Girls 1X03: All Adventurous Women Do

quinta-feira, maio 03, 2012


Porque quem tem amigos nunca se estressará dançará sozinho...



Pronto! Já passaram três semanas... Já está permitido dizer que Girls é a melhor comédia em exibição atualmente? Sério... Estou impressionado! Que texto refrescante, que roteiro bem cuidado, que edição perfeita! As vezes tenho a leve impressão de que Lenna Dunhan está lá nos bastidores da edição escolhendo coisa por coisa... Ah, troca essa música, muda a câmera dessa cena... enfim, coisas desse tipo... Mesmo em se tratando de HBO devo confessar que nunca ví uma comédia tão bem acabada e tão trabalhada nos detalhes. É lindo! Meu amor por essa série só aumenta a cada episódio que passa.

Mas uma vez Hannah está entretida com as suas neuroses de DST para não encarar os seus verdadeiros problemas. É incrível ver como a personagem é extremamente mimada. Quando eu falei no primeiro episódio que era a cara da classe média, não poderia estar mais coberto de razão. Hannah é um acumulo de procrastinação... Só enxerga o que quer, só faz o que quer, na hora que bem entende e não mede esforços em manipular as pessoas que estão a sua volta para conseguir o quer. A mãe da menina estava coberta de razão quando disse que a mesma era uma manipuladora profissional.

Nesse episódio vimos Hannah recebendo a notícia de que tem HPV e fazendo disso um mundo, já que precisava de alguma coisa útil para preencher o seu tempo. E foi atrás de respostas. Confrontou Adam, e no primeiro ar de indignação do rapaz já se sentiu culpada e com medo de perdê-lo. Apesar de já saber que tinha pego com o Adam, ela foi atrás de seu ex-namorado confrontá-lo também... E tudo o que tenho a dizer é Muito Obrigado! Que plot memorável! Diálogos extremamente cômicos! Chorei de rir aqui! Sério... A cara que ela fez quando descobriu que Elijah era Gay... Muito bom! Um "Que merda! era verdade." com "Cadê a ponte para eu me jogar?!" Muito bom! O ótimo é ver que, além de tudo, Lenna ainda é uma puta atriz! 


E a parte que ele fala "That's a Handsomeness into you"... Épico! Tudo! Tudo muito Bom! Desde o "fruity little voice" até a parte em que ele acusa o pai dela e vai embora, foi um festival de piadas muito sacanas e ofensivas... Nossa! Sem palavras! Outra pessoa para quem Hannah foi desabafar de sua mais nova catástrofe medicinal foi Marnie... Plot que nos rendeu a memorável frase do "I have precancer". Incrível como essa menina é mórbida, debochada e baixa. era simplesmente o tipo de humor que a muito tempo não encontrava em uma série.

Shoshanna e Jessa não apareceram muito no episódio, exceto pela abordagem óbvia que estão fazendo com Jessa e o pai da menina que ela está cuidando... Sinto cheiro de preguiça no roteiro, espero que não se encaminhe para o que estou pensando. Mas quem não ficou por baixo também no episódio foi Marnie, que ao que tudo indica vai sair do tédio sexual. Apesar de gostar muito de Hannah e Jessa, para mim não teve como não me identificar pessoalmente com todo o comportamento controlador e pudica de Marnie... Sério! Ela é tão freak que chega ser cômico. 


Parece mesmo que Jonathan veio para sacudir as pernas da menina... Depois de ouvir alguém que você deseja te confrontar desse jeito só existem duas atitudes a se tomar: as pessoas normais se entregariam ao momento e agarrariam ou seja lá o que for; e os pudicas, como Marnie  que carregam todo um fardo de "comportamento social ocidental" nas costas e precisam de análise, se podariam. Aí existem várias atitudes a serem tomadas... Auto mutilação, obsessão por algo, ou até mesmo como a  personagem fez, sair correndo para o banheiro se masturbar! 

Começo a achar que apesar de aparentemente parecer a personagem mais rasa da série, Marnie pode nos apresentar muitas facetas de sua personalidade, provando ser uma personagem realmente instigante. Uma outra série que conversava muito com a realidade psíquica dos personagens era United States of Tara, que eu amava de paixão. Gostei muito disso em Girls e ficarei ansioso para ver esse tipo de abordagem novamente. No mais é isso! Fiquem com a a cara do prazer culpado!



Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Para mim a única graça disso tudo é você ter gostado,

    ResponderExcluir
  2. "Quando eu falei no primeiro episódio que era a cara da classe média"

    Sério que eu também achei a mesma coisa... não necessariamente classe média, mas principalmente adultos infantilizados (bem o estilo do Judd Apattow), a diferença é que a Lena Durham prioriza a imaturidade dos personagens.
    Quando a Hannah falou que tinha precancer só pra não pensar em pagar o aluguel eu pensei: "nesse episódio ela se salvou, vamos ver no próximo"
    A cena dela e do Elijah foram sensacionais... mas uma cena que achei tão boa quanto essa foi a conversa da Shoshanna e a analogia do reality show.
    Jessa encontrou uma versão mais velha de si mesma (engraçado como aquele ator só faz personagens esquisitos), só espero que ela não tenha um caso com ele.
    Por último Marnie: eu achando que ela ia surtar sei lá com um mecânico sujo, mau educado que cospe no chão, mas ela surtou com um artista baixinho e pedante... o que só prova mais ainda que o problema da relação não é o Charlie o problema é ela!!

    ResponderExcluir
  3. Girls também me conquistou bastante, acho que eu nunca me empolguei tanto com uma série desde United States of Tara. Gosto de como ela é filmada, as música é tudo tão bem amarrada. Acho que eu entendo o porquê que as pessoas não gostam muito, ela é um pouco paradinha se vc for comparar a outras que apelam para o humor retardado (nada contra, também assisto essas) daí fica nessa. Piadas bem pensadas e humor negro para poucos.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe