S.A.D. 158 | Cheio de Empatia e Sem Nenhum Deboche

8.7.22


O SAD continua sendo de graça, mas se fosse pago, custaria três de vinte! Numa edição com várias brincadeiras bobas e gostosas (tipo abraçar, beijar no rosto e passar a mão no cabelo), os doutores guardam dinheiro para outrem, na expectativa de uma viagem e de um happy hour com a colega de trabalho simpática.



 
Nessa sessão:

“Demora a Vizualizar”
Num relacionamento aberto há 3 anos, o Touro Trouxa tem sofrido ciclos de ghosting emocional sempre que seu namorado junto os amigos para usar substâncias recreativas.
 
“Na Madrugada Boladona”
Após uma direct de madrugada, nosso intercambista na Alemanha se aproximou de Dustin, rapaz ‘hétero’ que até a mãe jura de pés juntos que beija meninos, e não sabe como lhe dar.
 
“É legal ou tá me dando mole?”
Com afliceta na colega simpática que a chama de bonita, Sarah quer entender se criou tudo em sua cabeça ou pode ter esperanças.
 
Bate-Volta
Indecisa, do caso “Oportunifade” (SAD 152)
 
Foto de capa por Bru-nO no Pixabay

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Gnt o Luciano não chegou gostoso dessa vez pq? O q houve? Raio hetero-normatizador? O Edu tava sarcástico e amargo igual a Erika. Amei. Chocado com o golpe do 3 d 20 q o Thiago caiu. Quando ele começou a contar achei q teria algum trocadilho com 4:20, mas foi pior do q isso. Quem é d SP sabe q antigamente na 25 d Março rolava uma demonstração dos vendedores em plena calçada. Eles passavam um massageador nas nossas costas e alguns iam com o negócio até o nosso rego. Em público mesmo. Oi? Leo vc já pensou em chamar a Jamile Godoy do Papelpop pra participar? Seria um surto incrível.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe