Two and a Half Men 9x10: A Fishbowl Full of Glass Eyes

quinta-feira, novembro 24, 2011


Depois do marasmo... Mais marasmo.


Two and a Half Men nos apresenta essa semana mais um episódio morno, sem sal e com cara de poucos amigos. Para quem está acompanhando os episódios dessa temporada, assim como eu, só tenho uma coisa a falar... Meus Heróis! Embora acredite que Ashton Kutcher tenha finalmente acertado o ponto de seu personagem Walden Schmidt nos últimos episódios, continuo achando o personagem muito bobo. Bobo, não de uma forma engraçada, mas sim de uma forma muito deprimente. Não consigo achar graça de um homem rico e boa pinta que faz papel de uma criança de menos de 10 anos de idade. Tenho esperanças sinceras que a série melhore e consiga sair pelo menos um pouco desse buraco em que se encontra atualmente.

A abertura foi bem divertida em minha opinião e acabou rendendo muito mais do que eu esperava. Alem de servir de base para o desenvolvimento do episódio, ainda nos mostra Jake seguindo os passos de seu pai. Enquanto ele e Walden fazem compras no supermercado, tenta a todo custo conseguir um jeito de arrancar algum dinheiro dele. Mostra sem sombra de dúvidas que Jake tem muito mais em comum com Alan do que esperava, exatamente como diz aquele ditado: “O fruto não cai muito longe do pé”.

O problema financeiro de Alan não é novidade para ninguém. Novidade para mim foi ele acabar virando o plot principal do episódio. Durante todo o episódio esperei que alguma coisa interessante acontecesse, mas nada. Mesmo quando o Walden lhe entregou sua aliança de ródio e platina, tinha certeza absoluta que o Alan ia querer vender e acabar não conseguindo por peso na consciência. Tava mais do que na cara que o Walden ia quer sua aliança de volta.

Gostei de ver o Walden se dando mal com a inglesa do supermercado. Foi interessante ver que não é toda mulher que aguenta uma tranqueira daquela, mesmo sendo o sonho de consumo de toda mulher e valendo um bilhão de dólares. Mostra que qualquer mulher em sã consciência não se sujeitaria a passar por uma situação daquelas.

A única coisa que achei que realmente valeu para a evolução da história e dos personagens, foi à declaração do Alan para o Walden no final do episódio. Achei muito bacana o Alan falar que não queria ser visto como um parasita e sim como um amigo. Mostra que querer e agir são duas coisas completamente diferentes. Mas enfim, gostei da intenção.

Pontos altos do episódio:
Colaboração: InSUBs.

Jake: “Posso fazer uma pergunta pessoal?”
Walden: “Não, Jake, nunca medi meu pênis.”

Walden: “Vou sair com a garota do supermercado, estou legal?”
Alan: “Eu estou legal. Você é o cara que as mulheres fantasiam quando estou com elas.”

Walden: “E você? Qual seu negócio?”
Inglesa: “Meu negócio... Certo, sou advogada.”
Walden: “Uhrrr... Argh!”

Alan: “Eu ia penhorar.”
Walden: “Por quê?”
Alan: “Como assim? Preciso de grana. Não consigo produzir tanto esperma e sangue para sair do buraco em que estou.”


E você, gostou desse episódio? Muito, pouco... ou nadinha nada? Não deixe de comentar.

@dncavalcanti

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Eu tenho gostado do Ashton e do personagem dele... Gostei do tom que a série tomou e do rumo que tá levando. Continuo rindo bastante. #Sinceridade

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe