United States of Tara 3x04: Wheels

20.4.11




Estamos nos movendo..

Como já havia dito anteriormente, toda temporada de Tara começa lenta, nos apresentando a realidade na qual os personagens estão no momento, e depois vai ficando cada vez mais agitada, e a parte lenta, pelo que percebi, acabou neste episódio. Os personagens estão cada vez mais sendo aprofundados, duvidas sobre se Max realmente abandonaria a família, Kate encontrando, pela quinta ou sexta vez, uma direção na vida, Marshall tendo experiências sexuais e Charmaine e Neil sendo pais, porém, nada disso se compara a belíssima cena onde diz ser louca.

É incrível ver o trabalho de Toni Collette mostrando Tara voltando a realidade, completamente descabelada e cheia de tinta, totalmente derrotada e depressiva, mostrando o quão longe a própria Tara foi. Agora parece que a Terceira temporada realmente começou, e estou ansioso para ver como o Dr. Hatteras vai se comportar com Tara e todas as suas personalidades. Impossível não falar da cena onde a mesma se declara rainha do “United States of Tara”, divertida e completamente surreal, Tara e todos os alters em novo acordo.

Quanto a Max, realmente estou gostando desse foco, é óbvio que ele não vai abandonar a família, e se abandonar, rapidamente deve voltar na próxima temporada, mas se ele fizesse isso, realmente teria como culpá-lo? Já Marshall e Kate me parecem bem aleatórios, quer dizer, eles são jovens e estão com dificuldades mas realmente não entendi o propósito de Marshall fazer um threesome somente por fazer, espero que tragam mais foco para esse assunto, já que foi feito entre Marshall, Lionel e um amigo que não me lembro o nome, e como sabemos o terceiro sempre deve ser um desconhecido. Já Kate, como havia dito anteriormente decidiu se tornar aeromoça, provavelmente a trama vai acabar antes do final da temporada, mas gostaria de vê-la em uma vibe meio View From the Top (Voando Alto no Brasil) e também gostei daquele Ray, espero que o vejamos novamente, senti ele tão random quanto Kate..

Já Charmaine realmente de deixou irritado, toda família tem seus problemas, e ela com medo dos alters fazerem algo com sua filha foi bem ridículo, podiam pegar ela e o chato do Neil e colocarem em um avião para o Japão, mas enquanto isso não acontece, vamos vendo o desenrolar disso, até gosto de Charmaine, mas ela sempre tem atitudes infantis, e se ela tivesse somente medo ou raiva da T. seria até compreensível, porém, Buck e Alice já a ajudaram em diversas situações, então definitivamente não entendo o porque eles não a ajudariam novamente..

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Jogo rápido: Vim só confirmar que todo mundo odeia a Charmaine. Todo mundo menos eu. Aliás, vamos lá: ela me irritava até o episódio 3x03 (principalmente com aquilo de usar o Neil mas fingir que eles não era um casal. Pois bem: Quando ela ganha minha simpatia ao ser atropelada e ter o parto antecipado, de repente, todo mundo acha ela uma bitch insensível com a irmã. Velho, não é assim. São trinta e tantos anos lidando com algo que ela não reconhece como doença - e como comentei no seriemaniacos, nem a medicina entrou num acordo sobre o assunto. Trinta e tantos anos sendo deixada de lado pra que tratassem a irmã doente, e nem era algo físico, imagina o que é passar a vida toda em segundo plano por causa disso. E, dentro dos limites dela, ela aceitou e tocou a vida. Só que a Tara não toma os remédios porque não quer. É uma decisão dela - ok, talvez os efeitos colaterais sejam mesmo dificeis de se lidar, mas é uma decisão dela e NINGUÉM tem que apoiar aquilo. É perigoso pra ela e pros outros, ela não tem controle sobre os alters e nunca se sabe se quem vai aparecer. Até o nascimento da filha, tudo bem - se algo acontecesse, como o proprio atropelamento, quem teria que enfrentar era a propria Charmaine. Mas com filho, tudo muda de figura, toda decisão tem um peso diferente, todas as prioridades se alteram. Quando todo mundo julga a Charmaine como a vaca mais insensível do mundo, eu finalmente a entendo como humana, e mais que isso, como uma mãe responsável.

    ResponderExcluir
  2. Jogo rápido: Vim só confirmar que todo mundo odeia a Charmaine. Todo mundo menos eu. Aliás, vamos lá: ela me irritava até o episódio 3x03 (principalmente com aquilo de usar o Neil mas fingir que eles não era um casal. Pois bem: Quando ela ganha minha simpatia ao ser atropelada e ter o parto antecipado, de repente, todo mundo acha ela uma bitch insensível com a irmã. Velho, não é assim. São trinta e tantos anos lidando com algo que ela não reconhece como doença - e como comentei no seriemaniacos, nem a medicina entrou num acordo sobre o assunto. Trinta e tantos anos sendo deixada de lado pra que tratassem a irmã doente, e nem era algo físico, imagina o que é passar a vida toda em segundo plano por causa disso. E, dentro dos limites dela, ela aceitou e tocou a vida. Só que a Tara não toma os remédios porque não quer. É uma decisão dela - ok, talvez os efeitos colaterais sejam mesmo dificeis de se lidar, mas é uma decisão dela e NINGUÉM tem que apoiar aquilo. É perigoso pra ela e pros outros, ela não tem controle sobre os alters e nunca se sabe se quem vai aparecer. Até o nascimento da filha, tudo bem - se algo acontecesse, como o proprio atropelamento, quem teria que enfrentar era a propria Charmaine. Mas com filho, tudo muda de figura, toda decisão tem um peso diferente, todas as prioridades se alteram. Quando todo mundo julga a Charmaine como a vaca mais insensível do mundo, eu finalmente a entendo como humana, e mais que isso, como uma mãe responsável.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe