30 Rock 6x19: Live From Studio 6H

terça-feira, maio 01, 2012


Criatividade é foda. 


30 Rock foi AO VIVO essa semana, ou seja, tudo poderia dar errado. 30 Rock é um programa extremamente criativo e precisavam de muita criatividade para conseguirem fazer um ótimo episódio ao vivo, com um ótimo plot e integração entre os personagens e as aparições especiais. Fico extremamente feliz de informar que dessa vez, conseguiram ir ALÉM. 


Como tivemos muita coisa, vou falar sobre os personagens e as participações separadamente. 


Liz Lemon: Primeiramente, eu vi o release do episódio que passou primeiro na East Coast nos EUA, ou seja, em New York mesmo. Liz estava horrível. Errou algumas falas, perdeu o efeito do "I want to go to there" e tal. Tirando isso, achei ela bem apagadinha durante o episódio inteiro, até mesmo no da West Coast. No outro release, Tina Fey se soltou e aproveitou o momento e foi ótimo.  


Jack : Jack é ótimo em qualquer forma. Vê-lo tentando se conter depois de receber um tapa na cara de Paul McCartney foi ótimo. Outro quadro bom com o personagem foi o noticiário com o Jon Hamm e o Brian Williams no West Coast. Simplesmente genial. Alec nunca perde a pose e nem fica nervoso, tudo flui naturalmente. 


Hazel: Não me irritou muito e aquele monólogo sobre o plano megaevil de conquistar Hollywood, Florida, foi bem engraçado.  


Jenna: Estava super Jenna, como sempre, pensando em si mesma e nem ouvindo o que os outros falam. Foi bom também que mesmo sendo um episódio ao vivo e que, supostamente não deveria acontecer algo tão diferente, foi legal vê-la trocando a fama pelo amor e pelas necessidades de outra pessoa para variar um pouco.  


Jon Hamm: Não o trouxeram de volta como o ex-namorado que tem um gancho ao invés da mão de Liz, mas um dos momentos mais vergonha alheira foi aquele quadro com Tracy, o programa dos dois 'negros'. O momento de silêncio teve um bom timing cômico e como sempre, os dois conseguiram me fazer rir litros. 


Tracy: Esteve bem contido durante o episódio e não teve tanta participação assim, tirando o quadro com Jon Hamm. Se bem que foi por causa do flashback do personagem que todos chegaram a conclusão que o TGS devia continuar sendo ao vivo. 


Kenneth: Se não fosse por ele e Tracy, Jack cortaria mesmo o formato do programa. Não teve quase nenhuma fala boa, tirando aquela sobre a regra da NBC de não colocar dois negros no mesmo programa que perdua até hoje. 


Donald Glover: O Troy de Community conseguiu fazer um ótimo Tracy Jordan mais jovem. A dancinha foi bem alegre. Pena que a aparição foi bem rápida.
 
Amy Poehler: Foi bem legal vê-la como uma jovem Liz Lemon e as personificações da atriz durante as duas cenas foram hilárias. Finalmente colocaram Amy em 30 Rock, né, gente.  



O conceito de colocarem todos os personagem no mesmo lugar também funcionou bem, já que foi mais fácil de controlar a ausência de alguns dos personagens enquanto estavam se preparando ou até participando dos flashbacks. Se bem que no primeiro episódio ao vivo da série quando colocaram a Old Christine no lugar da Liz Lemon foi bem mais criativo.  De qualquer forma, o episódio foi bem engraçado. Precisamos de mais episódios ao vivo em 30 Rock. A coisa funciona muito bem.  


Dr. Spaceman também fez uma participação especial durante os 'comerciais'. Sempre hilário. A quantidade de piadas que saiu da boca do pessoal foi absurda de tão criativas que foram. Foi bem estilo 30 rock no começo de sua existência. Um detalhe super importante foi o Fred Armisen, que não falou nada durante o episódio inteiro, mas só de ter aparecido atrás de Jimmy Fallon (que estava interpretando um Jack mais novo) como mulher, com aquela expressão facil, PQP. Na versão do East, Jimmy Fallon quase não conseguiu se conter. 


P.S: Amei o crossover que fizeram com Mad Men (afinal, Jon Hamm esteve presente) quando Paul apareceu no final, cantando Zoo Be Zoo Be Zoo.  



Agora, algumas das diferenças entre o episódio da costa Oeste e o da Leste: 


- No East (Ou seja, primeira exibição) Paul McCarney fez um cameo no começo do episódio, enquanto que na exibição na costa oeste, Kim Kardashian ficou no lugar do Paul. SUPER decadência né, mas acontece. 
- Na versão do East, Jane Krakowski (ou seja, a Jenna) cantou na abertura e no West, foi Cheyenne Jackson, o Danny.  
- Na East, Tina Fey errou na hora de falar 'Jenna e Hazel' e perdeu o timing na hora de falar 'He's gonna die in there', enquanto que na outra exibição deu tudo certo. 
- Jon Hamm foi o co-apresentador junto com o Alec Baldwin no noticiário na costa leste, mas na costa oeste, foi o Brian Williams. 
- Na hora da conversa com Jenna pela segunda vez, Hazel estava usando um vestido rosa brilhante na costa leste e na costa oeste estava só com o uniforme de mensageira. 
- Jack fez um sinal da paz na hora do quadro do programa dos hippies na costa leste, mas no oeste, apareceu vestindo uma echarpe, imitando um gay. 
- Dr. Spaceman disse que era um doutor nazista e ainda perguntou se iam editar e depois falou que ia falar de novo que era nazista porque todos deviam saber na costa leste e na costa oeste, ele só falou que era constantemente chamado de gay doctor, por sempre estar sorrindo.

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. eu acompanhei 3 temporadas de 30 rock e acabei largando não lembro porque. tenho vontade de começar a ver a quarta, mas pelo que eu vejo o pessoal falando as primeiras temporadas são as melhores. vale a pena mesmo continuar?

    ResponderExcluir
  2. Claro que VALE. Vale demais!

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que estava bem óbvio que o Alec Baldwin tava imitando o presidente Nixon na cena "do sinal da paz", e não é "Zoo Be Zoo Be Zoo", é Zou Bisou Bisou, e isso é uma referência a Mad Men, porque o Jon Hamm é o Don Draper na série. :)

    ResponderExcluir
  4. Serei sincera: vejo 30 Rock muito esporadicamente. Mas, gente, Amy Poehler, Donald "Young Tracy" Glover e o Zou Bisou Bisou foram demais! Episódio muito bom.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe