Parenthood 3x18: My Brother's Wedding (Season Finale)

sexta-feira, março 16, 2012


Fechamentos e muitos novos rumos.
 
Parenthood chegou ao final de sua terceira temporada precocemente, já que teve somente 18 episódios e ainda terminou no meio de fevereiro. Isso me deixa muito triste, pois Parenthood é uma série familiar e não faz tanto sucesso quanto devia.

Os dois últimos episódios foram intocáveis, mas nada supera a cena da Julia no hospital. Estava claro que a Zoe ia desistir da adoção quando tivesse o bebê, mas a maneira como eles fizeram isso foi linda. Desde a Julia vendo a Zoe segurando o bebê, e ela olhando pra Julia e chorando, até a Julia ir no quarto e desabar. Pra mim, uma das melhores e mais emocionantes cenas de Parenthood. Eu acho que essa temporada foi da Julia. Todos tiverem seus momentos de destaque, mas essa história da gravidez foi ótima. Clichê, mas ótima.

Tivemos logo um fechamento para o drama do Crosby por todas essas três temporadas. Na verdade, se ele não tivesse se separado de Jasmine, não iria crescer tanto igual aconteceu nesse último ano. O problema, porém, é que fizeram mais uma vez Crosby ser a criança da situação e em uma temporada de crescimento, não pegou bem.

Por motivos emocionais, claro que Adam não iria aceitar a proposta e não venderia o estúdio. Porém, não estamos em uma época em que pode-se escolher entre ver o seu irmão todo dia ou ter uma estabilidade financeira.

O que mais é contraditório é que Crosby sabe, ou melhor, devia saber disso. Principalmente agora, que se casou, devia se preocupar em dar uma vida legal para o filho e para a esposa do que ficar sonhando sobre outras coisas. O sonho dele realmente aconteceu... Ele foi um produtor musical e ainda pode trabalhar em um lugar com grande história, mas precisava ser realista e entender que Adam estava fazendo o melhor.

Por outro lado, gostei da forma que tentaram terminar o drama de Sarah e Mark. Na verdade, devo comentar sobre a questão da conversa sobre bebês chegar antes de um casamento. Isso simplesmente não fazia nenhum sentido. O problema é: será que Mark sabe que mesmo se casando com Sarah, ela ainda não vai querer ter outro filho?

Além disso, Amber também finalmente deu as caras na campanha e falou exatamente o que precisava falar para Bob Little. Será? Eu entendo que ela sente que precisa de uma estabilidade na vida dela, mas não seria um namoro saudável uma forma mais fácil de vencer, pelo menos por enquanto? Amber quis fazer a questão racional e Crosby fez a questão emocional. Sinto que devia ter sido o contrário.

Drew finalmente terá um espaço enorme na série, já que provavelmente será papai e ainda temos o plot da doença do Zeek... Toda hora que ele se exalta já fico preparado para vê-lo no chão, mas nunca acontece nada.

Chegamos então à outro ponto delicado no final da temporada. Julia meio que perdoou Zoe e ainda passou na adoção fast-food. Não há outro jeito de explicar. Se eles tinham essa chance desde o começo, porque não foram no McDonalds mais cedo?

Entretanto, tentaram fazer um episódio inteiro mostrando Crosby e Jasmine convivendo legal, para aquela cena clichê no estacionamento, para o acontecimento da semana: o casamento. Coisa super-rápida, novamente. Em tese, não tão prejudicial assim no desenvolvimento da série, mas claro que seria mais legal e muito mais interessante vê-los demorando mais alguns episódios para demonstrarem o que sentem e para o casamento acontecer.

No geral, Parenthood fechou uma terceira temporada bem mais equilibrado do que a sua antecessora, passando mais tempo com alguns plots, o que, na maioria das vezes, foi uma boa ideia, mas que em outras vezes, foi um tiro no pé. Aguardo ansiosamente para a quarta temporada mas só tenho uma reclamação: Por favor, Jason Katims, NÃO comece a nova temporada com outro casamento. Please!

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe