Grey’s Anatomy 8x03:Take The Lead

segunda-feira, outubro 03, 2011

De volta ao básico.

Apesar dos conflitos recentes dos personagens persistirem, “Take The Lead” foi um episódio focado na ansiedade e nos medos que um residente enfrenta quando está tão próximo a se transformar em um cirurgião. Responsabilidade, esta é a palavra que resume o episódio. Imagina a pressão que um cirurgião enfrenta ao saber que todo o destino de uma criança está ligado ao sucesso de um simples procedimento. O grande ponto positivo do episódio foi conseguir trabalhar o caso de cada residente de forma separada. As quatro cirurgias me deixaram com aquele aperto no coração ao mesmo tempo, da mesma forma que minha preocupação se estendia aos cinco personagens principais deste episódio. Dessa forma, a história de fato não caminhou muito porém a construção do momento pelo qual cada personagem está atravessando foi coordenada com maestria por Shonda Rhimes.

Apesar da consistência da trama dos cinco residentes, Christina acabou se destacando novamente. Adoro ver a personagem que costuma ser tão segura de si e de suas habilidades lidando com suas próprias falhas. O ponto alto disto tudo foi ela pressionando os internos a responderem algo que ela mesma não sabia a resposta. Outra coisa que adoro é a visão que a série propõe dos novos internos, que são retratados de forma bem tosca, inseguros, incompetentes, inexperientes e principalmente assustados. Esta visão acaba proporcionando momentos bem engraçados e divertidos.

O Chief pedindo demissão foi algo esperado, porém ver mais um cirurgião, agora o Hunt, como chefe é algo que não me empolga muito. Se por um lado Meredith prejudicou e muito a carreira de Richard, por outro ela conseguiu mostrar a ele o quanto seu casamento sempre foi segundo plano em sua vida. Assim, a demissão acabou sendo algo positivo, uma vez que possibilita ele passar mais tempo com sua esquecida esposa.

Bailey, que está bem mais old school ultimamente, teve ataque de miguxa e promete implicar muito ainda com o seu novo Chefe. Apesar deste tipo de situação já ter sido explorado exaustivamente na série, ver a Bailey usando toda sua personalidade forte é algo que sempre me agrada.

Por fim, gostaria de ressaltar o crescimento da Kepner, que de coadjuvante quase figurante, vem galgando seu espaço merecido na série. Assim, sou um dos que torce para que ela consiga se virar como Residente Chefe (algo que Callie não conseguiu), porém não posso dizer o mesmo do eminente romance dela com o Karev, já que esta trama me parece óbvia e deve desperdiçar dois ótimos personagens.
Só ficou faltando um caminhão passar por Seatle e atropelar a Teddy e o Derek, que estão atingindo novos níveis de PNC.

P.S.: Quase esqueci de comentar o momento Aretuza do Hunt no episódio, foi meio tosqueira demais mas eu ri absurdamente da cena. Então, já prestou para alguma coisa.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Mt bom esse começo de temporada! Estou adorando! Nunca me canso da Bayle, pode passar quanto tempo for, ela ainda é minha favorita. Gostei demais de como o episodio foi conduzido, mostrando cada um dos residentes. E de maneira nenhuma gosto da Kepner, e Derek pelo amor ne? Que q é esse mimimi eterno dela, supera mano. Ele ta mt babaca.

    ResponderExcluir
  2. Amando essa temporada, tia Shonda consegue a proeza de me fazer me importar com a Kepner e o Avery! Não vi muita aproximação romãntica da Kepner com o Karev não, acho que é só a construção de miguxice entre eles pros novatos ficarem mais integrados.
    Adorei a review e concordo em atropelar Tedderek!
    Só uma correçãozinha, o nome da Cristina não tem H!

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe