S.A.Maratonas 38 - A Maldição da Residência Hill (Parte 2)

sábado, dezembro 01, 2018


Enfrentamos de frente duas tempestades para trazer a vocês essa segunda parte sobre A Maldição da Residência Hill, encerrando o ciclo, mas sem nunca se livrar totalmente da mansão. Vem com a gente resgatar os Crain, ou pelo menos parte deles, antes que as portas se fechem.

Faça o download clicando AQUI ou escute diretamente no player



Quer ajudar o S.A. a produzir cada vez mais e melhor? Seja nosso Padrim!

Assine: iTunes | Android | Spotify

Redes Sociais: Twitter | Página no Facebook | Grupo Facebook | Grupo Telegram

Talvez Você Curta

23 comentários

  1. VNTC!!! esses toc toc voltaram pra me atormentar!!

    ResponderExcluir
  2. Voltando pra ouvir mais um podcast de terror maravilhoso!

    Entendi vários nadas de algumas partes por que não vi a série, mas é tão bom que vou reouvir pra pegar tudo <3

    e toc toc toc nas poc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 👻 um valeu fantasmagórico pelo comentário

      Excluir
    2. Hahahahahaha, entender vários nadas é parte da experiência de nos ouvir até pra quem viu a série.

      Excluir
  3. aaaaaaaaaaaaaaaaaaa to no oitavo e amando , concordo plenamente com o que a erika falou , melhor serie formato netflix e o sexto episodio o melhor pra mim . esses toc toc do cast me deu nervoso

    ResponderExcluir
  4. Valeu demais a experiência, acabou sendo uma das melhores coisas que vi esse ano.
    Pra quem não viu por medo: o terror não é o foco. Inclusive quem for assistir esperando só susto, gore e gritaria vai se decepcionar bastante. A série é muito mais um suspense psicológico.

    Me surpreendi com a opinião de algumas pessoas de que o final da série é "feliz". Tô procurando até agora onde. As pessoas que ficaram presas na casa estão fadadas a uma existência miserável enquanto aquela casa existir. Como a Érika bem observou, a Olivia até o final está de vermelho. Não existe volta para almas que a casa engoliu.

    No fim das contas, acho que o grande tema da série é o luto e as consequências do modo como você lida com ele. OS Dudley são um exemplo do quão triste é não aceitar a partida de alguém. Não tem final feliz.

    Enfim, agradeço muitíssimo, se não fosse por vocês teria passado batido. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu mesmo,Luiza.
      E sim, o povo que fala de final covarde e bonzinho não entendeu. Quem fica menosprezando pq não assusta nao entendeu tbm.
      A série é sobre as pessoas e como somos todos frutos do nosso eu, do que vivemos, vemos, experiência, por isso cada um dos 5 irmãos é completamente diferente. E podemos achar algum personagem ali com quem nos identificar em algum ponto ou em outro da trajetoria de uma vida.
      Obrigada pelo comentário. Que venham mais produções de qualidade, como essa, na Netflix. CHEGA de filme indonésio ruim e pessimo, mal atuado, tosco. #revoltada hahahahha

      Excluir
    2. Nhaaaaa, a gente é que agradece muito, melhor comentarista e entendedora da série.

      Excluir
  5. Depois de ouvir a primeira parte fui reassistir a série e percebi vários detalhes e coisas que tinha deixado passar batido. Não foi cansativo e só melhorou minha experiência com a série e agora estou aconselhando o povo todo a reassistir. Culpo vocês não só por ter me dado vontade de ver a série de novo como de rir em alguns momentos pois lembrava dos comentários "Sai daqui vagabundinha" e de Erika defendendo Theo só por que ela é sapatão.

    Devo dizer que já estou ansiosa para o SA Maratonas da terceira e última temporada de Desventuras em série. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me respeitaaaa, não defendi Theo ppr ser Sapatão, isso só é mais uma qualidade da personagem rs. Eu realmente acho a personagem incrível e a atriz, de Sons of Anarchy, atuou muito bem. E adoro a mini Theo (que foi mini I Tonya, no filme de Margot Robbie, princesinha do pop).
      Valeu o comentário.

      Obs: Revi 3x

      Excluir
    2. Que hinooooo reassistir a série com nosso "sai daqui vagabundinha em mente", hahaha.
      Também tô me coçando pra ver e gravar sobre a última temporada de Desventuras, espero que mudem o final dos livros e fechem lindamente a história.

      Excluir
  6. Fiquei com vontade de rever a série agora, sempre muito bom ouvi-los comentando as séries. Acho que preferiria que eles tivessem ficado na casa no final, apesar de triste, acho que faria mais sentido depois de tudo que se passou, todos voltaram pra casa e agora não conseguiram fugir. Mas mesmo com o final "feliz" a série continua tendo uma qualidade excelente.
    Muito obrigado por continuarem gravando.

    Érika <3

    Beijos, F.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, sou daqueles sensíveis que ia ficar muito deprimido se todos ficassem na casa, acho que o final já foi triste o suficiente do jeito que fizeram, a parte de esperança dos que saíram foi mais um "a vida continua" do que qualquer coisa.
      Thanks pelo comentário :)

      Excluir
  7. Eu estava enrolando para ver essa série. Escutei a parte um e comecei a ver a série e fiz o boy ver junto. Ainda não vi tudo, mas estou bem empolgado para terminar de ver.
    Muito obrigado vocês pela indicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um cliente satisfeito, e nós mais ainda de converter dois de uma vez!

      Excluir
  8. Cast perfeito pra essa série maravilhosa , o 5 e o 6 são os melhores , é o sexto é uma obra prima!!!! O episódio da mãe tbm e um dos meus favoritos. Enfim muito obrigado pelo cast e a Erika me frz ver várias coisas que eu não tinha pensado antes. Agora é esperar que a série vire uma antologia e os prêmios merecidos pra série pela primeira temporada!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nath <3 grande visionária que enxergou a beleza dessa série assim que ela saiu. Tomara mesmo que venham histórias bem legais em antologia, creio que com outro nome porque não vai fazer muito sentido fazer outra coisa com a residência, né?

      Excluir
  9. Meus comentários estão sendo engolidos pelos almas da residência Hill :(

    Primeiro quero saber cadê o fantasma que só a Érika viu???
    Segundo, quero defender Steve. Dizem que ele sofreu menos que os outros. Mas negação é um negócio muito grave, que corrói internamente. Ele racionalizou tanto a experiência, buscando algum alívio na possibilidade de doença mental familiar, que se mutilou (sim, nesse contexto esterilização é mutilação). Em várias cenas vemos o quanto ele é emocional e psicologicamente podado e traumatizado. Acho até que rolaria mais histórias com ele.
    No fim, pra mim, a história é um drama familiar de "terror" construída sobre segredos e culpa e as consequências disso na vida adulta.
    Quero abraçar todo mundo (menos Shirley, pq né?).
    Bjs lindos!

    ResponderExcluir
  10. Tava indo tudo bem, até o esculacho em hereditário. Filme do ano!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe