S.A.D. 142 | Solteirismo e Mulheres WD40 Cavalgando em Vermes

15.9.21

 
Estamos vivendo um dia de cadáver para enfrentar os “ismos” que se apresentam com cada vez mais força, oprimindo solteiros, casados, amantes e todo tipo de minoria jamais imaginada. Para não deixar ninguém no seco, caprichamos no spray desengripante para deixar os mosquitos sem ranger, voando livremente com o mínimo de barulho possível.



Siga o SAD como um verdadeiro stalker: iTunes | Android | Spotify | Grupo no Telegram

Quer ajudar a manter o SAD no ar? Veja como ser nosso padrinho pelo PicPay ou no Padrim.

Envie SUAS HISTÓRIAS anonimamente pelo formulário para fazer parte dos próximos programas.
 
 
Nessa sessão:
 
“Solteira Sim, Oprimida Nunca?”
Após uma reportagem que abriu sua mente para o fato de que tem uma letra para chamar de sua, Carlita Carlete de Carlota percebeu o quanto a sociedade e o chefe abusivo direcionam seu preconceito a ela pelo simples fato de não ter um relacionamento.

SADúvida: “Tinha um caso, descobri que ele era casado e terminei, mas continuamos falando no horário do trabalho e de segunda a  sexta, continuo sendo tratada como amante?”
 
“Torneira Quebrada”
Com um namorado que chamou para morar junto no início da pandemia e que não curte o início do período fértil dela em que está pingando, a Consultora da Avon teve que se contentar com um polvo para não ter que dar aula de biologia ao rapaz toda vez.
 
Foto de capa por Justin Owens no Unsplash

Talvez Você Curta

7 comentários

  1. Senhoras e Senhores, boa noite.

    A respeito do primeiro caso, para longe da chacota de criar um ~ismo~ para a situação, gostaria de acrescentar um relato específico.

    Existe, sim, uma diferenciação bem acentuada na questão do solteiro no ambiente religioso.
    Sou um homem cristão e é um absurdo, velado ou não, que eu seja solteiro até hoje aos 33 anos.
    Eu sei, e respondo assim a quem se incomoda, que não é da conta de ninguém o fato de eu ser inapto a ter um relacionamento amoroso que resulte nesse acordo jurídico entre partes que é um casamento.
    Por causa desse tipo de comentário (velado ou não, direto ou não) eu deixei de participar de muitas coisas da comunidade que eu poderia pois, no inconsciente coletivo, eu deveria participar para encontrar alguém, e não pelo exercício da fé ou sentido de vocação.

    Estou deixando de participar de coisas que eu considero espiritualmente edificantes por esse motivo. Samuel, se for em algo direcionado aos jovens da igreja, deve (ou deveria) estar procurando casamento.

    Incrustado nisso há uma cruzada pessoal minha contra a esperança, mas acho que isso seria uma barra que eu poderia mandar ao programa.

    Isto posto, volto para ouvir os próximos casos.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  2. A moça usa a solterismo dela exatamente como eu uso o fato de ser gordo como desculpa pras coisas kkkk

    ResponderExcluir
  3. Desculpe... Tem horas que eu "se passo" hahahaha

    ResponderExcluir
  4. Solterismo vai ser a minha nova desculpa pra fazer drama 😂

    ResponderExcluir
  5. Geeeenteeee comentando aqui só para dizer que esse episódio me deixou com convulsão mental. Ri d os casos mas depois fiquei com culpa de ter rido. E no final não entendi nada. Um beijo para todes e obrigado por existir esse podcast que é o alívio do divã e dos dias difíceis que estou vivendo <3

    ResponderExcluir
  6. Gnt sendo o solteiro um grupo excluído socialmente, teria q existir o Bolsa Solteiro? Ou talvez o Meu solteiro, Minha vida? Será q é por isso q o Thiago tá sendo tão hostilizado ultimamente? Erika carregou esse episódio nas costas, só pra vcs saberem. Taylor eterno estagiário voltou!!!!!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe