Private Practice 5x18: It Was Inevitable

terça-feira, abril 24, 2012


Era inevitável.

Como se todas as emoções não tivessem aparecidas loucamente por toda essa temporada, Private Practice finalmente matou Erica. Porém, do jeito que construíram o episódio até chegar no tal esperado momento foi excepcional.

Primeiro, tinha a questão de Mason achar que a mãe ainda iria sobreviver. Pena que ele não tinha visto a aparência da mãe antes, porque né... Ela estava completamente destruída de um episódio para cá.


Foi triste Cooper não conseguindo fazer Mason entender, afinal, ele percebeu que uma hora alguém iria salvá-la. Foi bem difícil também conseguir ficar vendo as cenas entre Charlotte e Erica, principalmente aquela tal cena final, quando Char finalmente consegue fazer Erica deixar o filho a ver pela última vez. A edição da cena, chegando ao final, com Mason finalmente se despedindo da mãe foi de quebrar o coração.


Falta saber como Mason irá se recuperar e como a vida de Coop e Char mudará após esse grande acontecimento. Tenho um pressentimento que Mason irá precisar de MUITA, muita, terapia.


No outro momento do episódio, o caso da semana foi bem diferente. A mulher matou os dois filhos, foi pra cadeia, mas mesmo assim, ela estava grávida com outro filho. O interessante foi a divergência de opiniões que aconteceu dentro da prática, afinal, muitos acreditam que ela só fez isso por sofrer depressão pós-parto, enquanto outros acham que ela era uma serial killer de bebês mesmo.


Valeu por colocarem Addy e Jake juntos novamente, já que o médico ficava constantemente falando que a culpa de tudo aquilo ter acontecido era dele. Gostei dessa grande avanço na relação dos dois, afinal, eles são perfeitos juntos.


Dai chega no primeiro ponto super ridículo que Private Practice vem desenvolvendo durante alguns episódios, me broxando totalmente. Pete e Violet juntos novamente. Os dois, que já eram super sem sal, conseguiram piorar de alguma forma tudo isso, já que tirar Boy Magia Scott do elenco para ficarem juntos novamente. Desnecessário dizer que é super ridículo todo esse plot. Pete odiava... ODIAVA a mulher, dai agora fala que a ama, mas nem se lembrar direito o que aconteceu para ele sair??? Não, ele sabe muito bem o que aconteceu. Violet pelo menos foi mais sensata, deixando claro que precisavam lidar com todos os problemas antes de voltarem.


Como se isso já não fosse o suficiente para me irritar, chega Sam e seu egoísmo. Foi só falarem que Addison não tentará ser mãe por um bom tempo, que ele de repente aparece na casa da ruiva e se declara. Gente, não tem como ser tão egoísta assim. Já não tinha nenhuma simpatia pelo personagem por causa de fatos passados e agora, PQP, não consigo nem olhar pra ele direito. O pior é que, conhecendo Addison, ela vai acabar voltando com ele.


Ou talvez não, já que do nada, a menina que era paciente de Addison resolveu dar o próprio bebê para a médica. Acho super válido finalmente terem dado um bebê pra mulher. FINALMENTE, depois de tudo dar errado, Addy será uma mãe. Palmas para nossa querida ruiva!


Só não concordo com a vida amorosa da menina, afinal, tudo estava indo muito bem, até Sam aparecer de novo. Espero que não decidam juntar os dois novamente, não sei se vou aguentar se isso acontecer.


P.S: Amelia passou o episódio inteiro tentando negar que queria um baby. Gente, semana passada ela disse que iria MANTER o baby. Ou seja, acho que já estava implícito o que a menina queria. Porque voltaram nesse plot?

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Momento babação de ovo. (Primeiro pra vc, já que a review ficou delícia).
    Vamos combinar que a personagem mais bacana é a Charlotte, e já faz tempo. 70% do rio de lágrimas que derramei no episódio foram por causa dela. A trajetória dela, de bitch a esposa, de mulher que marca territorio à unica amiga da mãe do filho do marido, ela é incrível, não tem como não amar. Faz o que é preciso por mais doloroso que seja - e mesmo quando o Coop agradece, responde que só fez o que devia, puro amor.
    Curti o caso da semana e a discussão ética sobre capacidade mental para construir família. Jake seu lindo vem cá dar um abraço que você é só mais um milagreiro com fé cega nas pessoas, oin!
    Pete e Vi eu passo.
    Sam e sua birra infantil, por favor me matem - ou matem ele, ou mandem embora pra perto da Maya, ou qualquer coisa que o valha.
    Mas eu achei válido a Amelia e seu microdilema. Ela teria o bebê de qualquer jeito, mas estava apavorada, desde que descobriu a gravidez, pensando nas consequencias de todas as drogas que ela tomou. Embora fosse ter o bebê pelo Ryan, embora amasse essa lembrança, não é como se ela se sentisse mãe. Por mais absurdo que soe, essa é uma sensação nova. Gostei da abordagem.
    Gostei mais ainda do desfecho: ex-mulher Sheldon, como assim?
    E o mais importante de tudo: PARABÉNS À ADDIE QUE FINALMENTE VIROU MAMÃE!!!!

    ResponderExcluir
  2. O Sam é um babaca... Vai pro inferno com o Dell seu FDP...
    Ai como eu amo a Charlotte lembro dela de roupa S&M lá nas primeiras temporadas e agora madrasta devotada, isso que é desenvolvimento de personagem, minha gente!
    O engraçado é que por ser Private Practice sempre espero uma desgaça acontecer de repente!!
    Como por exemplo, aquela hora que a Charlotte tava descendo as escadas pensei com meus botões: Pronto, vai cair e vai ficar aleijada!! Desespero total!!
    Odeio o Peter devia ter morrido...
    Com quem acontecerá a próxima desgraça de PP??
    Eu apostaria no Sheldon!!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe