Boardwalk Empire 2x02/03: Ourselves Alone/A Dangerous Maid

terça-feira, dezembro 06, 2011



Ela faz "dah dah dah dah, eu não me importo"?


       A proposta de Boardwalk Empire amadureceu nesses episódios, trazendo seus elementos no tempo certo, sem pressa. Uma consequência dessa maturidade é a manutenção das tramas múltiplas e os arcos dos personagens, não sentindo a necessidade de enfiar tudo em uma só vez. O resultado é um delicado equilíbrio, e, consequentemente, sem episódios engessados. 

       O principal desafio dos anos 20 era o que fazer com os homens como Jimmy Darmody, uma geração que veio a sombra de homens como Nucky, porém como Lansky diz: “já aprendemos tudo com homens como Nucky e Rothstein, mas já está na hora de sairmos da escola”, trazendo-lhes o desafio de trilhar seu próprio caminho nem que para isso seja necessitário passar por cima de seus “professores”. 

      Com “Ourselves Alone” temos uma mensagem clara, a guerra está declarada, com o indiciamento de Nucky por fraude eleitoral, Jimmy e o Comodoro começam a mover-se para tomar conta novamente da cidade, mais para isso Jimmy precisa conseguir vender o seu “peixe”, mais Rothstein não está interessado, porém Lucky e Lansky estão, e querem Jimmy a seu lado. Boardwalk Empire está mostrando a ascensão dos jovens no mundo do crime, o que me deixa triste é o fato de sabermos que será difícil inserir Al Capone, nesse contexto já que sabemos o futuro do notório gangster. 

       Essa “Geração Perdida” está, contudo, ainda começando a agir em conjunto. Por enquanto, o território é ainda dividido entre os mais velhos. O Comodoro está mais determinado do que nunca e está ansioso para demonstrar suas prozes de quando jovem como, por exemplo, levantando uma presa de elefante sobre sua cabeça em um show cômico de força. Enquanto isso, é Nucky que está à beira de perder tudo. Seus inimigos estão reunindo forças e até mesmo o seu charme o abandonou. Tentando, e falhando, na  conquistar de um grupo de repórteres, ele parece uma fração do homem que ele costumava ser. Dada, é claro, pela atuação de Buscemi, que está demais. 

     Impossível deixar de lado Margaret, uma das personagens mais controversas de Boardwalk Empire, pois na temporada passada ela entregou Nucky para Nelson (este sumido no episódio),e agora se disfarça para conseguir recuperar a agenda que poria Nucky na cadeia por muito tempo. O que Margaret mudou para ficar ao lado Nucky é posto questionamento ainda mais com a chegada dos irlandeses John Slater, McGarrigal e Owen, pedindo uma doação para "a causa". É uma intrusão rara de eventos históricos, porém para um entendimento amplo do episódio, está perfeitamente afinada, ilustrando não só a distância entre Margaret e sua terra natal, mas também que para todas as suas dificuldades locais. 

    Já Chalky White termina o episódio onde começou, na cadeia, mas não sem demonstrar o alcance de seu poder, ordenando o espancamento de um colega de cela, mesmo sem falar nada. Cada cena de Chalky neste episódio é uma mini obra-prima de escrita econômica e alto desempenho. 



      Chegamos então em “A Dangerous Maid”, logo de início temos Van Alden , o mais hipócrita da série, sendo que esta está cheia de mentirosos, é surpreendente o quanto ele atrai a simpatia. Já Lucy é uma “prisioneira” devido ao acordo que tem com Nelson. Mas bem que ela merece. As sementes do conflito dos dois são semeadas aos poucos. Lucy tenta criar uma ponte com seu passado, convidando Eddie Cantor para relembrar como era sua vida e como as pessoas que lá ficaram tem estado. Eddie reconforta ela dando a perturbada mãe um script: “A Dangerous Maid”. 

      Mais tarde, quando Van Alden compra Lucy um gramofone, parece que ele pode estar tentando acalmar ela, mas é bem provável que ele também, busque se tornar mais parecido com uma família feliz. 

        Já para Nucky as coisas então piorando ainda mais, pois seus parceiros comerciais estão diminuindo, quando Al Capone vai a Atlantic City e informa a ele que Johnny Torrio tem uma nova fonte de bebida para Chicago, vinda das proximidades do Canada, Nucky fica furioso, porém não há o que fazer no momento. Nesse meio tempo, as divisões no topo estão causando problemas para os que estão no meio da briga. 

      Estamos vendo mais sobre o relacionamento de Nucky com Margaret. No episódio anterior foi ela quem tomou a liderança, preservando a calma no meio da crise mais aguda de Nucky. Aqui, é Nucky que se encarrega. Margaret passa um momento estranho bebendo com as criadas, e Nucky vem para tirá-la de lá. É uma lição para ela, mostrando-lhe a importância de manter as aparências. Seu relacionamento com Katie parece restaurado à patroa/empregado no final do episódio. Ela está aprendendo que as aparências contam, especialmente quando se está com poucas fichas na mesa. 

      Quando Margaret e Nucky chegam para jantar, e o Comodoro já está lá, jantando com o Governador e Jimmy. A chegada de Nucky cria um momento de alta tensão, só quebrado quando Nucky perde o controle quando descobre que o Comodoro comeu a última lagosta. 

      A grande verdade é que Jimmy ainda não sabe o que fazer, já que ainda ama Nucky como pai, já que ele foi o único que cuidou dele quando criança, mas nunca deu a oportunidade para ele quando adulto, em contrapartida agora ele tem o pai que sempre quis e ainda dando tudo que ele quer, ou seja, poder.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe