Happy Endings 2x05: Spooky Endings

terça-feira, novembro 01, 2011


Happy Halloween!

O Halloween é uma época super produtiva para séries, principalmente as comédias, que fazem dessa tradicional data uma oportunidade para ótimas piadas, fantasias ridículas e muita confusão. Claro que Happy Endings não poderia ficar de fora dessa, num episódio que faz referências a Brett Butler, o vestido de carne da Lady Gaga, Roman Polanski, Sean Penn, St. Elsewhere e Ray Manzarek (tecladista do The Doors), e merece figurar como um dos melhores episódios não só da série, mas de todas as comédias.

O destaque como sempre vai para Penny e Max e sua fantasia de mãe com bebê, que acabou rendendo os melhores momentos do episódio, desde Max se esfregando na barriga do par de Penny e gesticulando com os bracinhos de bebê, até Penny tendo que ir ao banheiro masculino com o amigo. Adorei a cena em que Max diz que Penny é “a melhor garota do mundo”, até porque esses momentos sentimentais dos dois são poucos, e eu gosto muito da dinâmica entre eles.

Também adorei o plot de Alex, que se vestiu de Marilyn Monroe para o Halloween mesmo estando gripada e com a voz grossa, e acabou sendo confundida com um travesti pelo seu par. Tava até demorando pra Happy Endings fazer alguma piada com o nome de Alex, e isso não poderia ter acontecido de forma melhor. Estou gostando cada vez mais de Elisha Cuthbert, que está arrasando nos momentos super vergonha-alheia de Alex, e nem parece mais a personagem sem graça da primeira temporada.

Mas quanto Alex evolui, Dave continua parecendo meio fora de sintonia. Mas confesso que eu dei risada do fato de ninguém reconhecer sua fantasia de Austin Powers, apesar de sua imitação perfeita ao falar “Yeah, baby!”. E foi dele ainda uma das melhores frases do episódio – “Se a vida te deu melões, faça uma melãonada!” –, que motivou Alex a competir no concurso de travestis. Mas infelizmente ela perdeu para Max, afinal ele tem uma coisa que ela não tem: um grande, enorme...

E como todo bom episódio de Halloween, não poderia faltar a parte “assustadora”, que veio no plot de Brad e Jane cuidando de uma casa no subúrbio, e descobrindo que criancinhas sem doce podem ser muito aterrorizantes. Admito que já vi esse mesmo plot em várias outras séries, mas Happy Endings o fez de forma muito engraçada, principalmente por Jane tentando andar fantasiada de bacon. Como não amar?

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe