S.A.Maratonas 41 - Desventuras em Série, 3ª Temporada

quarta-feira, fevereiro 20, 2019


Guardamos o pior para o final e, depois de tantas desventuras, é hora de dar adeus para os Baudelaire, conde Olaf e uma infinidade de outros terríveis personagens. O alerta, como sempre, é para não cair em tentação e ficar LONGE, já que nas palavras do próprio Lemony Snickett, você provavelmente se dedica a outra coisa na vida, então largue esse podcast imediatamente, para que O FIM não acabe com você.

Faça o download clicando AQUI ou escute diretamente no player



Quer ajudar o S.A. a produzir cada vez mais e melhor? Seja nosso Padrim!

Assine: iTunes | Android | Spotify

Redes Sociais: Twitter | Página no Facebook | Grupo Facebook | Grupo Telegram

Talvez Você Curta

14 comentários

  1. Aeeeee!!! Posso nem expressar o quanto tô feliz com S.A.M dessa serizinha que amo. Tive sentimentos contrários quanto ao final, em um primeiro momento odiei, reassistindo gostei um pouco, mas ainda to decidindo se gostei ou não. Teve alguns momentos na temporada que me emocionei, principalmente no episódio final, sim me emocionei com a morte de Conde Olaf. E outros que me surpreendi, como na cena que a safadinha da Violet fica com o irmão gêmeo do peguete da segunda temporada, a história do pai de Olaf, da irmã de Lemony. Ao todo gostei bastante da série, trouxe mais coisas boas do que ruins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me emocionei com a morte do Olaf, pura alegria, hehehehe. Realmente o balanço foi bem positivo! Obrigado pro sempre marcar presença aqui nos dando o feedback :D

      Excluir
  2. Ouvi, sem ver a série e foi bom anyway.
    Mais uma missão SAM concluída.

    ResponderExcluir
  3. Ouvi sem ver a série e foi bom anyway
    Mais uma missão SAM concluída. +1

    Esse humor meio gótico trevoso me agrada bastante. Mas a série soa meio creepy em alguns momentos

    ResponderExcluir
  4. vi só o primeiro episódio quando estreou e esqueci de ver o resto haha
    cheguei a ler os livros até o 8 ou 9 também

    vou dar outra chance porque sempre gostei da história, apesar de por algum motivo nunca ter conseguido finalizar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Esqueci de ver o resto" sempre um mau sinal, hahahaha, mas dê a chance sim, tem os momentos cansativos da série, mas o saldo final é muito bom.

      Excluir
  5. Mais um SAM de Desventuras e mais uma vez eu venho ouvir. Infelizmente, não gostei muito dessa última temporada. Tirando alguns pontos mais inspirados, achei alguns episódios bem chatos (em especial o do submarino lá). Foi uma despedida meio agridoce. Não foi péssimo, mas eu realmente esperava mais depois da segunda temporada, que foi muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, eu só não gostei daquele episódio das vendas mesmo, os outros achei que deixaram a série muito mais ágil. Mas realmente a segunda temporada tem muitos momentos icônicos!

      Excluir
  6. Não terminei a série, fiquei presa em algum ponto da segunda temporada, mas ouvi o final dela narrado por vocês lá e essa agora e acho que foi muito melhor ;) daqui a um tempo quando não estiver enrolada com mil coisas eu volto pra ver tudo porque a paixão de vcs falando da série dá vontade, mas por enquanto tô feliz com os podcasts maravilhosos! Bjinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, volta sim, vale a pena mesmo já tendo ouvido a gente falar tudo!

      Excluir
  7. Conclusão mais do que satisfatória pra série. Lembro que no final da primeira temporada fui correndo atrás dos livros pra ter respostas e me decepcionei. Praticamente nada é respondido nos livros. E isso foi um ponto positivo para a série.
    Sobre o sugar bowl (desculpa, não consigo falar açucareiro) conter açúcar pra cura do fungo, sendo que a cura já tinha na maçã, no wasabi e em tudo quanto é canto aparentemente, li numa entrevista com os criadores que isso foi uma ~~crítica social foda~~ que eles quiseram passar sobre a falta de sentido do mundo adulto, onde as pessoas às vezes ficam se digladiando e criando conflitos quando tudo poderia ser resolvido com diálogo (ou algo assim, não lembro das palavras exatas da entrevista). Na verdade talvez essa seja a mensagem da série rodam por isso os adultos são sempre uns tapados e as crianças que tem que resolver tudo.
    A série toda sempre teve um design tendendo pro exagero, mas que sempre ficava bonito em tela. Vocês também tiveram um estranhamento no último episódio com os cenários da praia? Pra mim soou tão pobre e mal feito. Parecia que eu tava vendo um episódio de lazy Town. A única explicação que me vem à cabeça é corte no orçamento (o que justificaria também o fato do último livro não ter sido feito em dois episódios).
    Detalhes a parte, a série como um todo foi uma experiência bastante gratificante. É o tipo de série que acaba e dá vontade de rever (o que com certeza farei em um futuro não tão distante).
    Parabéns pelo cast. Vocês são ótimos. As situações da série já são deliciosamente absurdas, mas com vocês comentando tudo fica melhor ainda. Um beijo, seus lindo. E que venham mais séries boas pra render vários samsinhos crocantes pros nossos ouvidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na chon com a crítica social foda que me parece só uma desculpa mesmo pra não ter uma resposta mais satisfatório para o açúcareiro / sugar bowl, hahaha.
      Sobre a questão dos cenários da praia, eu li algumas críticas que apontavam justamente para o fato de que pareceria fake por conta do conceito de utopia, paraíso falso que é a própria ilha. Se a produção realmente pensou nisso, não dá pra afirmar com certeza, mas pra mim funciona enxergar assim. Acho improvável ter acabado o dinheiro ali, porque o planejamento da série foi bem de longo prazo. E acho a história do último livro tão detestável que pra mim a melhor coisa foi terem condensado em um episódio só, não sei se aguentaria dois, hehehe.

      Obrigado pelo comentário e pode ter certeza de que ainda virão muitos SAMs maravilhosos!

      Excluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe