisas que eu gosto...e acho engraçado como as pessoas se ofendem por falarmos mal das séries que elas gostam, gente, TÁ LIBERADO GOSTAR DO QUE QUISER, ninguém aqui te obriga a parar de assistir as coisas, tenho opiniões diferentes do camis e da leo como The McCarthys, gostei da série SIM!!!! era ruim? ERA!!! mas eu gostava da série, assisti até o final!!!

    Um beijos pra vo6 seus lindus!!!

    Até maiXXXXX!

    #VoltaEriKa #CamisVSErika #fight #ufc

    ResponderExcluir
  14. Podcast crocantíssimo, um dos melhores desse ano que vocês fizeram (foram poucos mesmo). Não sei que coincidência eu ter assistido SETE séries. Let's talk.


    GoT- nunca consegui passar do ep 5.
    Humans - é legal, n é alucinante, mas a história corre (anda) num ritmo legal.
    Mr. Robot - também n é alucinante, mas o personagem principal é muito bom e a história também é bem envolvente.
    Dark Matter - Camis fez o melhor resumo da série que alguém poderia fazer
    Hannibal - série linda mesmo sendo agressiva. Mesmo o começo dessa temporada sendo mais visual, é sempre bom e Bryan Fuller sempre entrega.
    MasterChef Br é uma delícia. Muita diversão. N assisto os outros então não posso falar nada, mas sinto que o nível tá melhorando. As vezes da raiva deles nunca conseguirem fazerem coisa boa, mas a gente ganha momentos maravilhosos de broncas épicas.
    Supergirl - assisti duas vezes de tão bom e tão divertido que foi.
    Sense8 - Não sei o que dizer, só sentir muitas emoções. Vocês falaram tudo e muito mais que havia a ser falado sobre.


    Por ora é só, se eu lembrar de mais coisa venho aqui e edito.
    Beijos na cara de vocês.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe