Suburgatory 1x03/04: The Chatterer/Don't Call Me Shirley

sábado, outubro 22, 2011


Como Ryan está fazendo falta em Suburgatory...

Longe de mim dizer que Suburgatory está ruim. Pelo contrário, a série continua nos presenteando toda semana com doses cavalares de um humor deliciosamente negro e cretino. Mas acho que depois da impagável participação de Ryan no segundo episódio, eu fiquei mal acostumado. Adoro a série e todos os momentos insanos que ela oferece, mas ninguém esfrega o carro com a bunda ou chupa ossos com a mesma delicadeza do moço.

O ponto alto de Suburgatory continua sendo a forma com que mostra as peculiaridades e estereótipos do subúrbio e o choque cultural pelo qual George e Tessa estão passando, e assim vêm consolidando muito bem sua trama e seus personagens.

Adoro as dinâmicas George/Sheila e George/Dallas. A rivalidade entre o pai solteiro e a vizinha maluca pelo controle da Associação de Pais foi o ponto alto do terceiro episódio, com a influência da Associação em George (que passa a se vestir e se comportar como uma mãe suburbana) rendendo momentos ótimos. É de se notar ainda o fato de Sheila querer cuidar de Tessa enquanto sua própria filha é deixada de lado, o que acaba sendo o mote do quarto episódio.

A cada episódio eu gosto mais de Dallas e seu jeito nada discreto, e as cenas dela tentando ensinar a forma suburbana de viver para George são sempre ótimas. Um romance entre os dois fica cada vez mais evidente, mas eu torço para que demore a acontecer, afinal é muito divertido ver a amizade entre eles e o descaramento com que Dallas tenta se aproximar de George.

Tessa continua rendendo as maiores doses de humor negro da série, e a narração dela tem o mesmo efeito que a de Mary Alice em Desperate Housewives, sempre analisando os personagens sob o ponto de vista mais indiscreto e crítico possível. Porém, os personagens desenvolvidos ao redor dela ainda parecem meio destoados na trama, por mais que rendam bons momentos, como a cena de Dalia tentando piscar com o olho cheio de rímel e os surtos estranhíssimos de Lisa.

Apesar dos defeitos, Suburgatory continua sendo um achado no meio de tantas comédias ruins que estrearam este ano. E agora que a ABC já encomendou uma primeira temporada completa de 22 episódios, só fica a torcida para que Ryan volte o mais rápido possível e entregue mais cenas regadas a muita sensualização e inteligência.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. só fica a torcida para que Ryan volte o mais rápido possível e entregue mais cenas regadas a muita sensualização e inteligência.


    HAHAHA AMEI

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe