Pan Am 1x09: Kiss Kiss Bang Bang

segunda-feira, dezembro 12, 2011


#SavePanAm

Semana passada, os fãs de Pan Am foram surpreendidos com a notícia de que a série havia sido cancelada. Em pouco tempo, Pan Am já estava no topo dos assuntos mais comentados no Twitter em todo o mundo, e a comoção fez com que os executivos do canal ABC desmentissem o boato, alegando que a primeira temporada da série terá um total de 14 episódios (um número baixo para os padrões da TV aberta), e então sairá do ar para dar lugar à estreante GCB (previamente chamada de Good Christian Bitches... depois Belles...). A decisão final se haverá ou não uma segunda temporada será tomada em maio.

Mesmo assim, nós fãs continuamos apreensivos, afinal o perigo de cancelamento é enorme devido à audiência em constante queda. E a apreensão só aumentou após a exibição deste nono episódio, que mostrou tudo de bom que a série tem a oferecer, dando espaço para todos os protagonistas e aumentando ainda mais o nosso amor por cada um deles.

Minha trama preferida foi a de Dean e Colette, claro, o casal mais adorável da TV atualmente. E a visita aos pais de Dean, além de nos mostrar mais sobre a origem do piloto e nos presentear com as cenas de pegação no palheiro, serviu para trazer de volta o fantasma de Bridget, que mesmo desaparecida continua atormentando a cabeça de Dean. Não quero dar spoiler, mas o promo do próximo episódio (que só será exibido em 8 de janeiro) é de deixar qualquer shipper de Deanette em estado de pânico.

Outro casal que estou começando a shippar é Laura-Ted (Laured para os íntimos). Se no começo da série eu não gostava muito do moço, agora é impossível não torcer por algo mais entre ele e Laura. E para aumentar ainda mais a tensão sexual entre os dois, surge a figura de Amanda (figuração de luxo de Ashley Greene, da saga Credopúsculo), uma amiga de infância de Ted que não queria nada com ele, mas agora está se rendendo aos encantos do moço – uma tática pra lá de clichê, mas que funcionou na série. E se você ficou tristinho quando Ted e Amanda apareceram juntos durante o incêndio (que muito me lembrou uma cena famosa de Mad Men), prepare seu coração, pois Ashley está cotada para aparecer em mais 3 episódios.

Falando no incêndio, como não comentar a trama de sua causadora, Maggie? A moça finalmente está cumprindo o papel que eu esperava dela desde o começo (o de jovem rebelde), e seu envolvimento com o congressista pró-bomba levantou algumas interessantes questões políticas – e por menos PNC que Pan Am seja (graças a Deus!), é legal que a série aproveite o período histórico em que se passa para incrementar suas histórias.

Já a trama de Kate foi a que eu menos gostei, talvez por não ter entendido muito bem qual era a missão da vez (ainda não tive tempo para rever o episódio, então perdoem minha burrice). Mesmo assim, continuo gostando muito da personagem em si, graças ao grande carisma que eu já mencionei várias vezes, e o tiro no final realmente foi um bom cliffhanger. Agora nos resta esperar pelo retorno da série em janeiro, e nos torturar até maio enquanto esperamos pela decisão final do canal. Desde já, aderi à campanha #SavePanAm.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe