Archer: Season 1

domingo, dezembro 25, 2011


You're in Danger Zone!
Archer iniciou, e manteve uma temporada concisa, abusando dos elementos de cena, não é por menos que conseguiu sucesso de público e crítica. E mesmo antes do final de sua temporada conseguindo a sua renovação. 

Trazendo uma paródia do mundo da espionagem até um nível nunca vista, eu adoro Archer, pois é excelente onde a maioria das séries animadas com tema sarcástico tende a falhar. 

Desde o primeiro episódio Archer mostra ao que veio, apresentando seus personagens na decorrência das cenas e do que vai acontecendo ao personagem principal.Talvez o grande mérito de Archer seja ser politicamente-incorreto com tudo e todos, desde os estereótipos dos personagens até os elementos do dia. 

O primeiro episódio é, talvez para pegar o público jovem, mais pesado na sexualidade e mais leves nas risadas. Mas de acordo com que dois ou três episódios vão passando, os personagens e a dinâmica se reúnem, e a série realmente começa a matar. Literal e figurativamente, mas principalmente no sentido figurado. 


Em “Mole Hunt”, temos um típico episódio de Archer, onde por acaso ele cria um boato para se safar de um problema que ele mesmo criou e por isso acaba descobrindo que há realmente alguém infiltrado na agência. Mas ao mesmo tempo fazendo graça com coisas mundanas como o problema das formigas. 

Archer é homem que nunca assume as consequências de seus atos sempre se utilizando de saídas que não o comprometam. Como em “Diversity Hire”, no qual descobrimos que Archer acabava sempre destruindo os disfarces dos agentes da ISIS o que acabava sempre culminando na morte dos coitados. 

Apesar de seguintes episódios não chegam ao pé do piloto brilhante, Archer alimenta uma coleção de temas recorrentes que se acumulam e tornam-se mais engraçado quanto mais eles são referenciados através dos episódios. Através de um humor aleatório e cheio de flashbacks.



Novos personagens são adicionados aos poucos na trama como o Doutor Kieger, agente Gillete, os nerds da sala de controle inclusive e incluindo plots que podem vir a ser manipulados mais a frente como é o caso da agência ODIN. 

Quando chegamos ao meio da temporada e achávamos que não havia mais absurdos para serem explorados, “HoneyPot” chega para nos apresentar um dos melhores episódios da temporada. Com principal plot temos Archer sendo mandado a uma missão de sedução, mas para isso ele teria que se passar por gay, e como estamos falando de Sterling Archer não poderíamos esperar menos. 

Com uma camisa escrita: “Got a Dick?”, cabelo tingido de loiro, patins e roupas colocadas aparecendo cofrinho e chupando um pirulito, foi totalmente absurdo até mesmo para ele. Tudo isso para recuperar um CD contendo as transgressões sexuais de sua mãe com o general da KGB. Enquanto isso, Woodhouse, que acompanha Archer na viagem, encontra novos amigos. 




A essa altura Archer já está renovada para a segunda temporada, mas não é por isso, que diminuiu o ritmo de seus episódios. 

Em “Skorpio”, o que mais chamou atenção foi o inicio da “busca” pelo pai de Archer até então não mencionado, sabe-se que Malory criou Archer sozinha, talvez daí a disfunção do rapaz que é muito apegado a ela e ao mesmo tempo o odeia. 

Já em “Job Offer” temos novamente agência ODIN com um papel importante, junto com a aparição de um “arqui-inimigo” para Archer, Barry, agente da ODIN que já tem histórico com Archer e, além disso, nesse episódio ele transa com a futura noiva do cara e faz que ele seja traído por Lana. Tenho certeza que Barry não deixará por menos desta vez.



Em sua season finale Archer traz um elemento não muito comum nesse tipo de produção, o episódio já começa no meio dele e volta no tempo mostrando os eventos que levaram àquela situação. 

Novamente é trazido o plot da paternidade de Archer, mas diferenciado, após ser surpreendido pela noticia que seu pai não está morto, como ele pensava, e depois disso é capturado por agentes da KGB que colocam nele um chip, o que quase faz com que ele mate a própria mãe. 

O episódio foi ótimo nessa season finale, trazendo ainda um plot separado, de quando Lana descobre que Cyril a traiu com Carol (Cheryl), e se vinga dele “transando” com todos os homens da ISIS na sua mesa, inclusive Pam se dá bem. 

Ainda essa semana, espero trazer o resumo da 2ª temporada, vlw pessoal!

Talvez Você Curta

5 comentários

  1. Começando a assistir AGORA.

    ResponderExcluir
  2. Baixei a primeira temporada e ja assisti os 5 primeiros episodios! São muito HILÁRIOS! esse 5 foi o melhor ate agora... ele com a camisa escrito "Got a Dick?" kkkkkkkkkkkkkk. chorei de rir.. e o nome do bar gay: "Cockfight"?? Sem contar a competição de 'Transo, Mato ou Caso" haha. Valeu por me apresentar a serie! :D Agora vou terminar a 1ª temporada e partir pra 2ª...

    ResponderExcluir
  3. queria muito ver , mais achei bem dificil achar episodios em alta definição

    ResponderExcluir
  4. Vc devia estudar mais portugues e pontuacao em vez de procurar episodios em HD

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe