American Horror Story 1x03: Murder House

quinta-feira, outubro 20, 2011


"Sick is the new sane."

É com essa frase da divíssima Jill de Sream 4 que começo essa review, nos tempos de hoje essa frase faz muito sentido e American Horror Story em apostando nisto. A série é estranha, simples e puramente, temos fantasmas e psicopatas e uma casa com 500 corpos no jardim, faz sentido? Nenhum, mas obviamente isso não impede uma série de ser boa, afinal, Fringe já fez um episódio onde um homem vira uma maquina do tempo e rouba energia de outras pessoas, e ainda assim este episódio é um dos favoritos de grande parte da série. Enfim, o que estou tentando dizer é que a estranheza nos dias de hoje é o que chama a atenção, “A vida é curta demais para de misturar” já disse Paris Hilton e ela tinha toda a razão, admito que AHS não é um Carniválè, mas a série tem muitas coisas estranhas e que de certa forma a cada episódio vai me prendendo mais e mais. Mas é bom ficarem de olho, esquisitices podem ser boas, mas também podem deixar a série somente bizarra e nada mais do que isso.

Com este episódio provaram que menos é mais, afinal, não precisamos de monstro do porão, psicopatas burros, da filha depressiva e blasé ou até mesmo um cupcake megaevil todo episódio para botar medo, todo o episódio foi construído com a mesma base, a busca dos Harmon em se livrar da casa, mas é obvio que não seria tão fácil, não é? Além deles estarem quebrados financeiramente, todo o dinheiro que eles terem estar na casa deixa tudo mais crível para o fato deles não saírem de lá imediatamente, foi algo previsível? Sim. Mas foi de certa forma necessário.

Fui totalmente surpreendido com a cena inicial, no episódio anterior descobrimos que Moira foi morta por Constance, mas definitivamente não esperava que o motivo e ainda veríamos a cena logo na abertura do episódio anterior! Em 1983 Constance morava na casa e matou Moira após pegar seu marido com a mesma, mas respondendo uma pergunta, ganhamos outras, e começo a me perguntar se o esqueleto de Moira precisava ser salgado e queimado para que a mesma pudesse ficar em paz.

Como adivinhei, a trama da ex-amante grávida voltou, porém tudo foi bem mais diferente do que imaginava, ela estava bem mais creepy e stalker do que imaginava e no fim acabou morta por Larry, que sem duvidas foi a decepção do episódio, Denis O'Hare é um ótimo ator, porém Larry é simplesmente chato, não me interesso por sua história, suas loucuras e ele matar a ex-amante com “crazy eyes” não me causou nenhum impacto ou até mesmo tédio, senti absolutamente nada vendo seu personagem e nem sequer estranhei ou desconfiei de que ele possa ser um fantasma ou qualquer coisa do tipo, já que além de bem ninguém mais tem interação com ele, ou mesmo o olha estranho enquanto ele anda pelo parque.

Enquanto isso Vivien falava com o fantasma que provavelmente foi a primeira pessoa a morrer na casa. O estranho é notar que ambos os casais estão em situações parecidas com ou quase tendo um bebe, e com dificuldades financeiras. E no fim tivemos um bom episódio e vamos torcer para que continue assim, melhorando cada vez mais, e vamos esperar para os episódios de Halloween com participação especial do recém saído do armário de vidro, Zachary Quinto!

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. parabens pela review, nao fica só narrando o episodio como o cara faz em Blue Mountain State e em The vampire Diaries.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe