S.A. Cast 9x16: Fontes Atrevidas de Nashville fazem Pose no Meio dos 100

quarta-feira, agosto 22, 2018


Depois de meia década sendo negligenciada no programa, eis que The 100 faz o seu retorno triunfal com um recap caprichadíssimo de todas as temporadas, desde as primeiras críticas ao início problemático dessa trama, com anacondas, veados de duas cabeças e borboletas radioativas, aos elogios rasgados à twist que envolve a origem mestre Miyagi, dois sóis e a adoção forçada de um filho por Clarke e Bellamy.

Como nem só de Octavia saindo da dieta vegana e sobreviventes num futuro apocaliptico se faz um programa, continuamos nossa missão de divulgar e enaltecer Sutton Brady, Tiny Jane e Kat, as fontinhas mais empoderadas da ABC Family / Freeform; celebramos com carinho o desfecho da família Heck; damos muito close com Blanca e sua família; e comemoramos a liberdade de Juliette depois do trabalho escravo num culto na Colômbia.

Séries comentadas: The Bold Type, The Middle, Nashville, Pose e The 100.


Trilha Sonora
Jason Mraz - Better With You
Kelly Clarkson - Whole Lotta Woman
Cimorelli - The Middle
Taana Gardner - Heartbeat
Hayden Panettiere - Don’t Put Dirt On My Grave Just Yet
Nashville Cast - A Life That’s Good | Free
The 100 - Main Title Theme (Niklaux Epic Cover)
Meghan Trainor - Treat Myself

Talvez Você Curta

21 comentários

  1. Que delícia de podcast!
    Final de The Middle foi tudo que eu esperava, e lógico que vou assistir esse spin off de Sue!
    Pose mexeu com as minhas emoções, muito feliz que vai ter mais uma temporada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bonitinha mesmo a finale, tomara que o spinoff de Sue seja bem-sucedido em driblar essa questão de a gente já "saber o final" dela. Pra mim seria mais interessante já partir dela casada e tentar fazer algo mais adulto, mas vamos dar uma chance.

      Excluir
  2. Aquela pessoa que não assistiu nenhuma dessas séries mas mesmo assim ouviu e amou o podcast <3
    Até que the 100 ainda assisti até a terceira temporada, o motivo de me afastar dela foi o fato de muita inconsistência e falta de desenvolvimento dos personagens tirando Clarke que não é bipolar e evolue, os personagens são muito 8 ou 80 um eps são uns amores contra a violência e no outro estão matando a sangue frio, um exemplo bom foi essa grávida que vcs comentaram, já vi que a série não mudou tanto infelizmente.
    Um abço pra vcs seus lindos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 <3 <3 amo quando aproveitam o podcast mesmo sem ver!
      Realmente essas mudanças bruscas nos personagens são bem constantes na série. Dá pra ver evolução em alguns pontos, mas no geral é meio apressado pra servir à história. Mesmo assim aproveito bastante as narrativas que eles pensam, mas entendo a frustração.
      Obrigadíssimo pelo comment!

      Excluir
  3. Adorei o cast de varias séries que eu nunca vi, a unica é The 100 que eu dropei na 3ª temporada que eu vivo dizendo que eu vou voltar a ver mas nunca volto, deu até vontade.
    Ri muito com o flashback do piloto de The 100.
    Acho que The Bold Type vai pro torrent.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltaaaaaa pra The 100 e vê as Fontinhas que é amor demais!

      Excluir
    2. Colocas as fontinha pra baixar siiiiiiiiiiimmmm

      Excluir
  4. Xóxa os fãs de Supercorp, mas shipa Bellarke (Platônico forever) hahahahahahaha, vcs comentando The 100 é hilário, quero mais recap ano que vem. #10SeasonsAndAMovie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que Bellarke existe e Supercorp só na cabeça das fanfiqueira não né meu anjo?

      Excluir
    2. Existe na cabeça dos fãs né? Porque até o showrunner mesmo já falou que é platônico, bjos.

      Excluir
    3. Quero muito 10 seasons and a movie de Cenzão pra gente fazer esse bem-bolado maravilhoso das loucuras de Oc e seus Wonkru!
      Não vejo problema numa coisa que é platônica agora se tornar outra coisa depois, e showrunner, especialmente na CW, não é eterno, então pode vir alguém que junte nosso ship QQQQ #IWantToBelieve

      A gente zoa o povo Karalena porque, no geral, é uma obsessão louca de não aceitar nenhum outro par e acreditar com todas as forças que vai acontecer mesmo, se fosse uma brincadeirinha saudável tipo acontecia com Stiles e Derek em Teen Wolf, Regina e Emma em Once era outra coisa... Se Bellarke não acontecer a gente não vai morrer e odiar a série pra sempre, mas alguns fãs de Supercorp vão :O

      Bejux e brigado pelo comentário!

      Excluir
  5. FONTINHAAAAAASSS! *o*
    eu fico muito feliz de saber que a minha série conforto é reconhecida pelas pessoas tudo! <3
    a season finale foi uma romcom deliciosa e gritei mesmo na cena de sutton e richard em paris! só que vocês não sentiram q foi um episódio meio... morno demais? eu sei que a proposta da série nem é chocar, deixar a gente arrancando os cabelos, mas pra um último episódio eu esperava um pouquinho mais de tensão nas últimas cenas. MAS FOI ÓTIMO ANYWAY!

    the middle não vejo, mas own, fofa.

    the 100 foi uma montanha-russa pra mim. comecei a temporada amando, odiei horrores, cogitei abandonar, mas os episódios finais me conquistaram novamente. quero muito ver essa galerinha aprontando todas com os aliens da terra 2.
    gritei com o flashback da primeira temporada #bringbackmypiranhaconda

    beijo, seus lindu! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Família Fontinhas unidas! Então, eu acho que aceitei a série com esse esquema vida dos millenials, barras profissionais e tudo mais, então estranharia se tivesse um choque velho no último minuto. Pela temporada ser curtinha, penso que também fica aquela impressão que não acabou de verdade.

      Tive o mesmo sentimento com The 100, não a ponto de cogitar abandonar porque amo demais, mas o meio foi bem enrolado e aí com o twist, perdoei qualquer barriga (na trama, não da general Gyoza).

      Tive que me segurar pra não colocar tudo o que falamos da primeira temporada, hahahaha, era muita crocância, já perceptível que a série era maravilhosa mesmo enquanto série muito ruim.

      :*

      Excluir
  6. Gentes que podcast gostoso, pena que tô cansada de The Bold Type, não suporto mais Jane e Kat, só Sutton que foi rainha da temporada. Pose só vi o piloto,mas amei de mais tá na fila para assistir depois de Humans e The Americans. Nashville comecei a ver essa temporada, mas Juliet na Universal não deu pra mim, bom saber que foi tudo uma bosta mesmo e me poupei dessa barra. The 100 maravilhosa se recuperou da temporada passada que foi um cu e sambou na cara de todo mundo com um salto temporal de 125 anos, amo. Clarke vai arrumar um alien azul para chamar de seu gente, Bellarke não existe.

    Amo todos, mas principalmente o Leo, bjo na bunda. #VoltaSolange

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas fontinhas que não a rainha Sutton dão uma canseira na gente de vez em quando mesmo, mas ainda amo todas e a preguiça maior fica com a Kat mesmo, porque os plots não andam.
      Fiquei com vontade de ver Nashville só pelo plot de Juliette na universal, porque destoa tanto da personagem que vi na primeira temporada que preciso entender como forçaram pra chegar nesse ponto.
      Aguardando Clarke encontrar ume alien pra chamar de sue!

      :*

      Excluir
  7. Oi, fadinhas do Brasil.

    Sempre amei The 100 e acho todas as temporadas boas sim #pas The 100 pisa em muita série que quer ser grande coisa e não consegue nada. The 100 fazendo guerra de três lados desde a segunda temporada, vc quer TWD?

    Botei o torrent de Fontinhas pra ver pelo menos o piloto aqui.

    Beijxs

    ResponderExcluir
  8. É aqui a The 100 tour? Amei o episódio seus lindos, para ficar melhor só se tivesse um cubo de goiabada humana para acompanhar, hugs minimalistas para todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Família The 100 sempre com os melhores gostos culinários, cubo de goiabada humanada pra todos!

      Excluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe