Battlestar Galactica 4x17: Someone to Watch Over Me

domingo, julho 04, 2010

Há meses escuto falar de uma fabulosa cena de banheiro em Battlestar Galactica, pra lá de cheirosa e finalmente cheguei ao sublime momento de entender o que isso significa.

Muito mais do que saber quem era o 5º cylon, eu queria mesmo era chegar à famigerada cena cheirosa. Tomada de total desespero por talvez ter deixado passar algo tão precioso, percebi, em pouco tempo, que estava diante de uma grande preciosidade e não me decepcionei. Ao longo desses meses em que venho fazendo essa maratona, me dediquei a prestar atenção a cada cena de pia e reservado, a cada descarga e não me decepcionei com os incríveis diálogos que se podem tramar no toilete.

O que eu não esperava, era algo desse nível. Depois de ver de tudo, acho que a última coisa em que pensei foi que teríamos Helo dizendo linhas tão sensuais e cheias de erotismo velado. Se é cheirosa, será que o gosto é bom? Só ele pode responder.

Aliás, à parte disso, não tem como se desapontar com esse episódio, que é um dos melhores e mais bem arquitetados.Além da tramóia de Boomer, que usa Tyrol e antes de roubar Hera e levá-la para Cavil, soca Athena no banheiro e pega o marido da colega na maior cara de pau,tivemos os momentos bizarros de Starbuck ao piano.

A grande questão da série agora é quem e o quê diabos é Starbuck, já que ela não me parece humana e muito menos cylon.

Por tudo isso, a sensação de nervoso e inquietação toma conta de mim nessa reta final, quando todas as situações vão chegando a seu limite, criando um clima de imensa expectativa por um desfecho que, espero honestamente, não vá me decepcionar.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe