Girls 1X06: The Return

quarta-feira, maio 23, 2012


Bananas! It's not HBO! It's Porn!

E essa semana fomos presenteados com mais um daqueles episódios épicos de Girls, que pode ser dividido em duas partes: "Retratando a dinâmica da classe C - visita aos pais" e "Como inserir sexo aleatório, no estilo HBO, para alavancar a audiência de uma série". Sério! Não sei como Hannah consegue ser tão "drama queen", tão dissimulada e tão mimada com os pais, e uma hora não se sentir mal. Eu não faço nem metade e já me sinto super culpado. 

A verdade é que não tem como não se identificar com a personagem, e principalmente com toda a situação do episódio. É muito realidade da classe C. O filho mora em outra cidade (a maioria das vezes pra estudar), e quando vai passear em casa os pais querem mimar das melhores formas possíveis, e tudo que a criatura faz é reclamar dos momentos em família, comer feito um porco e ficar na internet. Não teve como não me identificar com as cenas de Hannah virando o olho dentro do carro, escapando do evento em família ou assaltando a geladeira dos pais. A verdade é que acho toda a dinâmica muito divertida.

Outra dinâmica que foi muito divertida de assistir foi a dela com os amigos e com as pessoas da cidade, toda aquela pose de bacanuda... Tivemos a confirmação do que já sabíamos: Hannah é poser! Assim como 99% dos jovens que se mudam para as capitais para fazer Comunicação Social. Toda aquela cena dela em frente o espelho, momento livro de auto-ajuda... Não sei se vocês também conseguem enxergar, mas é tão claro pra mim toda a contextualização social contemporânea que Girls consegue fazer, chega a ser bizarro! Lena Dunham é uma visionária e ponto! Eu me pergunto... Por que? Por que nunca tivemos uma série na televisão que fosse tão real quanto essa? Que você pudesse dizer quase em todas as situações... Já aconteceu comigo.


A segunda parte do episódio não poderia ter sido mais bizarra e igualmente divertida. Vimos como Hannah é afetada pelo seu relacionamento com Adam, a ponto de numa média normal ela já poder ser considerada uma pervertida sexual. As frases dela foram épicas, desde o "How would You like to Fuck me?" Até o "I'm a tight little girl" e as reações do Eric foram as melhores também... "Don't put Your fingers im my ass!" Gostei do personagem, acho que Hannah merecia um pouco de normalidade na vida dela, mas também estou curioso para saber como vai se desenvolver todo o romance dela com Adam, principalmente depois daquela conversa fofa no telefone.

Já sobre os pais de Hannah, preferia não comentar. Assim como Hannah não era obrigada a ver o pinto do pai, nós também não éramos obrigados a ver toda aquela cena no box. Mas como já estamos comentando sobre tudo mesmo... Dois pontos ficam claros aqui no decorrer das situações, a mãe de Hannah é o alfa da relação e também já percebemos as tendências do pai da mesma, o que não tem nada a ver com o seu infarto... Como bom detetive, arriscaria dizer que tem a ver com o que ele escondeu de volta na sacola na cena em que Hannah chega da rua... Enfim, vamos esperar o desenrolar dessa história também.

No mais é isso, ficamos com mais um episódio épico da série, bem acima da média e que ainda acabou tocando Fleet Foxes. Se for para ser sempre assim que Hannah venha visitar os seus pais mais vezes!


Talvez Você Curta

4 comentários

  1. vai me desculpar, mais achei esse episódio um porre....talvez seja porque hannah para mim seja a pior das quatro amigas....como alguém pode ser tão escrota com pais e amigos e passar para objeto sexual para um sem noção como aquela cara que ela namora ou fica, sei lá.....o cara só aparece deitado, como se não fizesse mais nada na vida...quero acreditar que nossa juventude não seja tão superficial, movida a drogas, sexo e música pop de pior qualidade, bizarra a cena da dança na festa...

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente, muito divertido o episódio, é tão lega ver a normalidade na televisão que parece algo de outro mundo.

    ResponderExcluir
  3. Absurdo essa juventude degradante né?! Aonde está o auto respeito...

    ResponderExcluir
  4. Eu li ótimos comentários sobre essa comédia Girls, escrita por Lena Dunham, que baseia a maioria das façanhas dos personagens da série nas suas próprias experiências. Parece excelente, quero assistir.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe