One Tree Hill 9x10: Hardcore Will Never Die, But You Will

sábado, março 31, 2012


 Eles sempre vêm quando as luzes estão apagadas.

Está chegando a hora. Meu sofrimento não tem fim e já estou escrevendo as reviews com muita tristeza e clima de nostalgia. É muito ruim saber que daqui a três semanas nunca mais teremos um episódio novo de One Tree Hill, especialmente porque a temporada final está muito bacana de acompanhar.
Mais do que Nathan e Lucas, a série sempre foi de Dan Scott. Esse homem é literalmente duro de matar. Sobreviveu a ataque cardíaco, incêndio na concessionária, atropelamento, transplante de coração comprado no mercado negro e outras mazelas. Agora, estou com medo de que resolvam que a única solução é matar Dan, antes do final. Ficarei extremamente furiosa se isso acontecer, afinal, ele enfrentou os seqüestradores de Nathan como se fosse o Exterminador do Futuro, com direito a câmera lenta e tudo o mais.
O grande lance dessa temporada de OTH é que Mark Schwahn está fazendo a mistura perfeita de drama e galhofa. Até nos momentos mais tensos temos frases de efeito, ao estilo de Chris Keller, para suavizar o clima e nos fazer dar risadas. O trio de vingadores com Dan, Chris e Julian foi genial. Improvável e impagável. Nunca daria para imaginar esses três juntos, indo salvar Nathan de um seqüestro.
O roteiro tentou pegar vários elementos de filmes de terror e ação, colocando os personagens nos mais variados clichês desses gêneros. A cena final do resgate de Nathan, com Julian aparecendo para dar o golpe final no policial safado foi um exemplo clássico e muito legal disso tudo.
 O texto não deixou de lado detalhes que poderiam passar também pela cabeça do público, como o diálogo em que Dan pergunta a Julian sobre sua motivação para ajudar. O mesmo vale para Chris, que revela ainda ter uma quedinha por Haley e estar nessa fria para ajudá-la. Toda a sequência com os vingadores foi ótima em todos os sentidos, especialmente humor. Foi bom dar umas risadas enquanto torcíamos por ver Nathan finalmente livre, podendo voltar para Haley e os filhos.
As cenas de Brooke trouxeram características de terror. Todo mundo sabe que OTH não é OTH sem um bom psicopata e Xavier foi a escolha perfeita para isso. Não sei por que, mas eu até esperava rever Psico Derek, algo que ficará apenas na minha imaginação. Acho que se Peyton ainda estivesse na série isso seria uma grande possibilidade.
Lógico que logo deu para notar que ‘Not Alex’ ajudaria Brooke a se livrar de Xavier e a notícia de que ela pretende vender o Café foi quase que uma recompensa. Já basta Brooke ter sido atacada duas vezes pelo mesmo maluco, afinal de contas. Ela não precisa lidar com uma concorrente desequilibrada.
Para Clay, o episódio foi de harmonia e entendimento. Ele finalmente começa a conviver melhor com o que aconteceu e suas memórias de Logan estão voltando. A visita ao túmulo de Sara e a lembrança de Psico Kate também vierem com tudo. Mais do que nunca, ele está preparado para seguir em frente, já que sua relação com Quinn está mais forte do que nunca. Agora é esperar para ver o menino Logan se render e aceitar o pai que acaba de ganhar.
P.S*Três episódios até One Tree Hill.
P.S*Save Danny Boy!

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe